Prof. Bruno Fracalossi

17/06/2013 | 20:05
Compartilhar

Mudanças nos rumos dos Concursos Públicos?!?

Olá caros alunos, tudo bem com vocês?

O meu último artigo causou polêmica:

http://www.pontodosconcursos.com.br/artigos3.asp?prof=474

Recebi elogios e críticas relacionadas ao que eu escrevi.

Quero esclarecer somente que o artigo não foi baseado em uma opinião pessoal, mas sim em acontecimentos e relatos que eu já venho observando há alguns meses aqui em Brasília.

Parece ser factível que a Administração Pública Federal não está plenamente satisfeita com a pouca experiência dos aprovados nos últimos concursos públicos, e as seleções em âmbito federal devem começar a mudar um pouco, com ênfase principalmente na inclusão de provas de títulos nos certames em geral.

Esse é um tema bastante difícil de ser analisado. Eu acho interessante a inclusão de provas de títulos nos concursos públicos, mas com a devida regulamentação, para não afetarmos o princípio da isonomia, tão necessário e condizente às seleções para a ocupação da carreira pública.

Em relação a pouca experiência de aprovados recém-formados, eu não saberia opinar. Acho que isso carece de estudos mais aprofundados. Eu posso afirmar que já conheci pessoas muito novas, mas com boa maturidade nos órgãos em que trabalhei. Pode ser exceção, mas realmente não sei dizer.

O caso dos títulos no concurso de EPPGG e da PRF pode ser uma tendência do que virá a acontecer daqui para frente. Não que isso esteja confirmado! Porém, eu já ouço boatos de que o próximo concurso de APO/MPOG, previsto para acontecer em 2013 ainda, poderá vir com algumas alterações nesse novo rumo. E o de Auditor-Fiscal do Trabalho também.

Mas, e as outras áreas, professor?

Sinceramente, acho que se essa tendência for realmente confirmada, ela se alastrará para todas as áreas-foco: Fiscal, Tribunais, Controle, Gestão, Econômica, Policial etc.

Mas isso não é motivo de desespero. Se você puder, tente iniciar algum curso de pós-graduação em uma área que seja correlacionada com os concursos que você deseja prestar.

O estudo nunca é demais, e sempre funcionará como um agregador de conhecimento.

Se não for, não se desespere. O jeito será estudar mais ainda para tirar a diferença dos títulos.

Mudando um pouco de assunto, informo que o nosso projeto: “O Divã do Concurseiro” terá uma boa mudança. Além da minha opinião prática sobre o caso analisado, irei adicionar uma opinião de um profissional da área de psicologia sobre cada assunto analisado. Serão dois “pareceres” então, ok?

Aguardem a publicação da segunda sessão!

Um grande abraço.

Prof. Bruno Fracalossi

brunofracalossi@pontodosconcursos.com.br

www.facebook.com/bruno.fracalossipaes 



Comentários

Ainda não há comentários

Comentar este artigo
MAIS ARTIGOS DO AUTOR
Compartilhar: