Prof. Moraes Junior

13/05/2016 | 21:03
Compartilhar

Comentários sobre o CPC 01 - Parte 5

Prezado(a) aluno(a),

 

Neste artigo, continuarei os comentários sobre o Pronunciamento Técnico CPC 01 (R1) – Redução ao Valor Recuperável de Ativos.

 

  1. Reconhecimento e Mensuração de Perda por Desvalorização

 

Caso o valor recuperável de um ativo seja inferior ao seu valor contábil, o valor contábil do ativo deve ser reduzido ao seu valor recuperável.

 

Valor Contábil

(-) Valor Recuperável

Perda por Desvalorização

 

A perda por desvalorização do ativo deve ser reconhecida imediatamente na demonstração do resultado, como despesa do período, a menos que o ativo tenha sido reavaliado, pois, nessa situação, a perda por desvalorização deve ser considerada como uma diminuição do saldo da reavaliação (redução do saldo da reserva de reavaliação, classificada em outros resultados abrangentes).

 

Caso a perda por desvalorização seja maior que o valor contábil do ativo, ou seja, caso o valor recuperável do ativo seja maior que o seu valor contábil, a entidade deve reconhecer um passivo somente se isso for exigido por outro Pronunciamento Técnico.

 

Após o reconhecimento da perda por desvalorização, o valor depreciável (ou amortizável ou exaurível) do ativo, será alterado, ou seja, a despesa de depreciação, amortização ou exaustão será ajustada para períodos futuros.

 

Valor do Bem Registrado

(-) Perda por Desvalorização

(-) Valor Residual

Valor Depreciável, Amortizável ou Exaurível

 

Seguem os links de meu livro...

 

http://www.impetus.com.br/catalogo/produto/380/contabilidade-geral-contabilidade-avancada-e-analise-das-demonstracoes-contabeis_jose-jayme-moraes-junior

 

... e do meu curso online.

 

http://www.pontodosconcursos.com.br/CursosOnline/Detalhes/54650/contabilidade-geral-contabilidade-avancada-nocoes-de-contabilidade-tributaria-e-analise-das-demonstracoes-contabeis-exercicios-comentados

 

Até o próximo artigo.

 

Abraço e bons estudos,

 

Moraes Junior

moraesdoponto@gmail.com


Comentários

Ainda não há comentários

Comentar este artigo
MAIS ARTIGOS DO AUTOR
Compartilhar: