Prof. Leandro Signori

13/11/2015 | 18:51
Compartilhar

PNAD 2014 - IBGE apresenta os resultados

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apresentou hoje (13/11) os resultados da Pesquisa Nacional por Amostra de domicílios (PNAD) 2014. Você que está se preparando para o concurso do IBGE ou para provas que cobram Atualidades, Realidade Brasileira e Realidades Municipais é importantíssimo conhecer estes resultados. Para lhe ajudar nesta tarefa, compilei as principais informações, descritas a seguir:

- A taxa de desocupação cresceu de 6,5% para 6,9% entre 2013 e 2014. Todas as regiões apresentaram expansão da taxa de desocupação, principalmente Sudeste e Nordeste.

- De 2013 para 2014, o crescimento do rendimento médio mensal real domiciliar per capita no Brasil foi de 2,4% (de R$ 1.217 para R$ 1.246). Enquanto os domicílios pertencentes aos 10% com menor renda domiciliar per capita tiveram aumento real de 6,2% (de R$ 146 para R$ 155), os domicílios pertencentes aos 10% com maior renda tiveram aumento menor, de 2,1% (de R$ 5.076 para R$ 5.183), denotando queda da desigualdade na distribuição do rendimento domiciliar per capita.

- O Índice de Gini dos rendimentos de trabalho caiu. O Índice que vem em trajetória decrescente desde 2004, passou de 0,495 em 2013 para 0,490 em 2014 (quanto menor, menos desigual). Nesse mesmo período, o índice de Gini dos rendimentos de todas as fontes passou de 0,501 para 0,497, e o do rendimento domiciliar passou de 0,497 para 0,494.

- Mulheres recebem menos que os homens. As mulheres continuaram a receber salários menores que os dos homens em 2014. No ano, elas receberam em média 74,5% da renda dos homens – em 2013 o percentual era 73,5%.

- O trabalho infantil cresceu. A PNAD registrou aumento de 4,5% (143,5 mil) no número de crianças e adolescentes entre 5 a 17 anos ocupados, totalizando 3,3 milhões (8,1% do total na faixa etária) nessa condição em 2014 (eram 3,2 milhões em 2013, o equivalente a 7,5% do total).

- O analfabetismo diminuiu. Em 2014, a taxa de analfabetismo das pessoas de 15 anos ou mais de idade no país era de 8,3% e recuou em relação a 2013, que foi de 8,5%.

- Mais da metade dos brasileiros acessam a internet. Aproximadamente 95,4 milhões de pessoas de 10 anos ou mais de idade acessaram a internet por meio de microcomputador no período de referência da PNAD (28/09/2013 a 27/09/2014), um crescimento de 11,4% (ou 9,8 milhões de usuários) em relação ao ano de 2013. Pela primeira vez, a proporção de internautas passou da metade da população residente, saindo de 49,4% em 2013 para 54,4% em 2014. Por outro lado, o microcomputador, seja desktop ou notebook, está menos presente nos domicílios, na esteira da popularização dos smartphones. Em 2013, estava em 48,9% das residências; em 2014, em 48,5%.

Galera, acessem os meus cursos de Atualidades, Conhecimentos Gerais, Geografia e Realidade Brasileira. Estamos com um mega curso para o concurso do IBGE. Além da teoria, temos 600 questões comentadas de geografia e conhecimentos gerais. Segue o link dos cursos e aulas demonstrativas: https://www.pontodosconcursos.com.br/cursos/default.asp?tipo_busca=professor&param=professor&codigo_categoria=970

Bons estudos,

Leandro Signori


Comentários

Ainda não há comentários

Comentar este artigo
MAIS ARTIGOS DO AUTOR
Compartilhar: