PC/DF terá 3.029 novos cargos

Compartilhar:

 

Na última quinta-feira (25/04) a presidente Dilma Rousseff sancionou a Lei 12.803, que cria mais 3.029 cargos para a Polícia Civil do Distrito Federal. Das novas oportunidades, duas mil serão para o posto de agente de polícia, 495 para escrivão, 200 para delegado, 199 para perito criminal, 80 para perito médico-legista e 55 para papiloscopista.

As oportunidades ocorrerão de forma gradual, a partir de 2014. Ainda não se sabe quando será o lançamento do edital, tampouco qual será a banca examinadora. Contudo, é certo que, com essa notícia, a tendência é aumentar a corrida pela preparação.

Para o auditor do TCU e professor de Direito Constitucional no Ponto dos Concursos, Roberto Troncoso, começar a preparação com antecedência será um grande diferencial para quem pretende ocupar um desses cargos.

"Com certeza, uma das decisões mais acertadas de um candidato a uma vaga no serviço público é a preparação com antecedência. Estudando dessa forma, o candidato tem o tempo necessário para vencer todo o conteúdo e também para se conhecer: como o seu estudo rende melhor e quais são as melhores estratégias para o seu aprendizado", afirma Troncoso.

Na lista dos erros mais cometidos entre os candidatos que estão começando sua preparação para uma vaga no serviço público, o professor destaca a falta de foco. "O erro mais comum dos candidatos é justamente ficar "correndo atrás dos editais" e, quando a pessoa se dá conta, estudou durante um ano para cinco concursos diferentes e não passou em nenhum. Por outro lado, se tivesse focado em um concurso ou área e tivesse trabalhado duro durante um ano, provavelmente, esse aluno já estaria bem competitivo".

Confira abaixo como o professor Roberto Troncoso avalia o mito da concorrência, a grande oferta de concursos que estão surgindo e cinco importantes dicas para quem pretende se preparar para essas oportunidades.

Ponto dos Concursos - Um dos maiores mitos na disputa por uma vaga no serviço público é o medo da concorrência. Em sua opinião, como o candidato deve encarar a concorrência?

Roberto Troncoso - A única e verdadeira concorrência existente é você mesmo. Ficar pensando em quantos outros candidatos estão estudando, além de não contribuir em nada para uma melhor performance, costuma afetar o psicológico do candidato, prejudicando o seu desempenho.

Além disso, quantas pessoas você conhece que fazem as coisas de forma REALMENTE séria? Quantas pessoas você conhece que costumam fazer as coisas realmente bem feitas? Pouquíssimas. Infelizmente (ou felizmente, para alguns), essa também é a realidade dos "concurseiros". Dos milhares que fazem uma prova, poucos são os que realmente estão competindo por uma vaga.

Dessa forma, a única pessoa a ser batida é você mesmo. Suas próprias limitações, seus próprios medos e suas próprias dificuldades.

Muitos candidatos acreditam que focar em algumas disciplinas é o caminho. Quais as disciplinas que merecem uma maior atenção por parte do candidato?

Todas (risos). Certamente, as específicas que possuem um peso maior devem ser priorizadas. No entanto, de nada adianta gabaritar as específicas e zerar as básicas. O conhecimento deve ser adquirido e revisado de forma gradual e constante, várias matérias juntas.

Como você está vendo o atual cenário dos concursos, diante desse grande número de editais e autorizações que já foram publicados só em 2013?

Certamente, essa é uma tendência que chegou para ficar: a profissionalização do serviço público. Nesses 12 anos como servidor, pude perceber a gritante evolução dos servidores em todos os órgãos pelos quais passei. É muito bonito e gratificante ver que aquela imagem de servidor acomodado e "batedor de carimbo" está dando lugar a uma imagem de servidores profissionais e competentes, que estão verdadeiramente empenhados no desenvolvimento do país.

No entanto, essa grande quantidade de concursos pode ser uma armadilha, que já foi comentada acima: não adianta querer fazer todos! Escolha um cargo (ou, no máximo, uma área) e MANTENHA O FOCO!

Professor, poderia deixar cinco importantes dicas para quem já está de olho nessas novas oportunidades da PC/DF?

Só cinco? (risos). Vamos lá:

1 - Se prepare com antecedência.

2 - Mantenha o foco no concurso que você quer. Vale a pena fazer outros concursos, no decorrer da preparação para treinar. Entretanto, não vale a pena se desvirtuar muito do seu foco para ficar tentando atirar para todos os lados.

3 - Dê o seu melhor! Nada de entrar numa briga já dizendo que vai perder, ou dizendo que está estudando para o próximo concurso... Estude sempre para ESSE concurso e dê o seu melhor AGORA!

O curioso é que todos nós temos uma boa ideia de onde estamos escorregando ou onde poderíamos ter nos esforçado mais. Faça para você a seguinte pergunta: "Se eu fosse estudar para passar, para dar certo mesmo, como é que eu faria?" Essa autoavaliação traz resultados incríveis. Mas nada de terceirizar a culpa, hein!

4 - O estudo deve ser pautado em três passos, que ocorrem em sequência e em ciclos: aprendizado, revisão e exercícios.

Não adianta nada ler todo o conteúdo uma só vez. A matéria deve ser constantemente revisada e exercitada. Quanto mais vezes você repetir esse ciclo, mais profundamente o conteúdo será enraizado na sua mente.

5 - Saiba por que você está estudando e mantenha essa imagem bem clara para você. Ex: para ganhar mais, para ter estabilidade, para ter mais qualidade de vida, etc. Ver a imagem no fim do túnel (o resultado após o processo) nos mantém mais motivados a manter o foco e a encarar os desafios.

Eu gosto muito desse vídeo(Clique Aqui), é uma grande fonte de inspiração para mim, e está ajudando muitos alunos a dar aquele "boost" nos estudos.

 

Equipe Ponto dos Concursos

Publicado: 26 de abril de 2013.
Compartilhar: