Desesperado para passar

Quando estudamos sozinhos para um concurso não temos muitos padrões de comparação. Eu acreditava que as pessoas não passavam em concurso apenas por falta de foco ou de disciplina. Depois de um tempo atuando como coach, comecei a perceber que eu estava errado. Tudo bem, foco é importante, disciplina também. Mas há algo que vem me chamando muito a atenção.


Paciência. Ou melhor, falta de paciência.


As pessoas não tem paciência para construir seu conhecimento. Elas não entendem que têm um limite diário de absorção e que estudar não é força, é jeito. Não é quantidade, é qualidade. É encontrar seu ritmo diário e prosseguir o tempo que for necessário até a aprovação, com equilíbrio e sossego. Estar motivado não é estar desesperado. A motivação é calma e firme. Não é agitada e agonizante.


Se você está numa situação desesperadora, faltando dinheiro, desempregado, eu entendo, é chato, mas não tem jeito também. Você se enquadra nas mesmas leis que as outras pessoas. Sua paciência terá que ser maior ainda.


Não adianta entrar em desespero. Não adianta ler com pressa. Se você acelerar a leitura você vai ter que ler tudo novamente o que, no final das contas, vai acabar tomando mais do seu tempo. Melhor ler logo de forma tranquila e focada para ler uma vez só.


Ao sentar na cadeira, se você ficar vidrado no destino, na aprovação, no cargo, no salário, em sair do sufoco, você não vai se concentrar, não vai estudar e não vai passar.


É a jornada que importa. Quando a jornada é bem feita o destino simplesmente chega. Pare com essa insanidade de que o concurso que está aberto é o último do mundo e se você se matar em dois meses você vai passar. Não vai. Vai gastar tempo, dinheiro e desestabilizar sua vida à toa.


Sempre haverá concursos bons. Sempre. Duvida? Abra um site de banca e veja a série histórica de concursos.


Observe-se. Veja como você está hoje. Muito agitado? Preocupado com o que? Mexendo muito na cadeira? Observe seu corpo. Tente se conhecer, ver quais músculos você tensiona mais num momento de estresse. Que tipo de reação você adota. Agora faça o inverso. Solte os músculos, respire. Não reaja. Entregue-se.


O autoconhecimento é o início do movimento rumo a uma mente mais tranquila.


Ao estudar sem pressa, respeitando seu ritmo, certamente sua jornada será mais agradável e o concurso público vai simplesmente acontecer na sua vida. Quando menos perceber estará saindo da sua situação de desconforto. Muito mais rápido que se você projetar sua aflição nos livros.


Bons Estudos!


Abs!


Prof. Igor Oliveira.


0 comentário