Por qual meio estudar: livros, aulas presenciais ou PDF´s?

Caros alunos, tudo bem com vocês?


Volto hoje para lhes falar sobre dois assuntos que deixam muitos concurseiros com insônia!


1 - Qual material estudar para concursos: livros ou cursos PDF?


2 - Assistir aulas ou estudar sozinho?


1 - Em relação à primeira pergunta, eu te falo que não há uma definição exata sobre isso. Depende muito do concurso e da matéria que você esteja estudando, além da estratégia que você está adotando.


Se você estudar focado em um concurso de longo prazo, sugiro a aquisição de bons livros, e o complemento com os cursos em PDF.


Posso citar dois concursos nos quais milhares de alunos focam bastante tempo antes de sair o edital:

AFRFB e EPPGG/MPOG.


Esses dois concursos possuem focos bem diferenciados, mas uma de suas características em comum é a existência de candidatos que passam anos se dedicando somente a eles.


No caso do AFRFB, temos matérias como Direito Constitucional, Administrativo, Tributário e Contabilidade que possuem autores de renome, e que eu aconselho a leitura de livros. Essas matérias são fáceis de serem consolidadas em um só livro, por isso recomendo o estudo por eles.


Quando você terminar a leitura dos livros, complemente com os cursos em PDF, que focam totalmente os editais.


Falo isso porque há muitos concurseiros estudando com tempo de sobra. O custo x benefício de se ler um livro de quase 1.000 páginas, neste caso, é válido. Você conseguirá consolidar o seu conhecimento.

Já em relação às outras matérias desse mesmo certame, aconselho o estudo por cursos em PDF. São elas: Português, Raciocínio Lógico, Administração Pública, Auditoria, Legislação etc,.


Por que, professor? Porque essas matérias possuem assuntos muito vastos, e nem todos eles caem em todos os concursos. A vantagem dos cursos em PDF, nesses casos, é o foco que o material dá somente nos tópicos constantemente cobrados nos editais.

Já no caso do exemplo do EPPGG, sugiro o estudo dos cursos em PDF para todas as matérias específicas. Porém, no caso da matéria de Ciência Política (que, por sinal, eu dou aulas), sugiro o uso do material em PDF para direcionar os estudos dos livros, e para estudar os exercícios. Nesse caso da Ciência Política, eu sugiro isso porque o conteúdo é vastíssimo, e às vezes a banca pode aprofundar demais em algum assunto inusitado.


Mas pessoal, atentem-se que essas sugestões referem-se a um período sem autorização ou edital publicados.


Ou seja, se a autorização ou o edital já estiverem na praça, escolha, sem sombra de dúvidas, os materiais em PDF.


Faça, no caso desses instrumentos já estarem publicados, o caminho inverso: estude pelos PDF´s, e use os livros somente para consultas, naqueles assuntos em que o material em PDF não conseguir cobrir bem. Isso porque o curso em PDF não te fará perder tempo com assuntos que não caem na prova.


Resumindo:


a) Estudo a longo prazo – opte por livros quando esses conseguirem consolidar todo o conteúdo da matéria.

b) Estudo após a publicação da autorização ou do edital – não estude por livros. Use-os somente como material de consulta.


2 – Assistir ou não aulas em vídeo ou presencial:


Pessoal, eu sou um pouco suspeito em falar sobre isso, já que nunca tive muita paciência em assistir aulas.


Não aconselho, de jeito nenhum, que vocês assistam os famosos cursos pacotões. Nem se você estiver começando os