Prof. Igor Oliveira

12/02/2016 | 19:24
Compartilhar

Queimem os navios!

Hernán Cortez foi um explorador e conquistador espanhol que ficou muito conhecido por conquistar o centro do território que hoje é o México.

Tente se transportar mentalmente para os idos de 1500, América Central. Doenças, índios querendo cortar sua cabeça, calor, chuva, desconforto e mato. Muito mato a ser desbravado. Quem toparia fazer parte de uma empreitada dessas?

Sabedor da dificuldade de adesões voluntárias, reza a lenda que uma das primeiras ordens que Cortez deu, ao desembarcar no México, foi para queimar os navios, com o intuito de não permitir que seus homens sequer vislumbrassem a chance de fugir.

Sem a possibilidade de escolha, a missão estava clara: ou eles deveriam enfrentar com coragem o desconhecido, ou eles iriam morrer. Romântico, né?

Quantas vezes nós deixamos de fazer o que precisa ser feito justamente porque ainda temos nossos navios? Quantas vezes nós não estudamos por já dispormos de algum conforto?

Queime seus navios!

A matemática é simples. A não ser que você tenha sérios problemas na vida, convenhamos, você não estuda porque não quer de verdade, e inventa desculpas para justificar o fato de que não consegue. Você não está disposto a se doar o tanto que a tarefa exige. E trocar o conforto diário de não fazer nada, por uma vida de sacrifícios.

Ou seja, você tem escolhas e escolhe o caminho fácil.

Uma mera mudança de atitude pode transformar completamente a forma como você conduz sua preparação ou sua vida. Simplesmente não se dê a oportunidade de escolher qualquer outra coisa que não seja a missão cumprida no final do dia.

Aja como se sua vida realmente dependesse dessa aprovação no concurso público. E endosse sua crença com ações objetivas. De tanto fazer, você irá se acostumar a não se render. Não é dom. É comportamento. E comportamento é condicionamento. Fazer repetidas e repetidas vezes até internalizar. Com o tempo, essa será sua nova realidade.

“1 minuto”

Thomas Watson foi o fundador da IBM, uma das empresas mais bem sucedidas da história. Ao ser questionado quanto tempo uma pessoa leva para se tornar excelente, Watson disse “1 minuto”.

De fato, queimar navios, agir de forma disciplinada e cultivar a excelência são decisões. Se você não fez ainda, é porque lhe falta convicção para decidir neste sentido. Não adianta se esconder na segurança de tentar encontrar respostas para todos os resultados possíveis de suas escolhas. Você não é o Nostradamus, nem tem que ser. Agindo assim, você encontrará apenas confusões mentais e não decidirá coisa alguma.

Decidir é zero ou um. É uma fração de segundo na qual você fará uma escolha firme de que passará a agir de um modo diferente.

Ou você decide, ou não decide. Simples assim. Melhor dizendo, se você não queimar seus navios, você decidiu de alguma forma. Você decidiu por não queimá-los. E terá que arcar com as consequências de suas decisões, independentemente se boas ou ruins.

Abs!

Igor Oliveira.

=====

Programa motivacional para concursos públicos.

=====

Curta minha fanpage no Facebook.

Siga-me no Twitter.

E-mail: igor[arroba]pontodosconcursos.com.br.

=====

E-Books gratuitos:

Por quê ainda não deu certo?

Ninguém quer ser concurseiro em uma tarde de verão.


Comentários

  • 19/02/2016 - Tania Maria
    Olá querido Professor Igor!
    Você e seu dom de tocar minha alma e me fazer refletir no que existe de real e de comodidade nas desculpas que arranjo para não cumprir minha meta diária. Terminando a leitura deste excelente artigo a plena convicção de que preciso "queimar todos os meus navios".
    ADSUMUS
  • 20/02/2016 - Prof Igor Oliveira
    Oi TM! Tudo bem? Fico feliz que tenha gostado!!! Conte sempre comigo! Abs!
  • 15/02/2016 - Ronaldo
    Mestre, sempre leio os seus artigos com o único propósito...encarar a guerra. Sua linguagem é de alguém que está em campana, numa batalha em que a única opção é ir avante rumo à vitória. Tipo:"as sete lições de liderança dos grandes generais". Abc.
  • 15/02/2016 - Prof Igor Oliveira
    Valeu Ronaldo!!! Disponha sempre! Abs!
  • 13/02/2016 - apaulo
    Prezado Igor...Grande Oliveira,

    excelente texto...sim queimar os navios.foi a "melhor"decisão...não a mais agradável...assim parece ser a vida.

    E você Igor...quando queimou seus navios???Conte - nos da sua experiência pirofágica.

    Já providenciei a compra dos fósforos...minha companheira está preocupada pois acredita que vou botar fogo no apê...rs...rs...rs.Vou comprar a gasolina e já volto ok????

    Deixando de lado a parte hilaria...ótima dica....para toda vida...

    Grande Abraço,

    Paulo.
  • 13/02/2016 - Prof Igor Oliveira
    hehehe...eu queimei os meus acho que quando eu me tornei um pré-adolescente. Crianças não possuem navios a serem queimados...rs...com uns 13 anos eu queimei os meus, quando decidi fazer prova pra Marinha do Brasil. Abração e cuidado aí! rs
  • 13/02/2016 - WILSON EDUARDO
    Igor, bom dia!

    Sou seu fã cara. Ah! Achei bem legal a ideia de elaborar um curso motivacional com um preço bem acessível. Gostaria muito de adquirir o coaching, no entanto, foge um pouco do meu orçamento. Mas Deus sabe o que faz e mandou esse presente que logo logo estarei desfrutando. Comprei muitos materiais inadequados e tinha mais de um ... nossa que erro. Deve-se ter um excelente material e focar. Acabou meu caro, pois encontrei o Ponto e magníficos profissionais, assim como você. Vou começar a me preparar para o concurso do DPF, e quero o seu curso fazendo parte dessa minha maratona.

    Que Deus esteja sempre iluminado sua caminhada. Esses artigos são muito importantes para os concurseiros que QUEREM a aprovação.

    Obrigado
  • 13/02/2016 - Prof Igor Oliveira
    Olá Wilson, como vai? Obrigado pelo comentário. De fato, o cursinho é muito bom. É bem tradicional e os professores são confiáveis. Não é propaganda, mas é verdade...rs...enfim, de todo jeito eu costumo escrever quase todo final de semana. Vez ou outra é que eu não escrevo, geralmente quando viajo. Conte comigo! Abs!
  • 12/02/2016 - Silvana Alves
    Mestre, de fato, é muito boa a sensação de terminar o dia e dizer: "missão cumprida por hoje, que venha o amanhã" Eu te agradeço pela leitura agradável desse artigo. Abs. Adsumus!
  • 13/02/2016 - Prof Igor Oliveira
    Valeu Silvana! Disponha sempre! ;)
  • 12/02/2016 - samara
    Que bom que tem texto novo Igor. Acho que já li tudo que escreveu. Gosto demais da maneira como voce aborda a disciplina que devemos ter nos estudos e o foco na missão.

    Continua escrevendo é muito legal !!!
  • 13/02/2016 - Prof Igor Oliveira
    Podexá Samara...vou continuar sim...hehe...obrigado por ler meus artigos! Abs!
Comentar este artigo
MAIS ARTIGOS DO AUTOR
Compartilhar: