Prof. Fernando Mesquita

28/06/2013 | 09:40
Compartilhar

Como melhorar a memória para os estudos

Pergunte em uma sala com 30 alunos quem tem problemas com a memória e pelo menos 20 levantarão as mãos. O cérebro é mesmo um grande brincalhão. Sempre esquece das coisas nas horas em que mais precisamos.

Quanto à qualidade de nossas lembranças, não há muito que possamos fazer - elas dependem de nossas experiências. Em relação aos estudos, por outro lado, há algumas táticas que podemos usar para melhorar a retenção do conteúdo e deixá-lo vivo por mais tempo.

Veja 5 dicas úteis para melhorar sua memória nos estudos:

1. Revise com frequência
Embora pareça trivial, a maioria das pessoas não revisa com a frequência necessária. A memória, guiada por suas regras, tem uma série de mecanismos para esquecer (logo, "esquecer é viver"). Em linhas gerais, lembre-se que lembramos daquilo que: vemos com frequência; é importante; é relevante; é interessante. Ao longo do trabalho do coaching, temos uma série de mecanismos para fazer que o conteúdo torne-se isso e que o vejamos com a frequência necessária. Em termos bem gerais, os mapas mentais são uma ferramenta que possibilita tudo isso.

2. Goste daquilo que estuda
Essa parte é difícil, mas é essencial para que as coisas deem certo. Eu odiava AFO. Nunca gostei. Sempre achei complicado, prolixo e inútil. Até o dia em que entendi que a disciplina era necessária para a aprovação. O processo de reversão da agonia foi longo, mas bastante eficaz. William Douglas já disse que você tem de amar as disciplinas. E isso é verdade. É difícil? Claro que é. Mas a dificuldade faz parte. Espero que ninguém tenha dito que ia ser fácil.

3. Durma bem
O sono tem um grande papel na qualidade de sua concentração. E a concentração é fundamental para o bom funcionamento da memória. Pesquisas recomendar em média 8h de sono diárias. Alguns concursandos não querem "perder tempo" com essas "bobagens" e acabam pagando um preço alto, que o corpo, a concentração e a memória vão cobrar quando você menos esperar. Fique atento.

4. Exercite-se
Uma pesquisa recente divulgada na Scientific American mostrou que pessoas que se exercitam têm uma memória melhor e conseguem entender melhor conceitos complexos do que aquelas tidas como sedentárias. Portanto, encontre um tempo para estudar exercitar-se. Para o seu próprio bem. (nota: não que você não precise estudar, obviamente, mas como o colega Fabiano bem reparou, não era esse o ponto do item 4)

5. Conheça-se e encontre sua própria forma de estudar
De nada adianta fazer tudo se aquele ponto não funcionar com você. Procure entender como você trabalha melhor. Reforce o que te faz bem e diminua a incidência do que te atrapalha.

Se você quiser colocar tudo isso em prática se preparando para o concurso de um dos melhores órgãos do país, com salários em quase 15 mil reais em 2014, um excelente ambiente e muitas possibilidades, veja nosso Coaching para TLAA/Câmara dos Deputados ( http://goo.gl/QBLa0 ). A hora para começar a se preparar é agora.

Abraço e sucesso,
Fernando Mesquita
fernando.mesquita@pontodosconcursos.com.br


Comentários

  • 28/06/2013 - Liliane
    Ótimas dicas...elas realmente funcionam.
  • 28/06/2013 - Prof Fernando Mesquita
    Obrigado, Liliane. Faça bom uso delas e aprimore-as. Bons estudos.
  • 28/06/2013 - Viviane
    Excelentes dicas!!! Obrigada por nos motivar sempre.
  • 28/06/2013 - Prof Fernando Mesquita
    Obrigado, Viviane. =D Bons estudos.
  • 27/06/2013 - Fabiano
    "Portanto, encontre um tempo para SE EXERCITAR", não?
  • 27/06/2013 - Prof Fernando Mesquita
    Verdade, Fabiano. Hehehe. Corrigido. Veja que estudar REALMENTE é importante =D. Abraço,
Comentar este artigo
MAIS ARTIGOS DO AUTOR
Compartilhar: