Prof. Igor Oliveira

23/04/2014 | 19:20
Compartilhar

Não negocie com sua mente

Às vezes parece que a nossa mente é uma entidade à parte. Nós queremos fazer algo, sabemos que aquilo vai nos fazer bem, mas a mente, de forma insistente, quer nos levar para outro caminho.

A razão e o desejo travam uma luta épica a cada encruzilhada em que é necessária uma escolha. De forma cômica começamos a brigar com nós mesmos! Do resultado do cabo de guerra nem sempre o bom senso sai vitorioso. Da derrota surge a culpa. O arrependimento.

Creio que decidir de maneira pacífica pelo caminho da retidão é um dos grandes desafios da vida. O instinto é forte e intrínseco da nossa natureza animal. A razão exige análise mais acurada e costuma ser associada a algo que impede nosso prazer.

Uma técnica útil para essas ocasiões é ser intolerante com o fluxo mental de pensamentos negativos que surgem espontaneamente. Como um rio descontrolado o instinto quer nos ludibriar com o excesso de informações. Ele nos abarrota com argumentos convincentes, turva nossa capacidade de escolha e nos induz a segui-lo.

Antes de qualquer decisão, a atitude imediata - e mais sensata - a ser tomada é parar. Represar as águas mentais e limpar o campo da escolha da névoa da dúvida. Respire. Observe o momento e as coisas ao seu redor. Foque alguns minutos na sua respiração. Afaste-se mentalmente do problema.

O instinto quer que você aja sem pensar, de forma prematura e afobada. Mas assim como os instintos, você também pode ter suas técnicas. Ao criar uma pausa antes da escolha, você desenvolve consciência sobre a sua real situação e gera condições mais favoráveis a uma tomada de decisão mais equilibrada.

Quando você e sua mente se tornam um só, você assume o controle. Não negocie com os desejos invisíveis e sabotadores. Ignore-os. A mente vai gritar agonizante tentando capturar sua atenção. Seja forte e não argumente consigo mesmo. O principal motivo? Você sabe que, no fundo, tudo não passa de uma fantasia que você mesmo inventou.

A guerra não existe no mundo real. É fruto da sua própria imaginação.

Abs!

Igor Oliveira

Coordenador - coaching do Ponto

Obs.: eu sei que prometi escrever apenas aos domingos, mas juro que não aguentei. Peço desculpas...rs


Comentários

  • 16/05/2014 - Andre Gallo
    Professor Igor, muito gratificante ler esse texto. Além de concurseiro e já funcionário público (CMB), tb penso do lado religioso e sei que muitas armadilhas mentais são "plantadas" por várias situações. O que você disse é muito bom e acredito que grande maioria dos concurseiros passa por isso. Aliás, vou fazer para SUSEP e vc é de lá, não?
  • 16/05/2014 - Prof Igor Oliveira
    Valeu Andre. Com certeza, estamos todos no mesmo barco...rs...sim, sou daqui...rs...aqui é bem legalzinho...Abs!
  • 26/04/2014 - Isvete Silva
    Igor, q.bom ler o teu texto. Confesso q.a minha razão não anda p.baixo, mas, juntando o cansaço e os haveres fica muito difícil trazer o corpo à um estágio de concentração. Aliás, p.driblar a falta de tempo, estou aceitando dicas de como ficar acordada por mais tempo... rsrsrsr. Abçs.
  • 26/04/2014 - Prof Igor Oliveira
    hehehe...insista porque vai dar certo. Acredite. E sempre me procure se precisar de algo. Tá jóia? rs...abração!
  • 24/04/2014 - LENA CAMPOS
    Igor, acredito que suas palavras não vieram do nada. Vc tem como missão ajudar quem passa por um dos "tormentos" da vida. Nossa escolha de se dedicar aos estudos e conseguir uma vida melhor não é fácil mas com a ajuda de alguns "anjos de luz" o caminho fica mais fácil de ser trilhado. Obrigada pela grande ajuda.
  • 24/04/2014 - Prof Igor Oliveira
    Obrigado Lena. A minha métrica é exatamente essa: o quanto eu ajudei alguém. Não se trata de quantos comentários o artigo tem ou quantos alunos eu tenho. Trata-se de ajudar alguém. Criar algo de qualidade que toque o coração das pessoas. Quando vc faz isso com amor as coisas fluem. Mas obrigado mesmo. Fico feliz de ter lhe ajudado. Conte comigo. Abs! Igor.
  • 24/04/2014 - Luciana
    Salve Comandante!
    Valeu pela ajuda! Essa guerra com a mente é difícil...sua estratégia vai ajudar!
    Abs!
  • 24/04/2014 - Prof Igor Oliveira
    Valeu guerreira. Tamu junto! Rs...abs!
  • 24/04/2014 - Kelita Lamar
    Olá Prof. Higor!
    Não poderia deixar de agradecer pelo que acabei de ler. Foram exatamente todas as palavras que "minha mente" precisava ver nessa hora. rsrsr Que maravilhoso! Só Deus sabe o que eu senti qdo vi meu fracasso na prova da Camara, mas vou continuar minha jornada, agora, de um jeito melhor depois dessas dicas! Obrigado! Deus o abençoe!
  • 24/04/2014 - Prof Igor Oliveira
    Amém Kelita. Que bom que vc se sentiu melhor. Conte sempre comigo! Abs!
  • 23/04/2014 - Roque
    Igor, parece que Deus pediu pra você escrever isso pra mim, rs. Estava eu há poucos instantes travando essa luta com minha mente. É uma batalha constante e não é nada fácil dominá-la. Acredite suas palavras SEMPRE acalentam e motivam muitos de nós. Obrigada ,e, por favor, continue nos ajudando !!!
  • 23/04/2014 - Prof Igor Oliveira
    Que bom que te ajudei Adriana. Estava sentado aqui e começou a vir um monte de palavras na minha cabeça do nada. Escrevi o artigo rapidinho...rsrs...não costuma escrever durante a semana. Então foi uma luz mesmo...rsrs...conte sempre comigo! Abs! Igor.
Comentar este artigo
MAIS ARTIGOS DO AUTOR
Compartilhar: