Entrevistas

Maurício Santos


O Maurício Santos Oliveira foi aprovado em 1º lugar no último concurso da STN para Analista de Finanças e Controle, na área de Desenvolvimento Institucional

Natural de Aracaju (SE), o menino de apenas 23 anos já foi aprovado em três concursos. Com apenas um ano e nove meses dedicados a muito estudo, já passou na 3ª colocação para o INSS, na 3ª para o TRF – 5ª Região e, agora, na 1ª colocação para Analista de Finanças e Controle da Secretaria do Tesouro Nacional.

Sua primeira aprovação veio no segundo concurso público em que se inscreveu. Atualmente, Maurício é técnico do Tribunal Regional Federal da 5º Região, em Sergipe, e aguarda a nomeação no STN. Recém-graduado em Administração de Empresas e diante de tantas horas despendidas para os estudos, ele garante ainda ter tempo para praticar seus esportes favoritos: futebol e bodybuilding.

É realmente surpreendente como disciplina, confiança, perseverança e foco são as características fundamentais para os que buscam uma aprovação no serviço público. Por conta da pouca idade, das aprovações e do pouco tempo de estudo, do início da preparação até a primeira aprovação, alguns podem dizer que ele é superdotado, autodidata ou coisa parecida, mas não se enganem. O Maurício simplesmente possui todas as características fundamentais que já mencionamos.

É certo que ele vai continuar se preparando para novos cargos e melhores oportunidades, pois, segundo ele, a meta agora é AFT ou AFRFB.

Ao que tudo indica, veremos o Maurício outras vezes por aqui, dando novos depoimentos sobre suas futuras aprovações.

Confira a entrevista completa:

Maurício, por que decidiu se preparar para concursos? Teve alguma motivação maior do que a tão sonhada estabilidade?

Minha maior motivação é ter e oferecer à minha família, no futuro, um padrão de vida com qualidade. A excelente remuneração de alguns cargos públicos e a estabilidade são fatores fundamentais para atingir esse objetivo.

Para um garoto de 23 anos, o mundo lá fora reserva muitas outras distrações. Como consegue manter o foco diante dessa realidade?

Quando nós temos algum objetivo e realmente queremos alcançá-lo, conseguimos tirar a força de vontade necessária para sermos aprovados.

A maioria das pessoas acredita existir uma fórmula para conseguir a aprovação. Você acredita nessa história? O que é preciso para ser aprovado em um concurso?

Penso que não existe uma fórmula mágica para isso. O êxito nos concursos depende de alguns fatores, como por exemplo, um bom material de estudo, determinação, confiança, estratégia, perseverança, entre outros.

Quais são seus métodos de estudo?

A primeira coisa a fazer é buscar um material de qualidade, como o do Ponto. Esse material precisa ser objetivo e completo ao mesmo tempo.

Em regra, estudo duas ou três disciplinas por dia. Não considero proveitoso estudar a mesma matéria por muitos dias, pois as outras acabam caindo no esquecimento. Fazer resumos e questões (MUITAS!) é fundamental. Nesse aspecto, o material do Ponto me ajudou bastante, pois todas as aulas possuem questões e é importantíssimo resolvê-las. Muitas vezes, a resolução de questões funciona melhor do que a revisão teórica.

Estudava quantas horas por dia?

Como não trabalhava quando estava estudando para os concursos que fiz, estudava no mínimo 8 horas por dia. No caso da STN, foi possível manter o mesmo ritmo de estudos, pois só entrei em exercício após a realização das provas. Na verdade, nunca fiquei preso à questão de horários. Seja na quantidade total ou por matéria.

Na minha visão, quem quer passar em concurso público deve estudar o máximo que puder, enquanto estiver tendo uma boa produtividade. Resumindo, a quantidade de horas é importante, mas a qualidade do estudo é muito mais.

O que você considera mais difícil quando se está começando na vida de concurseiro?

O mais difícil, no início, é acreditar que é possível passar em um concurso tão concorrido. Se você acredita, já está à frente dos outros candidatos.

Quais foram suas formas de estudo: cursos presenciais ou online? Quais os prós e os contras de um e outro na sua preparação?

Até hoje, estudei apenas um mês em curso presencial. Considero o curso online muito mais eficaz, pois o aluno pode adequar os estudos ao seu próprio horário. Outra vantagem é o volume de conteúdo. No curso online, seja apostila ou vídeo-aula, o volume de conteúdo transmitido, em um determinado espaço de tempo, é muito maior do que o transmitido em sala de aula. Porém, o curso online exige uma disciplina muito maior do aluno.

O que considera fundamental para um bom concurseiro?

Confiança. Se o concurseiro acredita, de verdade, que é possível passar no concurso, ele vai conseguir despender o esforço necessário e ter a disciplina essencial à aprovação.

Teve que fazer muitos sacrifícios ao longo da sua preparação?

Sem sacrifício, não há vitória. Graças a Deus, as pessoas que estiveram ao meu lado durante essa jornada foram compreensíveis. Passava a maior parte do dia trancado no quarto para estudar. Saía apenas para a academia, faculdade e igreja. A namorada também foi bastante compreensível, deixei de sair com ela várias vezes (risos).

Você se considera superdotado, autodidata ou coisa parecida?

De maneira alguma. Aprovação em concurso é muito mais estratégia e dedicação do que qualquer outra coisa. Só Deus e minha família sabem o quanto eu me esforcei para passar nesses concursos. Houve dias em que estudei até 5 horas da manhã.

Muitas vezes os resultados não chegam porque as pessoas não acreditam que são capazes, e por não acreditarem, não se esforçam o suficiente para conseguir a aprovação. Tenho certeza de que se o candidato levar a sério, for disciplinado, encontrar a sua metodologia de estudo (acho que isso é algo bem pessoal) e tiver paciência, a aprovação vai chegar na hora certa. Isso é bíblico: o que você plantar, irá colher!

Quais dicas você dá para quem continua na busca pela aprovação no sonhado concurso público?

Perseverança. Se você tem o sonho de passar em um concurso público e sabe que isso vai demandar todo o seu esforço, não hesite! Intensifique os estudos, não se abale com os tropeços no meio do caminho. Acredite! Eles são comuns na vida de qualquer pessoa. Tenho convicção de que se você continuar estudando, com a estratégia correta, a sua hora vai chegar e Deus vai te abençoar com a tão sonhada aprovação.

Quais são os seus objetivos para o futuro? Pretende estudar para outros concursos?

A meta, a princípio, é voltar para o meu querido Nordeste, através de outro concurso, AFT ou AFRFB, por exemplo. Porém, o futuro pertence a Deus. Outro objetivo que tenho é o de lecionar em cursos para concursos. Quero ajudar outras pessoas a realizarem o sonho que realizei.