Prof. Moraes Junior

18/02/2013 | 06:49
Compartilhar

ICMS/SP - Questão de Contabilidade Avançada - Parte I

Prezado(a) concurseiro(a),

Se você está se preparando para o ICMS/SP, hoje vou começar a resolver uma questão "atualizadíssima", no último concurso de Auditor do TCE/SP, cujas provas foram em fevereiro (na semana passada).

Se você está fazendo o meu curso online de exercícios comentados de Contabilidade Geral e Avançada para o ICMS/SP, é mais uma questão, além das 254 que já vimos até a aula 7. E ainda faltam as aulas de 8 a 12 :)!

Vamos lá!

(Auditor do Tribunal de Contas-TCE/SP-2013-FCC) A Empresa Corrente S.A. apresentou, em 31/12/2011, as seguintes demonstrações contábeis:

Balanço Patrimonial (em reais)

Ativo                          31/12/10    31/12/11

Ativo Circulante             240.000    434.000

Disponível                    100.000    314.000

Duplicatas a Receber     140.000    120.000

Ativo Não Circulante       450.000   446.000

Investimento                150.000   156.000

Imobilizado                  300.000   290.000

Edifícios                        300.000   300.000

Deprec. Acum. Edifícios           -      (10.000)

Total do Ativo                690.000    880.000

Passivo                         31/12/10  31/12/11

Passivo Circulante          160.000    212.000

Fornecedores                 160.000    119.000

IR/CSLL a pagar                      -       93.000

Passivo Não Circulante     210.000    225.000

Empréstimos                   210.000   225.000

Patrimônio Líquido           320.000   443.000

Capital Social                  300.000    310.000

Reservas de Lucros            20.000   133.000

Total do Passivo + PL        690.000   880.000


Demonstração do Resultado do Exercício de 2011 (em reais)


Receita Bruta de Vendas 850.000

(-) Impostos sobre Vendas (153.000)

(=) Receita Líquida de Vendas 697.000

(-) Custo dos Produtos Vendidos (344.000)

Lucro Bruto 353.000

Despesas Gerais e Administrativas (58.000)

Despesa de Depreciação (10.000)

Resultado de Equivalência Patrimonial 6.000

Despesa Financeira (15.000)

Lucro antes do IR e CSLL 276.000

Despesa com Imposto de Renda e CSLL (93.000)

Lucro Líquido 183.000

Com base nas demonstrações da Empresa Corrente S.A. e sabendo que houve distribuição e pagamento de dividendos de 70.000, e que as despesas financeiras não foram pagas, o fluxo de caixa gerado pelas Atividades Operacionais foi, em reais,

(A) 202.000.

(B) 274.000.

(C) 280.000.

(D) 295.000.

(E) 316.000.

Resolução

Como foram informados o Balanço Patrimonial e a Demonstração do Resultado do Exercício (DRE), vamos resolver a questão utilizando da Demonstração do Fluxo de Caixa (DFC) pelo método indireto.

Repare, inicialmente, que é preciso chegar ao valor da variação do fluxo de caixa do período, que corresponde ao resultado da diferença entre o saldo final e o saldo inicial da conta "Disponível".

Saldo Final da conta "Disponível" (31/12/2011)           314.000

(-) Saldo Inicial da conta "Disponível" (31/12/2010)   (100.000)

Variação do Fluxo de Caixa                                       214.000



I - Demonstração do Fluxo de Caixa (Método Indireto)

A DFC, pelo método indireto, pode ser estruturada da seguinte forma:

Das Operações

Resultado Líquido do Exercício (Lucro ou Prejuízo)

(+) Depreciação, Amortização, Exaustão;

(+) Aumento no Passivo Não Circulante - Receitas Diferidas

(+) Perda de Equivalência Patrimonial

(+) Variação Monetária Passiva de Longo Prazo

(+) Prejuízo nas Vendas de Bens ou Direitos do Ativo Não Circulante

(-) Diminuição no Passivo Não Circulante - Receitas Diferidas

(-) Ganho de Equivalência Patrimonial

(-) Variação Monetária Ativa de Longo Prazo

(-) Lucro nas Vendas de Bens ou Direitos do Ativo Não Circulante

(=) Resultado Líquido Ajustado

(+) Aumentos das Contas do Passivo Circulante

(-) Aumentos das Contas do Ativo Circulante, exceto Disponível

(-) Diminuição das Contas do Passivo Circulante

(+) Diminuição das Contas do Ativo Circulante, exceto Disponível

I - Fluxo de Caixa Líquido das Atividades Operacionais



Dos Financiamentos

(+) Realização do Capital Social e Contribuições para Reservas de Capital

(+) Aumento do Passivo Não Circulante - Longo Prazo (recebimento de empréstimos)

(-) Dividendo pagos/Resgate ou Reembolso de Ações/Resgate de Debêntures

(-) Redução do Passivo Não Circulante - Longo Prazo (pagamento de empréstimos)

II - Fluxo de Caixa Líquido das Atividades de Financiamento



Dos Investimentos

(+) Valor da Alienação de Bens ou Direitos do Ativo Não Circulante

(-) Aquisição de Bens ou Direitos do Ativo Não Circulante

(+) Redução do Ativo Não Circulante - Realizável a Longo Prazo (recebimento de empréstimos ou financiamento concedidos)

(-) Aumento do Ativo Não Circulante - Realizável a Longo Prazo (desembolso de empréstimos ou financiamentos concedidos)

III - Fluxo de Caixa Líquido das Atividades de Investimento



IV - Variação Líquida do Disponível = I + II + III

V - Saldo Inicial do Disponível

VI - Saldo Final do Disponível = IV + V



Na semana que vem, continuarei a resolução...enquanto isso, você pode tentar resolver para treinar para a prova :).




Abraço e bons estudos,

Moraes Junior
moraesjunior@pontodosconcursos.com.br






 


Comentários

Ainda não há comentários

Comentar este artigo
MAIS ARTIGOS DO AUTOR
Compartilhar: