Prof. Fernando Mesquita

27/05/2013 | 12:45
Compartilhar

A dificuldade de seguir regras

O comando exibido no site era "NÃO ME LEIA!!". E, apesar das instruções, cá você está. Se serve de consolo, você não é o único. Outros tantos fizeram o mesmo. Por que temos tanta dificuldade de seguir regras simples?

Bom, a verdade é que várias são as razões. Algumas delas são biológicas, outras são psicológicas.

Mas Fernando, o que isso tem a ver com concursos?

Bom... Tudo. Afinal, você não comete essas pequenas infrações por acaso (como ler o "artigo proibido"). Isso faz parte de um código inscrito em você que coordena seu comportamento e suas ações, em grande parte a despeito de sua vontade.

Mas o que isso significa? Simples, que é fácil quebrar regras, mesmo aquelas que conhecemos bem. Os candidatos a concursos que estudam há algum tempo certamente já ouviram falar de quadros horários, horas líquidas, mapas mentais, resumos, fichamentos, intercalar disciplinas, preparo antecipado, dentre tantas outras técnicas que são amplamente difundidas. Mas mesmo assim, continuam a fazer as coisas do mesmo jeito que sempre fizeram - e, claro, obtém os mesmos resultados que sempre obtiveram.

Mesmo as pessoas que conhecem a questão mais a fundo ainda teimam em não seguir boa parte das recomendações conhecidas como boas práticas. Quebrar regras está em nosso DNA. Por uma questão de seleção natural, aqueles nossos antepassados que foram à luta, cheiraram flores estranhas, comeram carnes duvidosas, entraram em cavernas escuras e sobreviveram para contar a história moldaram nosso comportamento. Por conta deles, fazemos o que fazemos.

Mas os tempos são outros, e seguir regras passou a ser um comportamento aceitável - e querido entre a maioria das pessoas. Principalmente quando se trata de atitudes que levam à vitória (como as recomendações de professores bem informados em relação à preparação para concursos).

Em termos gerais, às vezes é bom transgredir - afinal, você não estaria aqui lendo essas informações interessantíssimas se não tivesse cometido uma pequena infração e clicado no link que não podia. Mas é importante analisar aquilo que convém e o que não convém burlar. Via de regra, evite brincar com coisas que têm o potencial de afetar seriamente seu futuro.

Da mesma forma que é fácil burlar comportamentos lícitos, também é fácil burlar os ilícitos. Se você sempre se preparou com o edital na praça, se você procrastinou seus estudos quando não deveria, se deixou de estudar para aquele concurso bacana ou se simplesmente evitou falar do futuro - porque, aparentemente, ele só começa na segunda-feira, hoje é o dia. Quebre um comportamento inadequado e comece a se preparar AGORA para o concurso de técnico legislativo - assistente administrativo da Câmara dos Deputados. O Coaching está com as inscrições abertas, e as vagas são limitadas. Vamos formar uma turma de elite para esse concurso.

Quer mais informações? Basta clicar aqui (procure a 'aula demonstrativa' ) e conhecer seu futuro cargo.

E você? Qual comportamento vai mudar nessa segunda-feira?

Abraço e bons estudos.
Fernando Mesquita
fernando.mesquita@pontodosconcursos.com.br


Comentários

  • 27/05/2013 - Luciana Almeida de J
    Ótimo artigo, professor.
    Há muito tempo percebi a importância da capacidade de disciplina para estudar para concurso público. Contudo, tenho uma enorme dificuldade de seguir as regras. o resultado de tudo isso é: anos de estudos e só consegui passar para um concurso há pouco tempo e esse nem é o concurso dos meus sonhos (Auditor do ICMS/RJ ou Receita Federal). Trabalho todos os dias para conseguir ter mais foco.
    Abraço!
  • 28/05/2013 - Prof Fernando Mesquita
    Obrigado, Luciana. Saber que o problema existe já é meio caminho andado. Procure dar pequenos passos em direção ao seu objetivo - uma hora, você chega. Qualquer progresso é importante - e melhor do que nenhum progresso. Parabéns pela sua aprovação e continue na luta. Obrigado por ler os artigos.
  • 27/05/2013 - ildete souza e silva
    rsrsrs, professor não resisti, e cá estou lendo mais um artigo seu, e como sempre, espetacular... ótimo.
  • 28/05/2013 - Prof Fernando Mesquita
    Hehehe, Obrigado, Ildete. Foi meio maldoso da minha parte enganar você para entrar no artigo, mas fico feliz que tenha lido. Obrigado pela audiência.
Comentar este artigo
MAIS ARTIGOS DO AUTOR
Compartilhar: