Prof. Bruno Fracalossi

02/06/2013 | 00:24
Compartilhar

O Divã do Concurseiro - 1ª Sessão!

Olá pessoal, tudo bem com vocês?

 

Recebi inúmeros e-mails solicitando o meu serviço de "terapia" (rsssss) aqui no nosso Divã do Concurseiro.

 

Em virtude de falta de tempo, não poderei comentar todos os e-mails, por isso selecionei o caso que eu achei que poderia ajudar o maior número de pessoas possível.

 

Recebi um e-mail de uma aluna com a seguinte descrição:

 

Olá Bruno,

 

Meu nome é XXXXXX, sou de Belém do Pará e já fiz vários cursos do Ponto. O meu caso prático é que não consigo arrumar tempo pra estudar. Sou contadora da Companhia Docas do Pará, passei no concurso em 2006 e fui chamada em 2007, pois fiquei em quarto lugar. Meu sonho sempre foi ser aprovada no concurso da Receita Federal, inclusive quando passei na CDP e também pra analista contábil do MPU ( 21ª colocada ), estava me dedicando ao concurso da RFB, más desde que tomei posse no cargo em que me encontro não consigo conciliar meu tempo. Trabalho oito horas por dia, pego 8:00 da manhã e largo 17:00. Tenho uma filha de 11 anos e tenho que dar apoio nos trabalhos da escola, que são muitos. Quando termino de todas minhas atividades cotidianas estou cansada e não consigo parar pra me dedicar. Tenho vários materiais que comprei do Ponto e meu marido me apoia totalmente. Gostaria muito da sua ajuda, pois sei que se me dedicar consigo passar em um concurso melhor. Qual a orientação que você pode me dar?

 

Essa uma situação recorrente, e que envolve centenas de milhares de concurseiros em todos os locais do país.

 

A nossa vida não pode ser feita somente de trabalho e estudo. Presume-se que o nosso tempo aqui nesse mundo, por ser muito curto, também tem que ser aproveitado. Temos que poder curtir a vida, os nossos familiares, nossos amigos etc.

 

Como conseguir conciliar uma maratona de estudos que pode chegar a vários anos (no meu caso, mais de cinco)?

 

Conforme o caso descrito acima, muitas pessoas elegem concursos ponte para começarem a trabalhar, e acabam não conseguindo conciliar o tempo para continuar estudando para o concurso dos sonhos depois.

 

E esse caso é um dilema ainda maior para as mulheres, já que sabemos que elas têm que conciliar a vida profissional com os afazeres domésticos.

 

Quando há filhos envolvidos, a situação fica ainda mais difícil.

 

Para os homens, conciliar trabalho e estudo é mais fácil, pois, na prática, a mulher acaba tendo maior dedicação e responsabilidade nos assuntos domésticos e na atenção às crianças.

 

Como fazer para conciliarmos todas as nossas atividades?

A primeira coisa é se perguntar: eu tenho necessidade de ser aprovada(o) em outro concurso?

 

Se a resposta é sim, partiremos para a segunda e a terceira perguntas: a minha força de vontade conseguirá superar todos os percalços que esta minha escolha acarretará? Estou disposto a passar por isso de verdade, sabendo que terei que abrir mão de várias coisas da minha vida por um determinado período de tempo?

 

Se as respostas ainda forem afirmativas, poderemos chegar à última pergunta: qual a disponibilidade de tempo que eu poderei dedicar a este projeto?

 

Aí que entra o caso da nossa querida amiga de Belém!

 

Minha amiga, e todos aqueles que se identificaram com a situação: se o seu desejo de se tornar uma Auditora Fiscal da Receita Federal do Brasil consegue superar todas as perguntas acima, você já tem meio caminho andado, pois não lhe resta mais um dos maiores problemas daqueles que estudam para concursos públicos: A DÚVIDA!

 

Essa dúvida de não saber se está fazendo a coisa certa pode paralisar uma pessoa. Ela gera ansiedade, e não deixa nos mover em busca de nossos objetivos.

 

Se você não possui essa indesejada dúvida, já é um excelente sinal.

 

Indo para o caso prático, eu digo que o tempo para estudar, a gente arruma sim. Basta estabelecermos algumas diretrizes a serem seguidas:

 

1 - Estabelecer um número determinado de horas em seu dia que será usada para o estudo, e cumprir esse tempo à risca, de forma militarizada. Se você tem disponibilidade de uma hora, você tem que estudar aquela uma hora religiosamente todos os dias, não podendo faltar um sequer, a menos que seja por algum fato plenamente justificável. Se você tem duas, três, quatro horas, estude-as todos os dias.

 

2 - Não se estabelecer uma meta de curto prazo, pois isso também gera muita ansiedade. Foque no estudo contínuo e de qualidade. Vá estudando em conformidade com aquilo que a sua vida lhe permite. Não fique se preocupando se fulano estuda 40 horas por dia, se o beltrano está comendo os livros com maniçoba acompanhada com um pato no tucupi (ainda quero experimentar essa famosa comida típica desse querido estado do Pará).

 

Se somente estudar resolvesse, todo mundo passaria em concursos.

 

Vários fatores envolvem uma aprovação em concurso público, e a tranqüilidade é uma delas. Muitas pessoas estudam 3 ou 4 vezes mais do que outras, e acabam não passando. Eu mesmo, quando fui aprovado na CGU, estava com um rimo de estudos bem mais leve do que em outros concursos nos quais fui reprovado. Então, estude com qualidade, nas suas horas disponíveis, e  não se preocupe em passar hoje ou amanhã, mas simplesmente passar.

 

3 - Nos momentos de lazer, esqueça dos livros de uma forma plena. Nem se lembre que vc é uma concurseira. Relaxe totalmente. Lembre-se que vc já conseguiu cumprir a sua meta do dia, e descanse a mente. Faça aquilo que tem ser feito da melhor forma possível e na hora adequada, ok? Pense em uma coisa de cada vez.

 

4 - Agora, o fundamental: divida o seu dia. Eu já escrevi um artigo, tempos atrás, aqui no Ponto, relatando a forma como eu estudava. Você não se lembra? Então segue mais uma vez para você relembrar:

 

http://www.pontodosconcursos.com.br/artigos2.asp?art=9217&prof=%20Prof%20Bruno%20Fracalossi&foto=brunofracalossi&disc=AFO%20e%20Ci%EAncia%20Pol%EDtica

 

 

Se você trabalha 8 horas durante o dia, e tem ainda que cuidar dos afazeres domésticos, é praticamente impossível você conseguir se concentrar por 3 horas seguidas.

 

O que fazer, professor?

 

Estude por uma hora cada, dividindo o seu dia em três partes. Como você tem que estar no trabalho às 08:00 da manhã, acorde uma hora mais cedo do que o normal (tem que haver sacrifícios) e estude por uma hora.

 

Almoce mais rápido, e estude por mais uma hora após o almoço.

 

Chegue em casa, cuide dos afazeres domésticos, dê atenção aos familiares, descanse um pouco, e estude por mais uma hora.

 

Nos finais de semana, tente estudar no sábado e no domingo pela manhã.

 

Mas faça isso como se fosse caso de vida ou morte. Marque todos os períodos de estudo em um cronômetro, para ter certeza de que aquela hora foi efetivamente estudada.

 

Se você conseguir estudar essas 3 horas por dia, durante um ano, serão mais de mil horas líquidas de estudo no ano, e isso te credenciará a ser aprovada em qualquer concurso público desse país.

 

E isso sem um esforço hercúleo, que muitas vezes acaba não gerando resultados.

 

Pessoal, continuem mandando os seus casos para o meu e-mail ou para o meu facebook. Tentarei comentar um por semana. Espero poder ajudar o maior número de pessoas possível, ok?

 

Um grande abraço.

 

Prof. Bruno Fracalossi

 

brunofracalossi@pontodosconcursos.com.br

 

www.facebook.com/bruno.fracalossipaes

 

 

 

 


Comentários

  • 19/06/2013 - Monica Rodrigues
    Boa tarde Bruno, fiquei muito feliz por escolher meu caso prático. Seguirei as diretrizes sugeridas por você. Obrigada pelo incentivo e pelas dicas. Que Deus derrame muitas bênçãos na sua vida.
  • 18/06/2013 - Junia Mara
    Bom dia Professor Bruno! Olha, eu até achei que esse caso tinha sido o meu, mesmo sem ter enviado nada. É que meu caso é bem parecido com o dela, a diferença é que tenho um filho e ele tem 12 anos (ela tem uma filha e de 11 anos). Até o horário de trabalho é o mesmo, das 08:00 às 17:00. Igualmente a ela já sou concursada, fiz vários cursos do Ponto, tenho minhas tarefas de casa também e quero e preciso buscar outro concurso. Trabalho no Banco do Brasil e sinto imensa necessidade de mudanças. Tenho picos de entusiasmo, de estudos, mas depois bate o cansaço e desanimo. Gostei da sua dica, vou tentar segui-la "à risca, de forma militarizada". Estudar bem no pouco tempo que se tem, é isso o que eu vou fazer, e parar de me cobrar. Obrigada.
  • 07/06/2013 - Luci soares
    Boa tarde Bruno, li o comentário da minha conterrânea paraense xxxxx, eu também vivo o dilema de trabalhar e estudar, com a diferença de não ter filho.Sempre que estou desanimando leio seus artigos que já ficam em cima da minha mesa de estudos.Mesmo tendo me esforçado bastante não obtive êxito em nenhum concurso.Estou nessa luta há bastante tempo e na certeza que um dia conseguirei. meu foco é o MPT aqui de Manaus, onde resido atualmente.Muito obrigada pelos textos esclarecedores.E muitas bençãos de Deus para você.
Comentar este artigo
MAIS ARTIGOS DO AUTOR
Compartilhar: