Prof. Marlos Ferreira

11/01/2013 | 16:57
Compartilhar

Fiscal de rendas - SP - 2013

Olá, pessoal do Ponto!

Trago hoje questões de Microeconomia elaboradas pela FCC nos últimos cinco anos. A amostragem é bastante significativa. Imagino que a banca cobre seis questões de Microeconomia. Então, vejamos:



01-(FCC-AUDITOR TCE/AL-2008) A respeito da curva de possibilidades de produção de uma economia, é correto afirmar:

a) representa a combinação entre produto agregado e nível de preços que se pode alcançar nesta economia.

b) pontos à sua direita podem ser alcançados pela economia no curto prazo.

c) seu formato é convexo em relação à origem devido à lei dos rendimentos marginais decrescentes.

d) expressa a máxima produção de dois bens, dado que a economia utiliza a totalidade dos fatores de produção da forma mais eficiente possível.

e) pontos à sua esquerda representam excesso de demanda por fatores de produção.

Comentários:

A assertiva A está incorreta porque a CPP não produz nenhuma relação com nível de preços da economia. Elenca o volume de produção atingível, dados os fatores de produção e a tecnologia constante.

A assertiva B está incorreta porque pontos à direita da CPP só podem ser alcançados se houver aumento de capital ou trabalho ou ainda melhorias tecnológicas, expandindo a CPP para a direita. Geralmente, requer um prazo mais longo.

A assertiva C está incorreta porque a CPP é côncava, sinalizando custos de oportunidade crescentes.

A assertiva D está correta e representa fielmente o conceito de CPP.

Gabarito: D







02-(FCC-TÉCNICO DE CONTROLE EXTERNO -TCE/MG-2007) O formato da curva de possibilidades de produção de uma economia

a) implica que os custos de transformação de um produto em outro são decrescentes.

b) expressa os desejos da sociedade em consumir dois bens alternativos.

c) demonstra que todos os recursos produtivos da economia estão sendo empregados de forma ineficiente.

d) tem sua concavidade voltada para cima.

e) baseia-se na hipótese de que a quantidade de fatores de produção é constante no curto prazo.

Comentários:

A assertiva A está incorreta porque os custos de transformação são crescentes.

A assertiva B está incorreta porque expressa as possibilidades de produção da sociedade de forma mais eficiente possível. Não há indagação sobre desejos da sociedade. Isso é concretizado na curva de indiferença.

A assertiva C está incorreta porque demonstra que todos os recursos produtivos da economia estão sendo empregados de forma eficiente e não ineficiente.

A assertiva D está incorreta porque a concavidade é voltada para baixo.

A assertiva E está correta porque expressa importante segmento do conceito de CPP. Os fatores de produção (capital e trabalho) são constantes, não se alteram no que se denomina de curto prazo.

Gabarito: E





03-(FCC-DNOCS-2011) O formato da curva de transformação, também conhecida como curva de possibilidades de produção, de uma economia:

(A) baseia-se na hipótese de que a quantidade de fatores de produção disponíveis em uma economia é variável no curto prazo.

(B) implica que os custos de transformação de um produto em outro são decrescentes.

(C) expressa os desejos da sociedade em consumir dois bens alternativos.

(D) ilustra o problema econômico fundamental: no curto prazo, o aumento da produção de um bem só é possível às expensas da redução da produção de outro.

(E) representa as combinações de mínima produção obtenível de dois bens, dada a tecnologia e quantidade de fatores de produção.

Comentários:

A assertiva A está incorreta porque, no curto prazo, a quantidade de fatores de produção (capital, terra, trabalho) é dado, isto é, permanece inalterado.

A assertiva B está incorreta porque implica que os custos de transformação (custos de oportunidade) de um produto em outro são crescentes.

A assertiva C está incorreta porque a curva de possibilidades de produção e não a curva de transformação indica os desejos da sociedade em consumir certa cesta de bens.

A assertiva D está correta porque, como no curto prazo, os fatores de produção não se alteram, não há como produzir uma quantidade maior dos bens. Só é factível uma nova combinação de produção dos bens, utilizando o mesmo quantitativo de fatores de produção.

A assertiva E está incorreta porque representa as combinações de máxima produção obtenível de dois bens, dada a tecnologia e quantidade de fatores de produção.

Gabarito: D





04- (FCC/TRIBUNAL DE CONTAS DO CEARÁ/2006) Num regime de concorrência perfeita, as curvas de demanda e de oferta de um bem são dadas, respectivamente, por

Qd = 1.600 - 20p

Qo = - 200 + 10p

Onde: Qd = quantidade demandada; Qo = quantidade ofertada; p = preço do bem

Se a função de demanda se deslocar para a direita, passando a ser Qd = 1.900 - 20p, na nova posição de equilíbrio:

a) o novo preço de mercado será R$ 10,00 superior ao preço anterior.

b) haverá excesso de mercadorias porque a demanda aumentou e a oferta se manteve estável.

c) o preço demandado permanecerá inalterado.

d) a quantidade total demandada no mercado irá diminuir.

e) a quantidade demandada no mercado irá aumentar em 50 unidades.

Comentários:

Devemos achar primeiro a posição de equilíbrio original proveniente da convergência das equações de oferta e demanda do citado bem: Qd = Qo

1600 - 20 p = -200 + 10p

1800 = 30p

p = 60

Devemos agora calcular a nova posição de equilíbrio motivada pela nova curva de demanda (notem que a curva de oferta é a mesma) Qd' = Qo

1900 - 20p = -200 + 10p

2100 = 30p

p' = 70

Logo, o novo preço de mercado será de R$ 70,00, ou seja, R$ 10,00 superior ao original (R$ 60,00).

Gabarito:A





05-(FCC-DNOCS-2010) Em um mercado de concorrência perfeita, os produtores maximizam seu lucro quando

(A) a receita marginal é inferior ao custo marginal.

(B) a produtividade do fator de produção variável é crescente.

(C) o preço de mercado do produto é igual ao custo marginal.

(D) o custo de produção é mínimo.

(E) o excedente do produtor é superior ao excedente do consumidor.

Comentários:

Em se tratando de maximização de lucros, a condição válida para qualquer estrutura de mercado é a observada na assertiva: RMg=CMg.Em se tratando especificamente de mercados em concorrência perfeita, como P=RMg, logo, P=CMg.

Gabarito: C





06-(FCC-DNOCS-2010) Considere a teoria econômica neoclássica dos custos de produção. Supondo-se constantes os preços dos fatores de produção, é correto afirmar que

(A) a curva de custo marginal corta a de custo total médio no ponto de mínimo desta.

(B) a curva de custo variável médio intercepta a de custo marginal no ponto de mínimo desta.

(C) o custo fixo médio é constante.

(D) os custos variáveis médios são sempre decrescentes.

(E) o custo variável médio é constante

Comentários:

O custo marginal corta o custo médio no seu ponto de mínimo, mostrando que: aquém dessa quantidade, o custo por unidade ainda pode diminuir; e além dessa quantidade, o custo, em média, ultrapassa o gasto com uma unidade a mais produzida.





07-(FCC-TÉCNICO DE CONTROLE EXTERNO-TCE-MG-2007) Considere a seguinte função de produção do tipo Cobb-Douglas, a seguir: Y = K1/2 L1/2 onde: Y=volume total de produção, K=quantidade do fator de produção capital, L= quantidade do fator de proução trabalho. É correto concluir que a especificação dessa função de produção implica:

a) economias crescentes de escala no longo prazo.

b) produtividade marginal crescente dos fatores de produção no curto prazo.

c) rendimentos constantes de escala no longo prazo.

d) custos de produção decrescentes no longo prazo.

e) produtividade marginal constante dos fatores de produção no curto prazo.

Comentários:

A função de produção apresentada possui grau 1(a soma dos expoentes de K e L é ½ + ½ = 1). Logo, possui rendimentos constantes de escala no longo prazo (é longo prazo pois variamos os dois fatores de produção ao mesmo tempo na verificação sobe o fato dos rendimentos de escala serem constantes, crescentes ou decrescentes).

Gabarito: C







Cabe repisar que tenho um livro de minha autoria intitulado Economia em questões comentadas - Micro e Macro - CESPE-UNB. Não é o ideal para o concurso da FCC, mas de qualquer maneira apresenta um leque bastante considerável de questões de Microeconomia. Está à venda nas livrarias e sites especializados!



Forte abraço,

Marlos

marlos@pontodosconcursos.com.br


Comentários

Ainda não há comentários

Comentar este artigo
MAIS ARTIGOS DO AUTOR
Compartilhar: