O paradoxo da crise e as metas realistas!

Fala pessoal, tudo bem?


Hoje eu escrevo um pouco sobre algo que eu observo constantemente entre os milhares de concurseiros que eu tenho contato.


Eu a nomeei de “o paradoxo da crise”!


Que treco é esse, professor?! De onde você tirou isso?


Calma! Aposto que você conhece muitas pessoas que possuem essa “doença”.

Você não convive com pessoas que ficam desesperadas para que o edital não saia de maneira alguma, pois elas ainda não estudaram todo o conteúdo, e sentem que não vão passar!


E me diga se essas pessoas não são as mesmas que se desesperam ainda mais quando vem uma crise e suspende os concursos por um tempo?


Ou seja, tem edital bombando, a pessoa está reclamando que não estudou direito. Os concursos são suspensos, ela está reclamando que não vai ter edital para ela estudar!


Não é assim que se passa em concurso, pessoal!


O imediatismo é muito difundido em nossa cultura.


Em se tratando de concursos públicos então, é muito mais forte.


Muitos dos meus alunos entram no projeto do Coaching e me dizem assim: - Professor, preciso passar em 6 meses!


Para esses casos, o meu foco de abordagem já é diferente dos demais.


O meu primeiro trabalho com eles não é o de definição de foco e planejamento, mas de quebra do paradigma de que há um tempo máximo definido para ser aprovado.


Não existe esse tempo! Não existe isso de : se eu não for aprovado em 6 meses, desisto!


Você já viveu situações em que você está esperando algo muito importante há muito tempo ja e não aguenta mais. E você estipula mentalmente um prazo de espera. Se fulano não chegar em 20 minutos eu vou embora. E o tempo vai chegando e você vai dando mais prazo. Só mais 5 minutos, fim de papo. E você acaba ficando até a pessoa chegar?


Com os concursos é a mesma coisa. Você dá 6 meses de prazo e vive ansioso por todo esse tempo. Terminou o prazo, você dá mais 6 meses. É sempre assim, então para que estipular prazos dessa forma?


Não tem como desistir de algo tão importante! Você não desiste da pessoa que estava esperando, desiste (na maioria das vezes não, rsss)?


O que eu tento mudar em seus pensamentos é a questão das metas realistas!

Estabeleça metas de 6 meses para cumprir determinada quantidade de horas líquidas, ou para terminar determinado conteúdo, mas cumpra essa meta, pois ela depende você.


Passar em um concurso em 6 meses não depende somente de você. Depende de fatores aleatórios, e isso você não consegue controlar.


O que você consegue controlar, e ainda não totalmente, é o cumprimento de uma meta adequada e realista que se coadune com a sua rotina de atividades diárias.

Ao definir essa meta de 6 meses e cumpri-la, você terá respeitado um planejamento inicial, e ele te dará respaldo para o próximo período de metas. Ou até mesmo não, pois esses 6 meses de metas cumpridas poderão te levar a uma aprovação antes, durante ou depois desse tempo cabalístico.