Prof. Bernardo Barbosa

13/01/2014 | 16:33
Compartilhar

O paradoxo da auto-sabotagem.

Olá amigos do Ponto!

Como foram de festas de fim de ano? Espero que todos tenham passado um Natal com muita paz e felicidade, bem como uma virada de ano repleta de alegria e novos projetos para 2014 (sem ter descuidado do estudo nesse período, é claro! Afinal, recesso de fim de ano é apenas para servidor público já empossado, rs).

Aproveito a oportunidade para desejar a todos um 2014 com muita saúde e conquistas!

Dentro o clima de projetos e deliberações que acompanha o início de cada ano, gostaria de conversar com vocês sobre um fenômeno que acomete boa parte dos concurseiros: a auto-sabotagem.

“Sonhar não custa nada”, já dizia o poeta. E como é bom sonhar...


Quantas vezes, quando estamos meio desapontados, entediados, nos pegamos sonhando com um carro novo, com aquela viagem de férias, com uma casa nova e...com a nossa aprovação em um concurso público.

O sonho nos conforta, nos alegra, nos faz “viajar”, afastando nossa mente de uma realidade muitas vezes desagradável.

“Um dia serei um advogado de sucesso, ou um servidor público com um bom cargo, você vai ver!”.


“Sabe aqueles apartamentos perto da praia, um dia vou morar em um deles”.

“Hoje estou com esse cansadinho (ou nem tenho carro), mas um dia vou andar de carrão, pode apostar”.

“Não estou conseguindo malhar nem controlar a dieta este ano, mas ano que vem...você não vai nem acreditar quando me encontrar”.


E assim muitas pessoas seguem sonhando, vislumbrando um futuro promissor, de sucesso e realizações pessoais e profissionais.


Até aqui tudo bem, pois o “sonho” é aquilo que nos impulsiona, é a utopia necessária que nos faz avançar cada vez mais, como diria Eduardo Galeano (escritor Uruguaio).

O problema é que, no mundo real, os sonhos não se tornam realidade por meio de um encontro fortuito com a fada madrinha, ou com a chegada do príncipe encantado montado em um cavalo branco (não é mesmo meninas? rs).

Na vida real, os sonhos se tornam realidade através da transformação da nossa realidade, precedida muitas vezes da dolorosa e necessária transformação de nós mesmos, o que se dá por uma única forma: dedicação, esforço, sacrifício, suor...

Todavia, ao contrário do SONHAR, que não custa nada, REALIZAR, custa...e cooomo custa!

E é justamente neste ponto que a vida separa os sonhadores dos realizadores.

Muita gente sonha em ter um corpo “sarado” para desfilar na praia, para ter mais saúde, para sentir-se bem consigo (olha as férias de verão aí!rs). MAS não consegue arcar com o custo de seguir uma dieta equilibrada, manter uma rotina de atividades físicas etc. Sabe toda a teoria, conhece o caminho, o esforço que precisa fazer, entretanto segue dando desculpas e arrumando desculpas para não enfrentar o sacrificante processo de transformar a sua realidade.

“Poxa, eu até levei uma fruta para o lanche da tarde, mas era aniversário de uma colega no trabalho e levaram um baita bolo de chocolate...o que posso fazer?”. E aí, ao invés da fruta, tome quatro pedaços de bolo de chocolate (com refrigerante, é claro), afinal “estava uma delícia...e se eu não comesse a aniversariante iria achar que era desfeita...”.

Para não ter de encarar a responsabilidade pelo fracasso do seu projeto (seja qual for), o eterno sonhador sempre dá um jeito de se “sabotar”, de preferência colocando a culpa em alguém ou em algo.

Tal raciocínio não é diferente quando se trata de estudar para concursos, exame da OAB etc.

Conheci, ao longo da minha jornada de concurseiro e professor, pessoas que adquiriam apostilas, livros, se matriculavam em cursinhos, MAS sempre aparecia alguma outra coisa urgente e inadiável (na visão delas, é claro) que não os deixava estudar para a prova.

Inicialmente era o trabalho que demandava muito (chego em casa cansada, não dá para estudar durante a semana)

Outros, mesmo ficando em casa o dia todo, não conseguiam estudar por que tinham de “ficar procurando um emprego”. Convenientemente olvidando que estudando de forma séria para a OAB, ou para um concurso, resolveriam o problema da falta de emprego de forma efetiva.

Além disso, “o quarto era quente, e não dava para estudar”.

“Carnaval eu até levei uns livros para a casa da minha vó, mas como conseguir estudar com todo mundo na varanda vendo os blocos passarem?”.

“Olha eu ia até estudar estas duas semanas da antes prova, mas uma amiga me chamou para um mutirão que vai acontecer na cidade vizinha, e, além disso, esta semana uma prima minha está ensaiando para um desfile de moda no shopping...”

Em suma, para o eterno sonhador, qualquer coisa sempre será mais importante que as árduas tarefas que ele tem de enfrentar para transformar seus sonhos em realidade. Qualquer convite, distração será mais prioritário do que o estudo, do que o esforço, servindo de conveniente desculpa para justificar o seu fracasso.

São pessoas que têm muita VONTADE, mas não possuem DETERMINAÇÃO.

Têm medo de fracassar.

São tomadas pelo pânico de tentar de verdade, de se esforçar muito, de abrir mão do lazer, de horas, dias, meses, de fazer tanto sacrifício e ao final...não conseguir.

“Eu queria tanto, mas não deu você viu. Não consegui estudar...eu queria. No próximo eu passo, você vai ver”.

E nisso a vida vai passando embalada por sonhos, sabotagem após sabotagem. Planos e mais planos se sucedem, enquanto a realidade não muda...

Pergunto: será que valer a pena desperdiçar meses, anos, uma vida inteira só sonhando?

Mário Quintana, com sua maestria e irreverência poética nos alerta:

“Não faças da tua vida um rascunho. Poderá não ter tempo de passá-la a  limpo”

As pessoas que agem dessa forma precisam entender que seus sonhos (quer profissionais, quer pessoais e até mesmo no amor) NUNCA se tornarão realidade se elas não TRANSFORMAREM A SI MESMAS ANTES, e começarem a ter a determinação de enfrentar a dor do sacrifício, a privação do esforço.

Steve Jobs costumava dizer uma frase que resume bem o que tratamos aqui: “Foco é saber dizer não”.

NÃO para as distrações. NÃO para o que não é prioritário. NÃO para a COVARDIA. NÃO para o que nos afasta da realização do nosso sonho.

“Mas Bernardo, como faço isso??? Eu tento, tento e não consigo!!!”

Olha, eu não sou psicólogo rs.

Embora goste muito de ler livros de filosofia e psicologia desde adolescente.

Vou apenas compartilhar aqui com vocês o que penso a respeito de desafios e tentativas, sucesso e fracasso. Vamos pensar juntos:

a)     Quando ingressei no Colégio Militar de Salvador com 10 anos de idade meu pai me disse uma frase que nunca mais saiu da minha mente e passou a ser um dogma para mim “Você não tem a obrigação de ser O melhor em nada que fizer aqui. Mas tem a obrigação de dar O SEU melhor em tudo que se propuser a fazer”;

b)    O nada, a derrota, nós já temos desde já meus amigos. É só não fazer nada. É só nem tentar.

c)     Se fizermos O NOSSO melhor, se dermos o nosso máximo, o que temos a perder? Nada! Todavia, lutando de verdade passamos a criar a CHANCE REAL de conquistarmos aquilo que sempre desejamos;

d)    “Mas...e se eu abrir mão do lazer, dos amigos, de festas. E se eu  me enfurnar no quarto, nos livros, nos cursos, estudando horas e horas que nem um condenado, se eu fizer 5.000 questões e... e ainda assim eu não passar!!! O que vou dizer para meus amigos, para minha família??? Vão dizer que eu sou burro, vão ter vergonha de mim!!!”

Não devemos ter medo do fracasso, nem vergonha de não conseguir. Se você fez TUDO que estava a seu alcance, deu o seu máximo, O SEU MELHOR, e ainda assim não logrou êxito, orgulhe-se de si mesmo meu amigo/minha amiga! Você é um(a) guerreiro(a)!

E se não foi dessa vez, tenha certeza de que a sua jornada de VERDADEIRO ESFORÇO, lhe deixou muito mais próximo da realização do seu sonho!!!

Que verdadeiro amigo ou familiar que te ame não ficará orgulhoso em acompanhar o seu esforço sincero, a sua obstinação em lutar pelo seu sonho?

É claro que existem aqueles pobres de espírito que dirão “fulano está estudando, estudando e não passa em nada...”. Encare essas pessoas como um exercício de resignação e paciência. Tenha certeza de que muitas delas gostariam de possuir a metade da sua disposição e coragem em se expor ao tentar passar em concurso público, mas preferem se esconder na confortável posição de críticos. Deseje vida longa aos mesmos para que possam acompanhar por muito tempo o seu sucesso. Tome a descrença deles como estímulo nos momentos de cansaço. Afinal, ESSES devem estar na sua lista de primeiras pessoas a serem avisadas da sua aprovação! rs

Só para ilustrar: minha esposa estudou por três anos e fez mais de 10 concursos até passar para Promotora de Justiça. Após a aprovação, teve gente que ficou muito encabulada das piadinhas que dizia para ela. Ah...o doce sabor da vitória! rsrs

Mas se o êxito não chega logo. Nada de desespero.

Entenda que aquisição do conhecimento é um processo. Você não esquece tudo que estudou CORRETAMENTE durante meses só porque ficou por algumas questões da aprovação. Sabe o que isso significa? que a fila andou e você já está bem na frente quando chegar o próximo concurso (desde que tenha a disciplina de manter o nível de esforço).

Se você fez de tudo e não conseguiu dessa vez, tenha ORGULHO de si mesmo e PERSEVERE. Você está, de fato, trabalhando para transformar seus sonhos em realidade e irá conseguir. Tenha certeza disso.

“E...e quanto a vergonha?..”

Sabem o que é vergonha, para mim, meus amigos? Sabem qual é a verdadeira vergonha?

É levar a vida se enganando, arrumando desculpas e transformá-la em um RASCUNHO!

Deus não te colocou nesse mundo para isso! Você nasceu para ser feliz! E ser feliz significa CONQUISTAR a sua felicidade.

Tenha Fé, não tenha medo e FAÇA a SUA parte.

Deus não dá a carga maior que a nossa capacidade de suportá-la.

Muitas vezes a jornada, a dura caminhada, é mais importante para o nosso crescimento que o próprio objetivo. E só lá na frente, após superarmos todos os obstáculos, vamos entender o quanto os espinhos do caminho foram necessários para nosso triunfo, para a nossa transformação como ser humano.

Chega de planos, de sonhos vazios em atitudes, basta de muitas palavras e nenhuma ação. Chega de rascunhos!

Posso te fazer um convite e um desafio para esse ano que se inicia?

Que tal passar a sua vida a limpo em 2014???

O ontem já foi. O futuro será fruto do que fizermos agora!

E se desejar mais informações sobre os cursos de Coaching é só enviar um email para bernardo.barbosa@pontodosconcursos.com.br


Em breve, uma novidade: Coaching para Carreiras Jurídicas!

Um forte abraço e firme nos estudos!


Comentários

  • 19/01/2014 - Arlete Medeiros
    Professor, Obrigada de Coração pelas palavras de incentivo... Precisamos disso, necessitamos Disso! Gostaria que o professor nos contasse mais sobre como foi a aprovação de sua esposa, quais os maiores obstáculos enfrentados por ela, os erros e acertos, quais as estratégias usadas para ela continuar tão perseverante... Obrigada! AbraçO!
  • 16/01/2014 - Manoel
    Muito obrigado professor, é o que podemos dizer... muito bom. Obrigado!
  • 16/01/2014 - Prof Bernardo Barbosa
    Olá Manoel!
    Não há pelo que agradecer. Eu é que agradeço o carinho e a atenção de vocês, estímulo maior para seguir me dedicando a essa atividade, apesar das inúmeras tarefas (profissionais e pessoais) que tenho de dar conta todos os dias.
    Vamos com fé, construindo com muito suor e dedicação o nosso futuro brilhante.
    Forte abraço.
  • 16/01/2014 - Anderson Mendes
    Belas palavras professor. Um texto magnifico, escreveu muitíssimo bem. Acho que como tantos outros, me encaixo nesse grupo de auto sabotadores, mais acredito que esse reconhecimento difícil de fazer que estou fazendo agora já é o primeiro passo para um ano melhor. Muito obrigado pelas palavras e incentivo mestre!
  • 16/01/2014 - Prof Bernardo Barbosa
    Prezado Anderson,
    O primeiro passo é sempre o mais difícil e o mais importante!
    Agora é continuar na caminhada, por mais que apareçam obstáculos no percurso, devemos avançar sempre!
    Um forte abraço e firme nos estudos!
  • 14/01/2014 - Nidia Eliane Barbosa
    Perfeito!!! É o que sempre falo para meus amigos que ainda não passaram... Pode acontecer da prova ser super difícil, de muitas pessoas tirarem nota maior que a sua, da correção da redação te tirar do páreo, mas se vc tiver ESTUDANDO COM SERIEDADE, dando O SEU MELHOR, irá acontecer... O estudo é acumulativo, besteira achar que está perdendo tempo estudando, na verdade o tempo é perdido quando a pessoa finge que está estudando rs Meu orgulho só aumenta ao ler cada artigo seu Professor Bernardo Barbosa.
  • 14/01/2014 - Prof Bernardo Barbosa
    Minha irmãzinha querida. Você é um dos maiores exemplos de tudo o que falamos! De dentista no interior da Bahia para aprovada em mais de 5 concursos com cerca de um ano e meio de estudo! Tenho muito orgulho de você! Um beijo.
  • 14/01/2014 - Camila
    Muito motivador seu texto, professor! Parabéns!!
  • 14/01/2014 - Prof Bernardo Barbosa
    Obrigado Camila!
    Fico feliz de ter conseguido motivar você a seguir em frente. Pode repassar o texto a todos seus amigos que estejam na luta dos concursos. Forte abraço!
  • 14/01/2014 - fabricio
    Maravilha, professor Bernardo! Que "up" para este início de 2014. É isto mesmo, não faltou mais nada. O comodismo atrapalha nossos sonhos. Obrigado pelas palavras, Fabrício!
  • 14/01/2014 - Prof Bernardo Barbosa
    Olá Fabrício! Sabe qual é o nosso maior inimigos quando se trata da realização ou não dos nossos sonhos? NÓS mesmos! Convença esse inimigo a se tornar seu maior aliado e alcançará tudo que desejares com coragem e fé! Forte abraço e um feliz 2014!
  • 14/01/2014 - Raquel
    Não tenho dúvidas de que esse artigo foi escrito pra mim. Tenho muitas decisões a tomar e estou adiando... Muito obrigada, professor! Seu artigo serviu como um bom "tapa na cara". Eu estava precisando desse tapa, desse puxão de orelha, desse "saculejo", como dizemos aqui no Nordeste. Com certeza, ao escrever este texto, Deus soprou em seu ouvido. Obrigada! Obrigada! Muito obrigada!
  • 14/01/2014 - Prof Bernardo Barbosa
    Olá Raquel! Se foi um "tapa" tenha certeza de que foi com carinho, embora firme rsrs. Brincadeira à parte, senti uma inspiração mesmo ao começar a digitar esse texto no ônibus enquanto voltava para casa à noite. Fui lembrando de algumas pessoas queridas, mas que não conseguem/conseguiam ter a força para mudar e realizarem seus sonhos, fui lembrando de quantas chances elas desperdiçaram na vida, simplesmente por não conseguirem ...lutar. E viver É lutar! É combater o bom combate, como diz o apóstolo Paulo. Felicidades e conte sempre comigo.
  • 13/01/2014 - LIDIA MOREIRA AMARAL
    Excelente texto, professor! Pra imprimir e ler todos os dias! Saudades suas!
  • 14/01/2014 - Prof Bernardo Barbosa
    Querida Lídia. Saudades dos amigos do ES. Fico feliz em saber que você está me acompanhando nessa jornada aqui no Ponto e que, de alguma forma, estou podendo colaborar com seus objetivos.
  • 13/01/2014 - alana
    Obrigada pelas palavras, professor! É bom ouvir coisas assim de vez em quando para que tenhamos força de seguir em frente.
  • 14/01/2014 - Prof Bernardo Barbosa
    iOlá Alana! Pode contar sempre comigo! Uma das minhas maiores felicidades é poder ajudar de alguma forma e acompanhar o sucesso de cada um de vocês. Um abraço e firme nos estudos!
  • 13/01/2014 - simone
    Era tudo que eu precisava para ler hoje. Justamente o dia de retomar meu s estudos, depois de uma semana meio atribulada. Tenho uma bebê de 4 meses e meio e poderia utilizar todas as desculpas para não estudar. Durante as sonecas dela estudo, melhor pouco do que nada.
  • 14/01/2014 - Prof Bernardo Barbosa
    uMuito bem Simone! Uma das maiores provas de amor que você ode dar a sua pequena é se uma mãe guerreira e que está lutando para dar uma vida ainda melhor a ela. Com certeza ela terá muuuito orgulho disso no futuro. Minha irmã do meio passou em concurso estudando na mesma condição em que você se encontra, enquanto em fazia o curso da ANP em Brasília. Por isso sei exatamente do que você está falando. Força Simone! Forte abraço e beijo na filhota.
  • 13/01/2014 - Simone Miranda
    Esse artigo é muito importante. Merece ser lido e relido. rsrs. Obrigada professor!
  • 14/01/2014 - Prof Bernardo Barbosa
    Obrigado Simone. Fico feliz em ter colaborado na sua jornada. Pode ler o artigo sempre, se assim o desejar!
  • 13/01/2014 - cleyton
    Esse artigo é a mais pura realidade da jornada de muitos concurseiros, não devemos desanimar " PODEMOS PASSAR UM SÉCULO SEM GUERRA MAS NÃO PODEMOS FICAR UM MINUTO SEM ESTAR PREPARADO PARA ELA".
    e mais " O ESQUELETO QUE NÃO VIBRA É UMA CARCAÇA QUE SE ARRASTA"
  • 14/01/2014 - Prof Bernardo Barbosa
    É isso aí Cleyton! Concurseiro bom é concurseiro faca na caveira! Bons estudos e sucesso em 2014.
Comentar este artigo
MAIS ARTIGOS DO AUTOR
Compartilhar: