Prof. Vinicius Ribeiro

15/05/2016 | 18:18
Compartilhar

Recrutamento, Seleção e os Concursos Públicos

Os estudos sobre recrutamento (atração do candidato) e seleção (escolha dos candidatos que melhor preenchem os requisitos de um cargo) podem ser vistos sob a ótica do seu concurso público.

Como funciona isso, professor? Como funciona o recrutamento no setor público? Podemos falar de recrutamento interno e externo no setor público? E a seleção de pessoas, também pode ser facilmente percebida?

Uma coisa de cada vez. Vamos lá!!! Qual é o documento que atraem vocês para um concurso ou para um cargo? O que faz você pensar assim “opa, é isso que eu queria e eu tenho os requisitos necessários”? O famoso edital do concurso!!

Sim, o edital é o recrutamento. Podemos dizer que as informações editalícias trazem tudo que a gente precisa saber tanto na parte de requisitos quanto na parte de benefícios. Assim, são informações trazidas pelos editais:

  • Requisitos do cargo (escolaridade, experiência);
  • Remuneração e benefícios;
  • Conteúdo das provas (as diferentes matérias e suas especificidades);
  • Descrição do trabalho executado no cargo;
  • Local da vaga; e
  • Condições de realização da prova.

Assim, quando o candidato olha o edital, ele precisa responder aos seguintes questionamentos para definir se irá participar do certame:

  • Eu preencho os requisitos exigidos?
  • A remuneração e os benefícios são compatíveis com a minha necessidade?
  • Eu tenho conhecimento acerca do conteúdo da prova ou acredito que terei condições de saber as matérias até o dia da prova?
  • O trabalho a ser executado me agrada?
  • Estou disposto a morar na cidade referente ao cargo do concurso?
  • Eu conseguirei fazer a prova na data prevista de aplicação dela?

Guardados os diferentes contextos, a resposta positiva a todos os questionamentos acima tendem a fazer com que o estudante se candidate para a prova.

E a questão do recrutamento interno x externo? O recrutamento interno no setor público pode ser percebido quando existe uma função comissionada disponível e o órgão tem a cultura de divulgar essa vaga. A Câmara dos Deputados, por exemplo, efetua esse tipo de divulgação por e-mail e na sua página na intranet.

E a seleção, professor? É a própria prova! São os conhecimentos básicos e específicos que constam da prova, transformados nas questões de múltipla escolha ou de certo ou errado, a depender da banca. Só a prova, professor? Não!! Pode haver um teste físico, um curso de formação eliminatório e classificatório, uma prova prática de taquigrafia, etc.

É esse o recado de hoje, pessoal?

Ah, não deixem de curtir minha página no Face “Professor Vinicius Ribeiro” e no Insta “professorviniciusribeiro”. Passa lá!!!

Meus cursos, vocês já sabem: faça a pesquisa dos cursos por professor e coloque meu nome! Tem Mapa Mental de AFO, tem curso para o BB, tem curso para ATA-MF, tem curso regular de Administração Geral, etc.

Por fim, não deixem de experimentar o Ponto Mais: questões comentadas, cursos personalizáveis, revisões automáticas, simulados, mapa da mina, estatísticas, recompensas pedagógicas, gerenciamento de estudos e o um cafezinho!! Ops, o cafezinho ainda não estamos fazendo, mas é questão de tempo.

https://www.pontodosconcursos.com.br/PontoMais/Index

Abraços,

Professor Vinicius Ribeiro


Comentários

  • 16/05/2016 - Rafaela
    Professor, gostaria de te parabenizar pelos comentários no Ponto Mais. Estão ótimos! Objetivos e esclarecedores. Abs.
  • 16/05/2016 - Prof Vinicius Ribeiro
    Muito obrigado, Rafaela!! Espero que o Ponto Mais esteja te auxiliando nos estudos. Qualquer problema ou dúvida que você detectar, não hesite em reportar para que eu possa aperfeiçoar o comentário de uma questão. Abraço!!!
Comentar este artigo
MAIS ARTIGOS DO AUTOR
Compartilhar: