Prof. Júnia Andrade

24/02/2016 | 11:46
Compartilhar

APO - MPOG - Passei este e-mail importante para nossos alunos e professores

Peço a todos - professores e alunos que leiam integralmente o comunicado abaixo. Aos alunos solicitamos atenção às regras de nossas ofertas e ao que a Esaf publicar. Aos professores recomendamos que analisem a situação - infelizmente os alunos não têm culpa das trapalhadas da Esaf. Assim, no que puderem ser solidários, sem que isso atrapalhe o trabalho de vocês (compreenderemos qualquer posicionamento quanto a isso), pedimos compreensão do problema que ora se instaura.  


 


Prezados, hoje saiu a publicação oficial da nota provisória da discursiva de APO. O prazo para os recursos foi mantido nos dias 25 e 26 - termina às 23:59 horas do dia 26.



Ligamos para a Esaf hoje e falamos com a direção de recrutamento e de lá nos passaram os seguintes esclarecimentos:


 


1. Sobre o erro que houve: a Esaf contratou a Consulplan para fazer a correção e o processamento das notas. A Consulplan foi a responsável direta por muitos erros cometidos - forma de correção (observem que não houve mais correção manual), processamento das notas, abertura de material de vista antes do dia 25 para alguns candidatos etc. 


2. Erro gravíssimo: ontem, por um erro  da Consulplan, segundo informou a Esaf, foram liberadas as notas e a vista de provas de alguns candidatos, ou seja, feriu-se a isonomia, pois alguns candidatos conseguirão mais prazo para elaborar os recursos em detrimento de outros candidatos. Com isso, vários candidatos estão recorrendo à justiça contra a Esaf e o concurso fica em vias de ter sua segunda fase anulada/cancelada. 


3. Segundo a Esaf, tudo o que nos falta (enunciados, valor de quesitos/critérios) será publicado amanhã na área do aluno. 


4. Houve muita modificação da nota em idioma e as reclamações sobre a questão de Finanças Públicas prosseguem fortes. 


 


Aos professores o seguinte aviso:


 


0. Mandem mensagem para seus alunos para se certificarem de quem, de fato, irá querer o recurso. Caso algum aluno não queira o recurso, sugiram o cancelamento da compra e avisem a Anabelle sobre o ocorrido. Será preciso, colegas, liberar a fila de espera por vagas, já que muitos professores não dispõem de mais ofertas.


1. Não entreguem recursos ainda, pois pode surgir algum comunicado da Esaf ou do Ministério Público amanhã sobre o caso e mudar o destino do concurso. Então, sugerimos que entreguem os recursos somente no dia 26 para os alunos, pois não queremos que tenham prejuízo ou percam tempo na elaboração dos textos, ou algum erro nosso aconteça. 


2. Além disso, não sabemos se o material de que os alunos dispõem (o de alguns que subiu ao site do Ponto) é realmente a prova do aluno e se as notas estão realmente corretas. 


3. Sendo assim, façam um esboço, a preparação do recurso, e deixem isso tudo parado, porém pronto. Recomendo que sigam dialogando com seus alunos, a fim de esclarecer situações cabíveis ou não de recursos. Se não houver chances de recursos, gente, orientem o aluno a preencher o cancelamento no site do Ponto. 


4. Segundo a Esaf, a tendência é ajudar os candidatos com a acolhida justa da maioria dos recursos.Portanto, não economizem na fundamentação (não falo de excessos, mas sim de fontes bem acertadas), mas mantenham a objetividade e a concisão. 


 


Aos candidatos que contrataram recursos com o Ponto dos Concursos:


0. Candidatos que dispensarem o recurso, em função da alteração das notas que ocorreu hoje: preencham a ficha de cancelamento da compra - a devolução do dinheiro é integral. Endereço: cancelamento@pontodosconcursos.com.br


1. Aos que pegaram o espelho ontem: no dia 25 entrem novamente no site e confiram se a prova e as notas são as mesmas que publicaram, antes do prazo, ontem.


2. Todos os candidatos: pressionem a Esaf pela liberação do seguinte: enunciados das provas e valor de cada quesito avaliativo, pois os professores precisam disso. Basta enviar e-mail para o Fale Conosco da Esaf ou ligar para 61 - 34126141.


3. Atuem como fiscais: somem suas notas para ver se não houve erro na contagem. Mantenham o diálogo com seus professores contratados. 


4. Sobre o acolhimento da Esaf: a tendência, pessoal, é de acolhimento da maioria dos recursos, conforme a Esaf se posicionou.Infelizmente a Esaf contratou a Consulplan, para fazer o serviço e a Consulplan é famosa por cometer erros de correção (é a mesma banca que dá suporte à FGV - atuou no concurso do Senado, por exemplo, que foi um caos, e atua nas correções do Exame de Ordem da OAB - quem conhece já sabe como o processo é cheio de recursos na fase discursiva - Detalhe: na fase recursal chegam a conceder mais de 2000 provimentos para as discursivas da OAB por exame - pelo menos reconhecem os erros). Então, estou passando estas informações para ajudar você, candidato, no seu julgamento quanto à necessidade investir no recurso. 


5. Sobre cancelamentos: não confundamos o erro da Esaf com o trabalho do Ponto dos Concursos. Estou avisando para que sejamos totalmente transparentes para vocês neste momento, em especial. 


5.1 - Quando o Ponto dos Concursos aceita o cancelamento do recurso? 


a. Quando a reclamação é feita tempestivamente - coincidente com o prazo recursal e o recurso apresenta erros graves pertinentes ao produto - erro de argumentação para recursos de conteúdo - erros gramaticais graves para recursos de idioma - erros de concordância, má formação da frase e falta de clareza. 


Portanto, não cancelamentos recursos que tenham erros gramaticais de baixa relevância (erro de pontuação, regência e colocação pronomial), pois isso não prejudica o teor do recurso. 


b. Sempre pedidos aos alunos que confiram os recursos e, encontrando qualquer problema neles, devolvam-nos a peça para que façamos a revisão dela ou para que possamos cancelar o pedido.


c. Não cancelamos recursos que excedam o prazo estipulado para protocolar o recurso. Se seu recurso termina no dia 26/2/2016, às 23:59 horas, depois desta data e horário não cancelamos recursos.


d. Se a Esaf anular a segunda fase  antes do final do prazo para protocolar o recurso e o professor do Ponto dos Concursos não tiver elaborado o recurso, vocês podem preencher a ficha de cancelamento, pois o serviço não foi executado e, com efeito, o investimento será devolvido ao aluno. 


e. Se a Esaf anular a segunda fase, dentro do prazo para protocolar o recurso,  e o professor tiver elaborado o recurso, o aluno terá direito a 50% do seu investimento como devolução. 


f. Se a anulação for a posteriori a este prazo, não haverá como fazer a devolução do investimento, porque toda contabilidade foi executado e diferentes professores já terão recebido por seu trabalho. 


 


 


Então, gente, estamos sendo bem transparentes para que vocês, alunos e professores, possam julgar se querem, respectivamente, manter seus pedidos de recurso e continuar a oferta a elaboração do recurso. Caso algum professor desista da empreitada, converse conosco, pois pode ser do interesse do aluno arriscar integralmente a compra. 


Nesta hora, precisamos ser solidários, honestos, justos e transparentes com os alunos e com os professores. 


 


Comentários

  • 25/02/2016 - Alexandre
    De novo a Consulplan.
    Ano passado fiz a prova do CFO Bombeiros SC. De 50 questões foram anuladas primeiramente 4, mas haviam mais 5 com erros grosseiros. Na justificativa que a banca deu para um dos gabaritos ela dizia que mantinha o gabarito "C" e explicava que a "D" estava correta. Como 1 ponto faz muita diferença muita gente saiu muito prejudicada na fase de recursos.

    A correção das redações chegou a ser vergonhosa. A banca não disponibilizou um espelho de correção. Não tínhamos como saber o que descontou pontos, ou seja, era impossível um recurso exato.
    Para os que entraram com recurso foi disponibilizada uma justificativa da primeira nota (antes do recurso), imagino que nem foram lidos os recursos.

    Não entendo porque a Esaf contratou esta empresa.
  • 25/02/2016 - Prof Júnia Andrade
    Alexandre, os problemas, acredito, só estão começando...infelizmente!
  • 24/02/2016 - Alberto Torres
    Prezados, isso não pode continuar. Ontem baixei todas as provas que estavam disponíveis. Bastou fazer uma planilha com os dados as inscrições e um gerenciador de download baixou tudo. Isso é ilegal, não transparência,
  • 24/02/2016 - Prof Júnia Andrade
    Alberto, isso você pode usar para informar ao MPF. Entre no site do Ministério Público e denuncie. Essas falhas são graves e comprometem a lisura do concurso público.
  • 24/02/2016 - Jose do Egito
    Este candidato não teve nenhum ponto descontado em português !!!

    https://esaf.s3.amazonaws.com/603/Grades/603008837.pdf

    Tá bom, viu ?!?
  • 25/02/2016 - Prof Júnia Andrade
    Isso pode ocorrer, José. Temos ex-alunos que fecharam as notas da Esaf em concursos anteriores.
  • 24/02/2016 - Augusto Lima
    Boa noite, Junia. Um colega ligou na ESAF e eles disseram agora que só terceirizaram o processamento de notas, mas a correção não. Ou seja, apresentaram uma versão diferente da que lhe disseram! Eles falaram mesmo com vc que tinham terceirizado a CORREÇÃO para a Consulplan? Como teremos certeza do que aconteceu de verdade? Muito Obrigado!
  • 25/02/2016 - Prof Júnia Andrade
    Augusto, isso só ficará claro se o MFP der início a um processo de investigação. Na verdade, o concurso foi confiado à Esaf e, não importa o que a Consulplan tenha feito, ela colocou as mãos no processo, comprometeu o concurso, o que demonstra falha no concurso.
Comentar este artigo
MAIS ARTIGOS DO AUTOR
Compartilhar: