AFT - Ministério do Trabalho reapresenta pedido de concurso ao MPOG

Compartilhar:

Publicado em 16 de março de 2016

O Ministério do Trabalho e Emprego – MTE reapresentou ao Ministério do Planejamento pedido para autorização de concurso para 847 vagas para o cargo de Auditor-Fiscal do Trabalho. Para concorrer ao cargo é necessário nível superior completo (em qualquer área). A remuneração inicial é de R$16.201,64, valor que já inclui o auxílio-alimentação de R$458,00.

Conforme divulgado pelo jornal Folha Dirigida, o objetivo é que as 847 vagas sejam preenchidas de forma escalonada, em três anos, conforme havia sido sinalizado pelo Planejamento em nota encaminhada ao MTE no fim de 2014. Nessa mesma nota o MPOG indicava que iria autorizar a seleção nesses moldes. O presidente do Sindicato Nacional dos Auditores-Fiscais do Trabalho (Sinait), Carlos Silva, afirmou considera um compromisso assumido pelo MPOG e irá cobrar o seu cumprimento.

O presidente do Sinait informou ainda que, em reunião recente com o sindicato, o secretário de Inspeção do Trabalho, Paulo Sérgio de Almeida, afirmou que as negociações junto ao Planejamento sinalizam que a seleção de AFT seja uma das primeiras a serem autorizadas quando forem encerradas as restrições à liberação de concursos por parte do governo federal.

O número de cargos vagos é alto, a carreira de auditor possui mais de 1.100 cargos vagos. Entretanto, a carência de servidores é muito maior, de mais de 5 mil servidores, considerando-se os parâmetros estabelecidos pela Organização Internacional do Trabalho (OIT). A carência de pessoal é tão grande que o efetivo atual é o menor em 20 anos, segundo o Sinait, o que prejudica a atuação do órgão.

Quanto à área de apoio, o MTE solicitou autorização para nomear 208 candidatos excedentes do concurso para servidores administrativos, realizado em 2014 e que possui validade até junho deste ano. O ministério informou que, sobre o pedido de novo concurso para 1.177 vagas, sendo 951 para agente administrativo (de nível médio, com iniciais de R$3.527,22), a demanda terá que ser revista devido à fusão com o Ministério da Previdência Social. Não há ainda informação se a nova solicitação será enviada ao Planejamento ainda este ano.

Prepare-se com antecedência para este excelente concurso.

Bons estudos,

Equipe Ponto dos Concursos

Publicado: 16 de março de 2016.
Compartilhar: