Prof. Bruno Fracalossi

24/05/2013 | 17:29
Compartilhar

Concurso não é sangria desatada - Controle a ansiedade!

Olá pessoal, tudo bem?

O título do nosso artigo de hoje baseia-se em uma expressão surgida durante as guerras antigas: sangria desatada.

O termo se refere a qualquer coisa que requer uma solução ou realização imediata. Esta expressão, julga-se, teve origem nas guerras, onde se verificava a necessidade de cautelas acrescidas a ter com os soldados sangrados. É que, se por qualquer motivo, se desprendesse a atadura posta sobre as feridas, a morte sobreviria inevitavelmente caso não lhe acudissem a tempo, visto dar-se uma perda de sangue fatal.

E aí, professor? Aonde você quer chegar com essa descrição do termo?

Eu é que te pergunto, caro aluno:

Passar em concurso pode ser considerado uma sangria desatada?

De jeito nenhum!

Não há como ser aprovado se estabelecendo uma pressão exagerada sobre você mesmo.

Usando uma analogia um pouco esdrúxula, pense efetivamente em uma guerra. Imagine que você seja um combatente que tenta ajudar o seu companheiro de batalha, que acabou de sofrer um ferimento grave. As atitudes tomadas por você ou pelo médico do batalhão serão, na maioria das vezes, extremas, já que as condições exigirão que as sejam assim.

Um simples ferimento em um campo de batalha pode gerar sequelas futuras por falta de condições adequadas de tratamento no momento.

O concurso público pode ser considerado, levando em conta as devidas proporções, da mesma forma. Imagine você começando a estudar com um edital já publicado, sem nenhum foco anterior, e com a obrigação de aprender mais de 10 matérias em menos de três meses?

E após essa maratona sem sentido, sair novo edital com matérias totalmente diferentes, e você resolver enfrentar mais este desafio.

Analisando friamente, assim como no exemplo do campo de batalha, você acha que é possível salvar o soldado, ou, no caso do concurso, obter sucesso? A menos que você seja um gênio, não há a mínima chance.

Incrivelmente, essa é uma situação muito comum, verificada em quase todas as minhas turmas anteriores da Consultoria. Isso se chama falta de planejamento. Mas o principal distúrbio nessa situação é mesmo a tão perigosa ansiedade, mais popularmente chamada de falta de paciência.

E eu não me refiro somente ao foco dos concursos não. Observo isso, mesmo naqueles candidatos que possuem tempo de estudo até o edital, mas não têm paciência de cumprir uma estratégia pré-definida.

Muitos alunos não querem fazer resumos ou querem estudar todas as matérias dos editais anteriores, mesmo eu afirmando que tal matéria poderá não entrar no concurso vindouro.

E essa estratégia de estudar somente o núcleo duro de um edital, por incrível que pareça, é seguida por pouquíssimos candidatos. Mesmo sendo uma estratégia muito conhecida, são poucas as pessoas que conseguem adotá-la com tranquilidade.

Recebo muitos pedidos de inclusão de matérias no cronograma estabelecido. E tenho que tentar segurar o ímpeto dos meus alunos.

Tudo isso se dá em razão da ansiedade e da citada sangria desatada.

Passar em concurso, usando um velho clichê, é uma maratona de 42 km, e não uma corrida de 100 m. A paciência tem que ser trabalhada insistente e continuadamente. E muitos candidatos, mesmo sabendo dos malefícios que a ansiedade causa, não conseguem controlá-la.

Porém, eu não os julgo. Isso aconteceu comigo também. A minha ansiedade foi tão forte na minha época de estudos que eu tive até que fazer um acompanhamento psicológico.

E olhe que eu já ocupava um bom cargo público (ATRFB). Imagine quem está desempregado?

Infelizmente, não tem jeito, pessoal! Ela tem que ser controlada. Essa ansiedade gera stress, e libera hormônios em quantidade prejudiciais ao nosso organismo. E nos atrapalha a estabelecermos atitudes racionais para a nossa vida.

O que eu indico então:

1º - Prática de atividades físicas, ou de exercícios de relaxamento;

Isso é essencial para acalmar o seu ânimo, controlar o stress do seu organismo, e te ajudar a tomar decisões com mais convicção.

2º - Acompanhamento especializado;

Aqui entra um psicólogo e, se possível, um coaching especializado para concursos, como o que temos no Ponto. Esses dois profissionais lhe ajudarão a seguir um rumo com mais tranquilidade.

Muitos poderão dizer: que besteira! Basta sentar e estudar!

Pessoal, isso é um engano fortíssimo. Com as minhas turmas da Consultoria, eu pude observar o quanto as pessoas possuem dificuldades de se planejarem, de estipularem uma meta própria, e de definirem um foco de estudos.

Por mais improvável que se pareça, a maioria das pessoas possuem tantos problemas pessoais, e estão envolvidas em ambientes tão dominados por disputas e cobranças que não conseguem estabelecer uma rotina simples e cumprí-la.

O resultado dessa impaciência e dessa indefinição sobre a nossa vida futura resultou nos aumentos impressionantes da demanda por remédios controlados, como os antidepressivos, e das consultas a psicólogos e psiquiatras nos últimos 10 anos. Somente nos Estados Unidos, o uso de antidepressivos subiu 400% nos últimos 20 anos, atingindo o patamar de 27 milhões de pessoas.

E acreditem, pessoal. Isso não é frescura! Isso é real! A pressão nos destrói internamente, infelizmente.

Nesse acompanhamento especializado, o serviço de Coaching se encaixa como uma luva.

Há algo melhor do que você entregar o seu planejamento e suas preocupações a um especialista? Deixar ele se preocupar com a sua estratégia, e com os rumos que você adotará? A você, só restará estudar.

Querendo ou não, isso é muito bom. Eu posso afirmar que, daqui a alguns anos, o serviço de Coaching será uma espécie de pré-requisito para ser aprovado em um concurso.

Pensem nisso pessoal: Tentem controlar a ansiedade! Passar em concurso demanda tempo e paciência! Não queiram ser aprovados em um bom concurso com pouco tempo, pois isso é altamente improvável.

Finalizando, informo que o meu Coaching Básico teve as matrículas reabertas em razão de algumas desistências. E os Coachings para EPPGG/MPOG, ATRFB e AFC/CGU também encontram-se abertos.

Seguem os links:

http://www.pontodosconcursos.com.br/cursos/produtos_descricao.asp?desc=n&lang=pt_BR&codigo_produto=5451


http://www.pontodosconcursos.com.br/cursos/produtos_descricao.asp?desc=n&lang=pt_BR&codigo_produto=5488


http://www.pontodosconcursos.com.br/cursos/produtos_descricao.asp?desc=n&lang=pt_BR&codigo_produto=5490


http://www.pontodosconcursos.com.br/cursos/produtos_descricao.asp?desc=n&lang=pt_BR&codigo_produto=5482


Um abraço.

Prof. Bruno Fracalossi

brunofracalossi@pontodosconcursos.com.br


www.facebook.com/bruno.fracalossipaes











 


Comentários

Ainda não há comentários

Comentar este artigo
MAIS ARTIGOS DO AUTOR
Compartilhar: