Se ainda não começou, crie coragem! Se já está na luta, não pense muito!


Olá, guerreiros!

Depois de ser aprovado na CGU, resolvi que o meu próximo passo seria algum concurso do Legislativo ou Judiciário, mas as atribulações da vida fizeram com que eu diminuísse o ritmo de estudos, o que é normal, depois de anos focado, e me dedicando de forma quase que exclusiva.

Como acontece com quase todos vocês, vamos deixando outras tarefas de lado, e após a aprovação, temos que correr atrás delas. E isso vai tomando o seu tempo destinado aos estudos de outrora.

Por isso o foco e a diminuição de atividades ao mesmo tempo é tão importante ao estudar para concursos públicos.

Temos que manter o mínimo de preocupações na cabeça. E se você já tiver algumas que não tem como serem deixadas de lado, como o trabalho, e a família, não há como incluir outras atividades em sua rotina, a menos que ela esteja completamente vinculada àquilo que você estuda, como uma pós-graduação.

Mas o ponto aqui é falar sobre como essa rotina de estudos parece tão irreal quando estamos um pouco longe dela.

Na semana passada, ao reiniciar as aulas da graduação do curso de Direito, fui dar uma volta na biblioteca da faculdade, folhear e conhecer alguns livros (virou vício em minha vida, rsss). Ao adentrar o ambiente, vi alguns rostos conhecidos (ex-alunos, e concurseiros que já estão há algum tempo na labuta).

Fiquei pensando: caramba, que galera guerreira!!! O pessoal chega de manhãzinha, e só sai à noite. Como que conseguem isso??

Aí eu parei e disse para mim mesmo: “ué, Bruno, tá doido? Você não lembra da sua época, não???”

Fiquei rindo sozinho!

Como, para quem está de fora, é impressionante ver o esforço de uma pessoa estudando para concursos públicos.

E também fico indignado com aqueles que nunca sentaram um dia sequer para estudar, e que ficam criticando os servidores públicos, a estabilidade, e a remuneração.

Nada mais justo que recompensar tamanho esforço e dedicação com um bom salário e com estabilidade para se trabalhar. Concurso público é para todos! As vagas estão lá para quem quiser enfrentar. Basta ter força de vontade, e conquistar a sua! Mas penso que criticar é mais fácil! Enfim...

Continuando... Quantas vezes meu pai me disse: “não sei como você consegue se dedicar tanto assim, meu filho!”

E eu sempre respondia: “só assim para eu crescer na vida, pai! Mas o esforço será recompensado!”

Ver uma pessoa se dedicando horas por horas a fio em cima de uma cadeira, com uma vida correndo lá fora, é gratificante! Quem rala merece colher os frutos! Quem corre atrás merece ser bem-sucedido, ganhar bem, e ter tranquilidade para trabalhar.

E eu não me refiro somente aos concursos públicos, mas em todos os ramos profissionais, pessoais etc.

Eu penso assim: é merecedor aquele que se dedica de coração!

E quando você está nessa rotina, o seu piloto automático parece que é ligado, e você faz o que tem que fazer, sem se importar muito com o que você está perdendo em sua vida para alcançar o seu objetivo.

Eu sempre funcionei assim, e me parece ser esse o pensamento daqueles que passam manhãs, tardes, e noites, ou esses três períodos estudando. Eles não ficam pensando se aquilo compensa ou não! Não ficam indo e voltando na rotina dos estudos! Eles estão lá, todos os dias, batendo o ponto virtual deles.

O difícil é começar a seguir essa rotina. Parece muito difícil, quase impossível. Mas não é!

Depois que estamos nela, nos acostumamos, e durante o processo, até gostamos do que estamos fazendo.

Então, não fique pensando muito se compensa ou não entrar de cabeça, e se enfiar em um monte livros por horas, dias, meses ou anos! Compensa sim! Digo por experiência própria! Passei por todo esse processo, e nunca me arrependi um dia sequer de tê-lo feito!

Passaria por tudo aquilo novamente, sem pensar duas vezes!

O que eu me arrependo é de ter começado tarde! De não ter me dedicado aos concursos antes! Mas tudo serve como aprendizado, e hoje eu tiro lições dos meus erros e acertos.

E para você que está na batalha, deixe o seu automático ligado! Diminua as interferências, foque somente naquilo que for essencial, qual seja:

1 – FAMÍLIA;

2 - ESTUDOS

3 – ATIVIDADES FÍSICAS;

4 – TRABALHO;

5 – LAZER.

Arranque de sua vida o restante de atividades e pessoas inúteis nesse período de concurseiro. Expulse do seu convívio aquelas pessoas que te estressam. Elimine as atividades procrastinatórias do seu ambiente. Deligue redes sociais, que são as responsáveis pela sua ansiedade, e não saia dizendo aos quatro ventos que você está estudando. Não tem benefício nenhum nisso, e nem necessidade!

Deixe o seu sucesso falar por ti após a sua aprovação! Todos saberão disso no momento certo. Se já está na batalha, continue, pois valerá a pena! Se ainda não iniciou a batalha, comece hoje, para não se arrepender de tê-lo feito depois! Os concursos voltarão com força, e pode ser tarde para você... Prof. Bruno Fracalossi