Prof. Paulo Henrique Amaral

28/07/2015 | 12:01
Compartilhar

O sonhador, o realizador e o crítico

Olá, como estão os estudos?

 

    É muito melhor assistir televisão, ficar perambulando pela internet ou batendo papo em aplicativos de celular do que se desligar de tudo isso e sentar na sua cadeira de estudos e fazer o que deve ser feito.

    É muito melhor procrastinar, e ir “empurrando os estudos com a barriga”, arrumar desculpas, inventar coisas pra fazer, dar prioridade a outras atividades do que efetivamente fazer o que deve ser feito.

    Só que os dias vão passar e as horas que você poderia ter dedicado aos estudos terão sido utilizadas para esses outros afazeres. De repente, aquele edital do concurso que você quer será publicado e você nem sequer aprendeu as matérias básicas.

    Mais uma vez vai tentar estudar todo conteúdo após o edital e como são muitas as matérias, a aprovação será bem mais difícil.

    Meu amigo (a), converso diariamente com candidatos a concursos públicos e a história citada acima se repete com grande parte das pessoas e pode ser que você se encaixe entre elas.

    Com o passar do tempo pessoas que tendem a agir dessa maneira se frustram, desacreditam que podem ser aprovadas.

   Cada um de nós temos três lados: O sonhador, o realizador e o crítico, todos necessários para o alcance dos objetivos.

   O sonhador é aquele lado que nos faz olhar para o futuro e nos ver realizando algum projeto, como por exemplo, tomando posse em um cargo público, usufruindo de uma boa remuneração, fazendo uma ótima viagem com a família, etc...

   O realizador é o que precisa executar as atividades necessárias para alcançar o sonho, é o que coloca “a mão na massa” e faz as coisas acontecerem.

   O crítico serve para procurar as falhas e passar o comando para o realizador corrigi-las. Ele serve pra verificar se estamos seguindo o plano corretamente para atingirmos nossos sonhos, ou seja, se o realizador está fazendo o trabalho bem feito para satisfazer o sonhador.

   Na situação exposta no início desse artigo dá pra perceber que por mais que o sonhador quisesse avançar, o realizador não o ajudava, sendo assim, o critico atuava de forma negativa gerando frustração.

   Para termos sucesso é importante mantermos essas três faces alinhadas, de modo que o caminho se torne menos árduo e nossos objetivos sejam atingidos em um menor tempo.

   Somente você pode mudar o rumo da sua vida, cabe a você fazer o que deve ser feito, cabe a você materializar os seus sonhos.

 

E aí, como anda o seu realizador?

 

Espero você aqui no serviço público!

Bons estudos!

Att,

Prof. Paulo Henrique Amaral

e-mail: paulo.henrique@pontodosconcursos.com.br


Comentários

Ainda não há comentários

Comentar este artigo
MAIS ARTIGOS DO AUTOR
Compartilhar: