Entrevistas

Angela Danielle Kuhn


 

Hoje vamos conhecer um pouco da história da Angela Danielle Kuhn, 25 anos, mestranda em Geografia. A Angela foi aprovada na Universidade Tecnológica Federal do Paraná para o cargo de Assistente em Administração para o campus de Toledo – PR e para o campus de Medianeira – PR.

No último concurso do INSS, ela foi aprovada para Técnico do Seguro Social em 20° lugar, o que a deixou fora das vagas para a Gerência Executiva de Cascavel – PR. Mas a Angela só tem que agradecer, pois eram 10.580 inscritos para essa gerência!

Ponto: Fale um pouquinho sobre sua decisão de estudar para concursos. Como aconteceu? 

Angela: A minha decisão de estudar para concurso público surgiu na graduação, quando percebi que a faculdade que escolhi se mostrava pouco promissora em termos de mercado de trabalho. Aí comecei a tentar entender um pouco sobre esse “mundo dos concursos” e fiquei maravilhada com os benefícios que muitos cargos públicos oferecem. O primeiro concurso que prestei foi para o Tribunal de Justiça de São Paulo para o cargo de Escrevente, em 2012. Meu desempenho foi fraco e continuou sendo fraco em vários outros concursos que fiz.

Cheguei a duvidar do meu potencial, passei a pensar que ser aprovada em concursos públicos era para aqueles que estudaram em escolas particulares no ensino básico; que tiveram pessoas a sua volta que as motivaram desde cedo a se dedicarem aos concursos; para aqueles formados em direito, contábeis ou alguma engenharia (isso porque a maioria dos depoimentos que lia as pessoas tinham essas formações). Quais eram as minhas chances sendo que eu não tive nada disso na minha vida?

Minha base em matemática e português foi muito fraca e a minha formação é em Geografia. O que fazer diante dessa situação? Desistir? Persistir? A minha motivação estava muito baixa. O sonho de conquistar a minha independência financeira, parecia cada vez mais distante. Eu não queria continuar naquela situação, mas estava desorientada e não sabia de que forma prosseguir. Foi aí que procurei o coach Bruno Fracalossi, em 2014. Precisava acertar alguns pontos fundamentais para continuar a caminhada e obter êxito, precisava de uma metodologia de estudos adequada, materiais certos e muita motivação.

Ponto: Ponto: Conte-nos sobre sua rotina de estudos antes e depois do Coaching.

Angela: Antes do coaching eu tentava estudar o máximo de horas no dia, chagava a 8 ou 9 horas (isso no período em que parei de trabalhar e resolvi me dedicar plenamente a concursos). Geralmente, estudava uma única matéria no dia. Essa metodologia me deixava muito cansada, pois estudava muito em um dia e no outro mal conseguia fazer 2 ou 3 horas. Outro erro era listar muitos concursos que estavam abertos e estudar para todos. O resultado era sempre decepcionante.

Com o coaching tudo isso mudou. O Bruno Fracalossi montou um roteiro de estudos com o total de horas diárias (menor do que eu fazia antes), tempo de intervalo e organizou as disciplinas de modo a ficar menos cansativo. Fez com que eu reservasse um tempo para atividades físicas e lazer o que, a princípio, me pareceu desperdício, mas com o tempo pude perceber que assim como tudo na vida, estudar para concurso, também, é equilíbrio. Tirar um tempo para lazer não significa ir para todos os lugares que gostaria ou que te convidam, significa dar um tempo para a sua mente “respirar” e, assim, renovar os ânimos.

Além da metodologia certa, foi de muita importância o apoio motivacional. Ter alguém que além de te cobrar, escuta as suas angustias e suas aflições é fundamental.

No primeiro contato com o professor ele me perguntou para qual concurso eu queria estudar, que teria que escolher um e me dedicar inteiramente para ele (pular de galho em galho não nos deixa preparados para nada). Sugeri estudar para o Tribunal de Justiça de São Paulo, que tinha previsão de abertura, e eu já tinha alguma familiaridade com os conteúdos, mas pedi sua opinião. O Bruno sugeriu estudar para o INSS. Fiquei muito insegura, já que nunca havia estudado Direito Previdenciário, mas aceitei a sugestão.

Os meus estudos para Técnico do Seguro Social começaram em julho de 2014. O edital saiu em dezembro de 2015 (não foi fácil manter a motivação durante todo esse período). A prova foi em maio de 2016 e, o resultado final, em agosto desse mesmo ano. Nas disciplinas básicas (matemática, português, direito constitucional e direito administrativo) eu fui melhorando, cheguei a me arriscar em outros concursos que não fugiam muito do meu foco. Foi aí que consegui ser aprovada na Universidade Tecnológica Federal do Paraná para o cargo de Assistente em Administração, cargo esse que exerço desde maio de 2015.

Com o coaching pude perceber falhas nos meus estudos que antes não percebia, assim, com a metodologia certa pude aproveitar melhor o tempo e, gradualmente, pude perceber evolução nos estudos e nos resultados.

Ponto: Quais métodos de estudo que você utiliza?

Angela: Os métodos de estudos que utilizo são, basicamente, os que aprendi durante o coaching, salvo algumas adaptações. Depois que fui nomeada na UTFPR me saiu o peso dos ombros, então, passei a estudar de maneira mais tranquila, sem pressão.

Quais são os seus planos daqui para frente?

Angela: Primeiramente, pretendo terminar o mestrado que comecei início desse ano (2016). Depois quero dar uma pausa e aproveitar um pouco mais a vida, como viajar e realizar outras vontades que abdiquei por conta da tão sonhada aprovação em concurso.

Ponto: Qual mensagem você deixaria para os colegas que também buscam por uma vaga no serviço público?

Angela: Ser aprovado em concurso público é um sonho possível de se alcançar, independente das suas dificuldades! Todo esforço é válido! É preciso ter paciência e equilíbrio. É preciso persistir e não desistir. Também, exige abdicações. O caminho é árduo, mas a sensação da aprovação é indescritível! O sentimento de vitória é maravilhoso! E superar os seus limites é libertador! Não negligencie o seu potencial, confie em você, seja grato e continue caminhando! As coisas acontecem no momento certo em nossas vidas! Com disciplina, dedicação e persistência, a conquista é certa!