Prof. Igor Oliveira

23/03/2014 | 10:06
Compartilhar

Sou muito velho pra isso

Ser coach é uma oportunidade maravilhosa de crescimento pessoal, pois você tem a chance de conhecer pessoas com histórias de vida incríveis que muito tem a ensinar. Costumo brincar que não sou professor, sou aluno, pois vivencio um fluxo diário e rico de informações que me instruem e me fazem uma pessoa melhor.

Isto ocorre especialmente com pessoas que já viveram várias experiências, já tiveram vários empregos, já tentaram muito e agora resolveram mudar de vida estudando para um concurso público.

Muita gente me envia e-mail perguntando se está muito velho para estudar pra concurso ou se tem alguma desvantagem frente a candidatos mais novos.

Desvantagem não tem, mas deixo abaixo algumas dicas que talvez lhe ajudem a refletir um pouco sobre sua situação.

Humildade. Apesar de você já saber muita coisa da vida, você está sendo alfabetizado novamente em termos de concurso público. Acho que este é um dos maiores obstáculos que você vai ter que enfrentar, principalmente se você é uma pessoa com um currículo muito bom. Já vi gente revoltada nos fóruns da vida porque tinha Doutorado e não passou num determinado concurso. É um exercício de humildade sairmos de nossa posição para começarmos a aprender algo novo. Concurso público é um jogo diferente. Aceite isso logo, pois vai doer menos.

Não se compare com outras pessoas. É natural a gente se comparar. Isso acontece meio sem querer. Quando ocorrer de você começar a se comparar, tente cortar o julgamento. Todos temos uma história de vida diferente. Não se cobre, por exemplo, porque você não começou a estudar antes. Você tomou as decisões que julgou corretas a época. Era seu julgamento, naquele momento. Não dá pra se culpar por isto. Hoje encare os fatos como eles realmente são. No fundo é simples. É um livro e você. Só isso. Idade é um conceito relativo. Se você tem uma vida saudável, você é capaz de estudar para um concurso público sem problemas.

Use a idade a seu favor. O guerreiro inteligente é aquele que potencializa suas forças e minimiza suas fraquezas. Você sabe que um esforço contínuo e paciente vai levar você aonde você quer chegar. Você já viu isso. Já viveu isso. É mais fácil de entender, portanto. Você não tem mais aquele desespero da época em que saiu da faculdade. Você sabe usar sua força de maneira mais sábia e não vai se desgastar por bobagem. Em termos de concurso público, esta é a sua maior vantagem. Você não faz idéia.

Comece devagar. Se você está anos sem estudar, pode ser que no início a preguiça baixe ao ler as disciplinas. É normal. Você perdeu este hábito e terá que ter paciência para recuperá-lo. Comece devagar. Não cobre rendimento logo de cara. Crie o hábito primeiro. Com o hábito instalado, criar rendimento fica moleza.

Por fim, encare tudo com alegria, pois você está tendo uma nova oportunidade de viver algo diferente novamente. A vida é um grande recomeço para todos nós. Eu aprendo coisas novas diariamente. Todos aprendemos. Basta abrir seu coração.

Agora imagine eu, que aprendi até a voar, descobri recentemente que não sabia amarrar o sapato! rsrs

Olha só que legal:

CLIQUE AQUI PARA APRENDER AMARRAR SEU SAPATO

Viu como sempre temos algo novo a aprender? A vida é agora. Esqueça o preconceito, arrume a mesa e estude.

Abs!

Igor Oliveira.


Comentários

  • 31/03/2014 - maria do carmo do na
    Parabéns pelo artigo as vezes nós somos pegos nos martirizando por causa dos janeiros a mais e não adianta
  • 31/03/2014 - Prof Igor Oliveira
    Pois é Dona Maria...rs...bjos!
  • 27/03/2014 - Adriano Alves
    Este artigo contribuiu para que eu renove o meu ânimo, tenho 39 anos, não me acho velho assim, mas uma vez cheguei a pensar que concurso não era para mim, devido a tentativas frustradas, mesmo com gosto pelo estudo.
  • 27/03/2014 - Prof Igor Oliveira
    Obrigado pelo comentário Adriano. Realmente nunca é tarde pra recomeçar. É tudo coisa da nossa cabeça....abs!
  • 25/03/2014 - Roberta Clave
    Tu escreveste este artigo para mim? Muito obrigada, rsrsrs... Eu sempre penso que aos 37 já estou muito velha e que isto é para os jovens, que eles têm melhor memória, melhor disposição e vão curtir mais do que eu que já estou "no meio do caminho", mas teus artigos têm feito a diferença pra mim. Muuuuuito obrigada!
  • 25/03/2014 - Prof Igor Oliveira
    Foi pra vc e para outros alunos e alunas que ainda insistem em acreditar que idade não é uma vantagem...rs...conte sempre comigo Roberta! Abs!
  • 25/03/2014 - Pablo Costa
    Era exatamente o meu caso, mas o curso de coach do prof. Igor ajudou muito. Aliás, ainda ajuda. Recomendo muito!!!
  • 25/03/2014 - Prof Igor Oliveira
    hehehe...o povo vai achar que foi combinado Pablo...rs...Abs!
  • 24/03/2014 - Simone Miranda
    Showww! Obrigada professor!
  • 24/03/2014 - Prof Igor Oliveira
    Valeu Simone...rs...abração! Que bom que gostou.
  • 23/03/2014 - Juliana Helena Perei
    Não são apenas os mais velhos que perderam o hábito de estudar. Eu sou nova e sinto dificuldade com coisas que quando tinha 16 era muito fácil. Passo horas em cima da matemática para conseguir fazer 15 exercícios. Realmente o importante no começo é não desistir nunca. Se é que serve para algo, sigo o ditado do fuzileiro: caia atirando!
    E assim eu comecei há uns 15 dias atrás a cair, mas sempre atirando. Igor você faz a diferença nessa queda.
  • 24/03/2014 - Prof Igor Oliveira
    Pois é Ju. Tem que ter paciência mesmo. Não tem jeito. Começar é o mais difícil e isso vc já fez. Abração!
Comentar este artigo
MAIS ARTIGOS DO AUTOR
Compartilhar: