Prof. Fernando Mesquita

25/05/2013 | 11:37
Compartilhar

Razões para entrar no serviço público

Talvez você tenha escolhido o serviço público pela estabilidade - saber que não será demitido sem justa causa ao sabor da economia, da política e do humor de seu chefe. Talvez você o tenha escolhido pela remuneração - comumente mais alta do que em muitas posições da iniciativa privada. Talvez o fator determinante seja um conjunto desses dois - ou um terceiro.

Pode ser que você não tenha escolhido o serviço público, mas sido escolhido por ele. Em alguns casos, a necessidade fala mais alto e acaba imperando aquilo que guarda a maior relação lógica entre esforço e resultado.

Talvez você tenha alguém de quem cuidar - um pai, uma mãe, um marido ou uma esposa, um filho ou uma filha, cachorros, gatos. E talvez eles sejam tão importantes para você que tudo em que você pensa é lhes dar uma vida melhor.

Falo do serviço público porque acredito que ele seja uma boa opção tanto do ponto de vista profissional (servir ao país de modo responsável e competente) quanto do ponto de vista pessoas (vantagens, remuneração e independência).

As razões para prestar concursos são muitas, assim como as possíveis desculpas para não fazê-lo. "Não tenho tempo"; "é muito caro"; "não gosto de estudar"; "os concursos são todos armados"; "servidores públicos são preguiçosos e corruptos e não quero me misturar" são algumas das mais ouvidas. Como dito, são todas desculpas: frases que repetimos para nós mesmos como justificativa para não fazer o que precisa ser feito.

As maiores chances são que eu não conheça você nem sua situação, mas se você leu até agora, quer dizer que entendo algumas das coisas que você pode ter pensado nos últimos tempo. Talvez você tenha se visto em alguma dessas linhas, talvez você ache que é hora de mudar. Talvez ainda não seja seu amigo, mas como amigo pediria: cuide de você e de quem mais você precisar cuidar. E comece agora. O futuro não é amanhã. Ele está sendo construído por cada atitude e por cada pensamento que você está tendo nesse exato momento. O que somos não é o que somos, mas sim o resultado do que pensamos e fizemos naquilo que chamamos de passado. O seu futuro nada mais é do que aquilo que você fizer agora, hoje, nesse momento.

E, se por alguma razão, você trabalhar em um órgão bacana, que lhe proporcionará boa qualidade de vida, remuneração justa e uma possibilidade de viver nessa cidade maravilhosa que é Brasilia, estou com o coaching para TLAA (Técnico Legislativo - Assistente Administrativo) aberto. São mais de 30 vagas, tempo para estudar e ver os conteúdos e salário de quase 14 mil reais em 2015. Vamos falar de horários, materiais, técnicas, exercícios, fazer simulados e mais simulados. Vai perder?

[CTRL+] Clique aqui e confira (basta procurar a 'aula demonstrativa' na página que se abrirá).

Sucesso e bons estudos
Fernando Mesquita
fernando.mesquita@pontodosconcursos.com.br


Comentários

Ainda não há comentários

Comentar este artigo
MAIS ARTIGOS DO AUTOR
Compartilhar: