Prof. Júnia Andrade

18/04/2016 | 09:48
Compartilhar

TRT 23 - recursos contra a redação

Hoje o Ponto dos Concursos dá início à oferta de recursos contra a prova de redação do TRT 23. Como todos sabem, há três critérios avaliativos que são praticamente bem divididos na avaliação da FCC. Todavia, na FCC, observa-se a perda de pontos significativa em função do quesito Conteúdo:

a) perspectiva adotada no tratamento do tema - a perda se deve em razão de não haver, na maioria dos casos, um tratamento objetivo do tema nas redações. Há candidatos que retardam muito a abordagem do assunto central da proposta temática. 

b) capacidade de análise e senso crítico em relação ao tema proposto - geralmente as redações tendem a se basear em argumentos do senso comum. Escolhas argumentativas criativas e mais bem sustentadas raramente são observadas nas discursivas. 

c) consistência dos argumentos, clareza e coerência no seu encadeamento - o principal problema está na composição de argumentos desprovidos de comprovação. Geralmente, esse item avaliativo permite aos professores mais flexibilidade quanto à composição de recursos, pois os argumentos podem ter sua comprovação feita a posteriori. 

Os temas, propostos tanto para Técnicos quanto para Analistas, continuaram exibindo a tendência à subjetividade reflexiva em lugar da simples menção a assuntos pontuais da atualidade.

O tema da redação para técnico exigiu dos candidatos uma reflexão sobre os problemas que acercam nossa sociedade pós-moderna - os conflitos existenciais e sociais presentes em sentimentos como inveja e medo, vivido por uma sociedade acercada de muros. 

Já o tema de redação para analista pendeu para valor da arte e da história presente nos museus. Na verdade, a banca questionou o valor do museu na atualidade. Assunto de reflexão profunda e de exigência de uma percepção inovadora, o tema da redação exigiu sensibilidade por parte do redator para que a questão museológica fosse vista além do curso da simples conservação da arte e da história. Provocador, o tema propôs uma possível mudança na relação do homem com o espaço de conservação da arte e da história, como se o objeto museu pudesse transformar o sujeito da modernidade.

Enfim, temas desafiantes para redações que merecem a análise perspicaz de professores altamente preparados para contra-argumentar a nota da FCC, na oportunidade recursal.

Os professores do Ponto estarão à disposição dos  que precisarem recorrer contra a nota de redação da FCC.

Mais informações poderão ser encontradas no site do Ponto dos Concursos (aba: Recursos) ou por meio do e-mail da coordenação de recursos:  coordenacao.recursos@pontodosconcursos.com.br

 


Comentários

Ainda não há comentários

Comentar este artigo
MAIS ARTIGOS DO AUTOR
Compartilhar: