Prof. Moraes Junior

26/02/2016 | 22:44
Compartilhar

Comentários sobre o CPC-00 - Parte 6

Prezado(a) aluno(a),


Neste artigo, continuarei os comentários sobre o Pronunciamento Conceitual Básico (R1) – Estrutura Conceitual para Elaboração e Divulgação de Relatório Contábil-Financeiro.


7. Premissa subjacente - Continuidade


Conforme estabelece o Pronunciamento, as demonstrações contábeis normalmente são elaboradas tendo como premissa que a entidade está em atividade (going concern assumption) e que irá manter-se em operação por um futuro previsível.


A premissa subjacente da continuidade (semelhante ao Princípio da Continuidade) estabelece que a entidade não tem a intenção e nem a necessidade de entrar em processo de liquidação ou de reduzir materialmente a escala de suas operações.


Caso a entidade não tenha a intenção ou necessidade de continuar ao longo tempo (por exemplo, caso a empresa entre em processo de recuperação judicial), as demonstrações contábeis podem ser elaboradas em bases diferentes. Nessa situação, a base de elaboração das demonstrações contábeis deve ser divulgada.


8. Elementos das demonstrações contábeis


As demonstrações contábeis retratam os efeitos patrimoniais e financeiros das transações da entidade que reporta a informação e outros eventos.


O balanço patrimonial, para retratar a posição patrimonial e financeira da entidade, utiliza os seguintes elementos: ativos, passivos e patrimônio líquido.


Por outro lado, a demonstração do resultado do exercício (DRE), que retrata o desempenho da entidade, utiliza os seguintes elementos: receitas e despesas.


8.1. Posição Patrimonial e Financeira


Os elementos das demonstrações contábeis relacionados com a mensuração da posição patrimonial e financeira da entidade são:


- Ativos;

- Passivos; e

- Patrimônio Líquido.


Ativo: Recurso controlado pela entidade como resultado de eventos passados e do qual se espera que fluam futuros benefícios econômicos para a entidade.

Exemplo: Se a entidade compra à vista um veículo que será utilizado na entrega de mercadorias, esse veículo é um ativo da entidade, pois é um recurso controlado pela entidade, fruto da compra que a entidade fez (evento passado) e que vai produzir benefícios econômicos futuros, pois a venda e posterior entrega das mercadorias com o veículo gerará receitas para a entidade.


Passivo: É uma obrigação presente da entidade, derivada de eventos passados, cuja liquidação se espera que resulte na saída de recursos da entidade capazes de gerar benefícios econômicos.

Exemplo: Se a entidade possui um financiamento a pagar, esse financiamento é um passivo, pois é uma obrigação presente derivada da obtenção do financiamento (evento passado), que, ao ser liquidado (quando o financiamento for pago) gerará uma saída de recursos da entidade.


Patrimônio Líquido: É o interesse residual nos ativos da entidade, depois de deduzidos todos os seus passivos. Portanto, o patrimônio líquido representa o resultado da diferença entre os ativos e passivos da entidade.


Veja uma questão de prova: (Analista do MPU-Apoio Técnico-Administrativo-Atuarial-MPU-Cespe-2015) Segundo a atual perspectiva contábil, o patrimônio líquido representa o valor justo econômico mínimo de uma empresa, caso os seus sócios desejem comercializá-la sem sofrer perda econômica.


Resolução: Segundo a perspectiva contábil, o patrimônio líquido é considerado um valor residual, pois é o resultado da diferença entre ativos e passivos.


Patrimônio Líquido = Ativos – Passivos

O item está errado.


O Pronunciamento ressalta a prevalência da essência da forma, quando for realizada a avaliação para definir se um determinado item se enquadra na definição de ativo, passivo ou patrimônio líquido, ou seja, deve-se verificar a essência subjacente e a realidade econômica e não apenas a sua forma legal.


Até o próximo artigo.

Abraço e bons estudos,


Moraes Junior

moraesdoponto@gmail.com


Comentários

  • 29/02/2016 - Simone Miranda
    Valeu professor!
    Adsumus
  • 29/02/2016 - Prof Moraes Junior
    Adsumus!
    Bons estudos,
    Moraes
  • 27/02/2016 - Silvana Alves
    Mais um comentário..que bom! Obrigada Prof.
  • 27/02/2016 - Prof Moraes Junior
    Oi, Silvana,
    De nada. Bons estudos.
    Abraço,
    Moraes
  • 27/02/2016 - Seven
    mais CPCs, Mais CPCs ehehehe!! Obrigado Professor!
  • 27/02/2016 - Prof Moraes Junior
    De nada. Não se preocupe, que comentarei todos (os pontos que considero mais importantes).
    Bons estudos,
    Moraes Junior
Comentar este artigo
MAIS ARTIGOS DO AUTOR
Compartilhar: