Prof. Mayko Gomes

22/05/2013 | 00:11
Compartilhar

Comentários à Prova de Arquivologia para Técnico Administrativo do MPU

Olá, guerreiros! Tudo certo? Animados com a luta?

Agora que a hora mais difícil já passou, vamos conferir o resultado de nossos esforços!

Vamos agora comentar as questões sobre Arquivologia que apareceram na prova do MPU! Acredito que apenas uma ou outra tenha gerado alguma dúvida, mas no geral estava dentro do esperado: conteúdo básico e poucas questões! Então vamos conferir como vocês se saíram?

101 - Correspondência oficial em cujo envelope haja indicação de particular não deve ser aberta, mesmo que trate de assunto específico das atividades da instituição destinatária.

Item correto. Aprendemos em nossa aula sobre Protocolos que os documentos e correspondências particulares não devem ser abertas e lidas, mas sim separadas e entregues diretamente a seus destinatários sem qualquer forma de registro em sistemas de controle.

102 - A significação orgânica entre os documentos é característica fundamental dos arquivos, de modo que um documento destacado de seu conjunto pode perder valor.

Item correto. Aprendemos logo na aula demonstrativa, nas diferenças entre arquivo e dos demais órgãos de documentação, que os documentos de arquivo possuem uma inter-relação, ou seja, somente possuem valor quando estudados em conjunto e perdem valor informacional quando separados desse conjunto ou quando é modificada sua ordem de forma indevida. Logo mais, na mesma aula, revisamos este conceito no princípio da Unicidade e da Integridade Arquivística.

103 Compete ao Arquivo Nacional definir as normas gerais e estabelecer as diretrizes para o Sistema Nacional de Arquivos bem como promover o inter-relacionamento de arquivos públicos e privados.

Item incorreto. De acordo com a Lei de Arquivos (8.159/91), bem como no Decreto que a regulamenta (4.073/02), que estudamos em nossa última aula, esta é uma tarefa que foi atribuída ao Conselho Nacional de Arquivos - CONARQ, como órgão central do Sistema Nacional de Arquivos - SINAR.

104 O acondicionamento de fotografia em arquivo deve ser realizado em fôlder confeccionado em papel de pH neutro, método diferente do utilizado para a guarda de negativos, que devem ser acondicionados em envelopes confeccionados em papel de pH básico ou polietileno.

Item incorreto. O material recomendado pelos conservadores é somente aquele feito em papel de pH neutro ao invés dos papéis com reserva alcalina. A diferença entre estes dois tipos de papéis é que os materiais com reserva alcalina têm um componente, adicionado durante sua produção, para combater a degradação por acidez das fibras do papel. Os papéis neutros não têm este aditivo. Tipicamente, têm o pH aproximado de 7.0, ou quase neutro, enquanto os papéis alcalinos variam aproximadamente de 7.5 a 8.5 na escala de pH.

105 O método de laminação é o que mais se aproxima do método ideal de restauração de documentos, dado que eleva a resistência do papel sem perda da legibilidade e flexibilidade, tornando-o imune à ação de fungos e pragas.

Item correto. Este método, que aprendemos na aula 02 do nosso curso, que o método da laminação consiste envolver o documento, nas duas faces, em uma folha de seda e outra de acetato de celulose em uma prensa hidráulica com pressão entre 7 e 8 Kg/cm, e temperatura entre 145º a 155ºC. Esse procedimento trata-se de uma técnica de recuperação quase completa do documento, ao contrário do tecido e silking, ou da encapsulação.

Percebam que todos os assuntos foram estudados em nosso curso. Além disso, por mais que houvesse alguma dúvida, nenhuma que causasse grandes estragos!

Espero que tenha sido de alguma ajuda a vocês, e que realizem o sonho de pertencer aos quadros deste órgão maravilhoso! Vou torcer pelo sucesso e felicidade de vocês, e esperar caso a vida os levem a disputar um novo cargo público!

Contem sempre com nosso apoio, e boa sorte a todos!!!


Comentários

  • 25/05/2013 - Alencar
    Professor, afirmar categoricamente que o método traz imunidade a pragas (como ratos) não seria errado?
  • 28/05/2013 - Prof Mayko Gomes
    Oi, Alencar! Tudo bem? Isso não é errado. Esse método realmente torna o documento imune à ação desses agentes biológicos. O papel se torna um ambiente inapropriado para a proliferação de fungos ou bactérias nocivas, e menos atraente para baratas, traças, cupins, ratos e outras pragas. Espero ter ajudado, e boa sorte!
  • 23/05/2013 - Lizamar
    Professor, é correto afirmar que a laminação eleva a resistência do papel sem perder a legibilidade??? Pois o calor faz a tinta escorrer...
  • 23/05/2013 - Prof Mayko Gomes
    Oi, Lizamar! Tudo bem? É correto sim, porque além do calor também é utilizado folhas especiais, que, ao contrário, fixam a tinta no papel, evitando a sua dispersão. O calor, neste caso, serve para fixar as folhas ao documento, e não terá contato direto com a tinta! Espero ter ajudado, e boa sorte!
  • 22/05/2013 - Bruno Rodrigues
    Prof., é correto afirmar que o método da laminação traz imunidade ao documento quanto a pragas e fungos ? a palavra imunidade empregada na questão não teria, nesse contexto, um caráter absoluto podendo tornar a questão incorreta ?

    Desde já agradeço. Grande abraço !
  • 22/05/2013 - Prof Mayko Gomes
    Oi, Bruno! Tudo bem?
    Acredito que não. Você pode ter razão quanto ao significado do termo, mas em Arquivologia ele é bastante comum. Com imunidade o examinador se referiu à ação de pragas e fungos, ou seja, depois do processo, eles não vão mais afetar o documento, uma vez que o mesmo não apresentará condições para sua sobrevivência.

    Abraço para você, e boa sorte no concurso!
  • 22/05/2013 - Camila
    Professor, a questão Correspondência oficial em cujo envelope..... está errada segundo o cespe. vc acha que cabe recurso?
  • 23/05/2013 - Prof Mayko Gomes
    Oi, Camila! Tudo bem? Acredito que não, pois a questão deixa bem claro que tem a indicação de particular no envelope. Talvez se apenas afirmasse "correspondência oficial particular", ou qualquer outro termo, sem especificar muito, poderia sim... Mas neste caso, quando um documento é recebido e possui a indicação de particular, o colaborador do protocolo deve enviá-la diretamente ao seu destinatário.
    Espero ter ajudado, e boa sorte!
  • 23/05/2013 - Prof Mayko Gomes
    Respondendo à Carolina (cuja pergunta não apaguei sem intenção!), não sei se estou me enganando, mas a banca deu o gabarito como correto para esta questão. E de acordo com a doutrina, existem documentos que oficiais e ostensivos que podem ter alguma restrição de acesso. Neste caso devem ser tratados como se particulares fossem!
    Eu não consigo perceber onde cabe recurso nesta questão. Mas de qualquer forma espero ter ajudado. E Carolina, perdão por ter apagado sua pergunta, apertei o botão errado aqui! Forte abraço e boa sorte a vocês!
Comentar este artigo
MAIS ARTIGOS DO AUTOR
Compartilhar: