Prof. Maurício Oliveira

24/03/2014 | 01:24
Compartilhar

Técnica de estudo infalível

NÃO EXISTE!

Mas como, professor?!

Isso mesmo, meu amigo! Infelizmente, o que você acabou de ler é a mais pura verdade. Se você, esperançoso, veio atrás de uma técnica de estudo - ou fórmula mágica - que irá resolver todos os seus problemas, pode parar de ler este artigo agora. Contudo, se você quer otimizar os seus estudos, não interrompa a leitura. Abordarei alguns aspectos que podem te ajudar a estudar de forma mais eficiente e eficaz.

Conforme falei antes, não há nenhuma técnica de estudo milagrosa. O que existe é uma ampla variedade de técnicas, que possuem vantagens e desvantagens, e que devem ser escolhidas (ou combinadas) em cada caso, de forma que delas possa ser extraído o máximo de benefícios.

Professor, eu não entendi nada! Como eu vou saber qual técnica devo escolher?

Muita calma nessa hora! Rsrs... O que quero dizer é que não se pode escolher uma técnica de estudo de forma aleatória. Não é tão simples assim! Diversas variáveis devem ser levadas em conta, tais quais: tempo disponível para estudo, conhecimento sobre a matéria, a própria disciplina, perfil cognitivo do aluno, e por aí vai...

Por exemplo, eu considero a elaboração de fichas - com as informações mais importantes sobre determinado assunto - uma ótima técnica de estudo. Contudo, veja, na situação a seguir, como é importante a análise do contexto:

O edital do concurso X acaba de ser publicado. A famosa disciplina Direito Constitucional representa apenas 5% da pontuação total da prova, e o conteúdo cobrado é enorme.

Nessa situação, você acha que realmente vale à pena ficar elaborando fichas de uma matéria, cujo conteúdo é enorme, e que terá pouco peso na prova? Evidentemente, não! Mas o que eu faço professor? Você poderia consolidar o conteúdo através da resolução de questões comentadas. Porém, novamente, alerto que outras variáveis devem ser consideradas. Se o seu conhecimento sobre essa disciplina é nulo, ou muito superficial, a resolução de questões resolverá o seu problema? Muito provavelmente, não!

Vou mais longe. Dependendo do peso da matéria na prova, do tamanho do conteúdo, você pode até desviar a atenção dessa disciplina para outras mais importantes. Porém, tenha cuidado! Não vá ser eliminado do concurso por causa daquela matéria de "menor importância", e depois venha colocar a culpa em mim. Rsrs...

Assim, esses foram alguns pontos que devem ser considerados na escolha da metodologia ideal de estudo, ou seja, aquela que melhor se aplica ao seu perfil e à situação em que você se encontra. Se você não tem muita experiência para fazer a escolha correta, ou mesmo que tenha, deseja melhorar o seu desempenho, uma solução poderia ser a contratação de um COACH, que é um profissional experiente no ramo dos concursos públicos, e que, certamente, teria muito a contribuir em sua preparação.

Para essas e muitas outras dicas, tenho alguns coachings lançados aqui no Ponto:

COACHING INTENSIVO PARA AFRFB

COACHING PARA CONCURSOS (3 MESES)

 COACHING PARA CONCURSOS (6 MESES)

COACHING PARA CARREIRAS ADMINISTRATIVAS

No mais, coloco-me à disposição para esclarecer qualquer dúvida.

mauricio.oliveira@pontodosconcursos.com.br

ou

facebook.com/mauricio.oliveira.718

 

Grande Abraço!

Prof. Maurício Oliveira



 



 



 


Comentários

  • 24/03/2014 - GUSTAVO MELAZI GIRAR
    Muito bom o texto, com ótimas dicas !
  • 24/03/2014 - Prof Maurício Oliveira
    Obrigado, Gustavo. Sucesso nos estudos!
Comentar este artigo
MAIS ARTIGOS DO AUTOR
Compartilhar: