Prof. Sandro Monteiro

18/08/2015 | 18:44
Compartilhar

A evolução do transporte aéreo no Brasil

Prezados Alunos,

Introdução

Nos últimos anos o transporte aéreo tem alcançado um significativo ganho de mercado no transporte nacional, especialmente nas movimentações aéreas regulares. Cada vez mais oferece-se um produto seguro, conveniente, confiável, frequente e relativamente orientado ao usuário.

As companhias aéreas têm majorado a atratividade dos viajantes, posto que valorizaram a velocidade e flexibilidade entre os mais variados destinos. Assim, no Brasil, o transporte aéreo vem crescendo gradativamente, e novas empresas vêm surgindo e revolucionando o setor. A concorrência aumentou e os benefícios podem ser notados pelos consumidores que passaram a utilizar mais este modal.

Na verdade, a partir da década de 1990, o Brasil aderiu às políticas de flexibilização econômica que acabaram por favorecer a desregulamentação do setor. A liberalização da economia brasileira teve e tem influenciado seriamente os modais de transporte, dentre eles o modal aeroviário.

Nesse contexto, temos o surgimento da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC).

Depois de cinco anos esperando uma aprovação do Congresso Nacional, finalmente, em 27 de setembro de 2005, criada pela Lei 11.182, nasceu a ANAC,  sendo formada por cinco diretores nomeados pelo Presidente da República, com mandato fixo de cinco anos, o que lhes garante maior indepedência técnica.

A partir da implementação da ANAC, as atividades que eram realizadas pelo antigo DAC de autoridade aeronáutica, tais como: planejar, gerenciar e controlar as atividades relacionadas com a aviação civil, foram transferidas para a total responsabilidade da ANAC.

Conquanto a existência da agência reguladora segue uma tendência mundial, possuindo uma estrutura administrativa que representa uma inovação em relação ao modelo anterior que disciplinava o setor.

No transcorrer desta década, o transporte aéreo se modernizou e se aperfeiçoou, as aeronaves aumentaram, passando a ter um serviço de qualidade e de muito conforto oferecido aos passageiros, concorrendo seriamente com o modal rodoviário.

Deste modo, hoje é concebido como o meio de transporte mais seguro e rápido entre todos, permitindo o transporte de passageiros no menor tempo possível, além de incentivar a demanda de viagens de longa distância, com grande tranquilidade e facilidades.

No entanto, o transporte aéreo ainda continua sendo o modal de transporte com o preço mais elevado da atualidade.

Para diminuir as tarifas e melhorar os serviços, além das concessões de grandes aeroportos, o governo brasileiro tem procurado fortalecer as rotas regionais mais curtas, favorecendo o turismo doméstico.

Do mesmo modo, as empresas buscam a redução de seus custos através de certas táticas operacionais como: descontos, operação em aeroportos secundários, aeronaves modernas, padronização da frota, entre outros.

Bons estudos.

Sandro Monteiro

www.facebook.com/MScSandroMonteiro


Comentários

Ainda não há comentários

Comentar este artigo
MAIS ARTIGOS DO AUTOR
Compartilhar: