Prof. Bruno Fracalossi

16/09/2013 | 21:14
Compartilhar

Não faça pausas muito grandes nos estudos e novo Ranking do Ponto!

Olá pessoal, tudo bem com vocês?

Após duas semanas de férias e lua-de-mel, retorno hoje aos trabalhos.

Esse período de desligamento total serviu para lembrar-me o quão importante é tirarmos um período para espairecermos a nossa mente.

Ouvimos sempre os especialistas em cognição dizerem como é indicado termos períodos de descanso dos estudos. E eu afirmo que eles têm razão. Esses períodos nos fazem muito bem, nos ajudam a recarregar as baterias, e nos fazem pensar nos motivos de trabalharmos e estudarmos tanto.

Resumindo: esses períodos de descanso são os prêmios que recebemos pela nossa dedicação. Se tivermos feito o nosso papel, e tivermos cumprido com todas as nossas responsabilidades, não há prazer maior em nos desligarmos do mundo por duas semanas ou mais, em algum lugar agradável, com a certeza de que o nosso dever anterior a esse período foi cumprido.

Mas o assunto do presente artigo aborda o momento posterior ao do descanso: a volta à rotina! Isso quebra qualquer um no meio, rsss! A depressão pós-férias é muito comum, e já começa uns dois dias antes da volta, rsss!

Nos períodos de férias dos estudos é que nós percebemos como levamos a vida no automático. Mas isso, infelizmente, é necessário até a aprovação. Foco, dedicação extrema e comprometimento. Acaba sendo um processo automatizado de cumprimento de rotina. Muitos criticam, mas qual é o problema nisso? O trabalho em um escritório, durante oito ou mais horas ao dia também não é assim?

Você está estudando para ter uma vida tranquila, lógico que com muito trabalho, mas sem aquela pressão de ser demitido. E na grande maioria dos órgãos públicos, você tem que cumprir a jornada de oito horas somente, sem a necessidade de ter que fazer horas extras forçadas, a não ser esporadicamente. Mas nada comparado ao serviço privado.

Aí eu te pergunto: qual seria a razão das férias se não houvesse o trabalho? As férias só são tão boas porque você trabalhou ou estudou muito para merecê-las.

Quero destacar hoje a importância de pequenas pausas nos estudos, mas não por períodos muito grandes!

As grandes pausas vão te atrapalhar, pode ter certeza! Você pode parar por um mês, no máximo. Mais do que isso, já acho prejudicial. Já causa esquecimento, desânimo e perda de informação acumulada.

Conheço muitas pessoas que se saíram mal em algum concurso e resolveram dar um tempo, para se dedicarem a outros projetos e relaxarem um pouco dos estudos, mas nunca mais conseguiram voltar ao nível que estavam antes da quebra de rotina.

A constância nos estudos é muito importante. Ela te ajuda a criar uma rotina saudável, a te manter ligado e atualizado no que acontece no mundo dos concursos.

Quando você estiver saturado, com a cabeça, os olhos e as veias dos braços pulando igual a um canguru, pare por uma semana ou duas no máximo. Mas pare totalmente! Desligue-se 100%! Pode ser após algum concurso. Mas não deixe passar mais do que isso.

Se você se desanimar demais com a parada, lembre-se dos seus familiares que tanto te apoiam. Lembre-se da pessoa que está se dedicando para você estar ali por conta estudando (seu pai, mãe, irmãos, tios, cônjuge, quem quer que seja). Não as desrespeite. Não jogue o esforço delas no lixo! Pegue sério! ESTUDE COM AFINCO!!!!

Se você trabalha e estuda, lembre-se do grande esforço já empreendido até o momento. Imagine que se você não continuar estudando com afinco, tudo aquilo terá sido tempo perdido. Visualize a felicidade que será dar um berro no meio da sua sala do escritório: “PASSEEEEIII” e da cara do seu chefe e dos seus colegas invejosos quando ouvirem isso. Mas lembre-se também daqueles colegas de trabalho, amigos e familiares que tanto gostam de você, e no quanto eles ficarão felizes com a sua aprovação no concurso que você tanto sonha e que batalhou tanto para conseguir ser aprovado.

Eu posso afirmar por experiência própria, após tantos anos dedicados, e que continuo dedicando, aos estudos e ao trabalho em ritmo forte: não há sensação melhor do que conseguir alcançar o objetivo tão sonhado após o esforço próprio, sem precisar ser puxado por ninguém. O prêmio conquistado pelo mérito próprio! Isso não tem preço. Faz qualquer esforço valer a pena e ter um sentido.

Eu, particularmente, não gosto que as coisas caiam no meu colo. Eu sempre gostei de lutar para conquistar algo. Dá mais ânimo, mais motivação, mais orgulho, e mais reconhecimento. A nossa vida também é feita de status e reconhecimento por outras pessoas. Por mais que esse seja um assunto um pouco difícil de comentar, é bem claro que todos nós gostamos disso. Tem coisa melhor que ser apontado por outras pessoas como um exemplo de dedicação e superação a ser seguido?

Isso vai acontecer com você. Depois da sua aprovação, te garanto que muitas pessoas basear-se-ão em ti para seguir a vida delas. Elas virão te perguntar como você fez para ser aprovado, quais dicas você pode dar a elas etc. Esse reconhecimento é muito gostoso, mas para conquistá-lo, só mesmo com muita dedicação.

Pense bem nisso então. Reflita com atenção: NÃO PARE DE ESTUDAR MAIS DO QUE UM MÊS!!!! NÃO QUEBRE A SUA SEQUÊNCIA!!!

Mantenha a sua rotina! Não deixe o desânimo tomar conta de forma alguma, e se precisar de uma ajuda extra nesse trabalho, contrate um dos meus Coachings para Concursos. Dentre várias tarefas que estabelecemos, a da motivação é uma das mais constantes.  Mais de 200 alunos já foram treinados por mim. Vários deles foram aprovados para a segunda fase do concurso de EPPGG, com ótimas pontuações. Também garanto que muitos serão nos concursos do MPU, Bacen, AFT, APO, ACE, RFB e outros!

A turma quatro do Coaching Básico começa no próximo dia 27/09, e só conta com mais algumas vagas:

Coaching Básico – Turma 04

As apresentações dos outros Coachings também podem ser acessadas abaixo.

Coaching para AFC/CGU

Coaching para ACE/MDIC

Coaching para ATRFB

Coaching para APO/MPOG

Tenho ainda o Coaching para a segunda fase do concurso de EPPGG:

Coaching para a 2ª fase do EPPGG, com ajuda nas discursivas

As vagas são limitadas!



Ranking!

O lançamento do nosso projeto foi um sucesso! Já temos mais de 1.000 notas cadastrados no ranking que simula a classificação final do concurso de AFT. Se você quiser cadastrar a sua nota, pode acessar o endereço abaixo:

Ranking do Ponto

Posso garantir que o ranking do Ponto será o centro oficial desse tipo de ferramenta a partir de agora. Ele foi desenvolvido de uma forma bem segura, com vistas a se evitar as notas falsas e de aumentar ao máximo as chances de uma boa simulação.

Pretendemos abrir ranking dos principais concursos, e vocês podem acessar o site para sugerir aqueles que vocês desejarem.

Um grande abraço.

Prof. Bruno Fracalossi

bruno.fracalossi@pontodosconcursos.com.br

www.facebook.com/bruno.fracalossipaes

 



 



 


Comentários

  • 19/09/2013 - Lucas
    Professor quantos anos da sua vida levou para passar na CGU? Obrigado
  • 19/09/2013 - Prof Bruno Fracalossi
    Olá Lucas, tudo bem? Não dá para medir o estudo para um só concurso. Ao todo, estudei para concursos do final de 2005 ao meio de 2012, com pequenas pausas entre esses períodos. Um abraço.
  • 19/09/2013 - Larissa
    Boa Tarde! Bruno, soube a pouco que irei fazer a prova discursiva da PECFAZ..só que estou estudando para a prova do INSS. Acha possível conciliar esses estudos? bem, para a discursiva tenho somente uma semana..acho que irei comprar o curso da Júnia. Gostaria de uma orientação! Obrigada!
  • 19/09/2013 - Prof Bruno Fracalossi
    Olá minha a amiga, tudo bem?
    Faça sim a aprova, com certeza, ok? Às vezes, conseguimos resultados surpreendentes quando menos esperamos. Um abraço.
  • 19/09/2013 - fabio revivo
    Prof. bruno, alguma informação nova sobre o concurso de APO? Procurei pelo pedido de autorização do concurso junto ao planejamento e não encontrei nada. O senhor pretende lançar algum curso para o APO? obrigado pela atenção e abraços
  • 18/09/2013 - Thatiana
    Professor! Obrigada pelo texto! Com certeza contribuiu para q eu me mantenha motivada!!!! Muito obrigada mesmo!!!
  • 18/09/2013 - Daniel Marques
    Bruno,
    Como assim coaching CGU e MDIC? Já tem autorização para eles?
    Abraço!
  • 18/09/2013 - Prof Bruno Fracalossi
    Ainda não, mas o MDIC deve ter em breve. O da CGU vai demorar um pouco ainda. Um abraço.
  • 18/09/2013 - emerson
    parabéns pelo artigo!
  • 17/09/2013 - Leonardo
    Bruno,você ainda estuda para algum concurso?
  • 17/09/2013 - Prof Bruno Fracalossi
    Olá Leonardo, tudo bem? Estou retomando o meu curso de Direito, e pretendo tentar a magistratura no futuro. Um abraço!
  • 17/09/2013 - Thiago
    Bom dia! Bruno, será que seria possível vocês disponibilizarem o ranking para o concurso que está rolando, do PECFAZ - ministério da fazenda? A ESAF lançou as pontuações da prova objetiva, mas infelizmente ela não separou pela região. Colocou todas as notas juntas, então, pessoas que estão prestando para Brasilia e São Paulo, por exemplo, estão todos com as notas juntas e ninguém sabe ao certo qual posição ocupa no certame. Teremos a prova discursiva no dia 29 desse mês, e seria ótimo termos pelo menos uma projeção da nossa colocação, para sabermos como estamos.
    Obrigado! Excelente post. Descansos são essenciais, até máquina na indústria tem seu tempo de parada, porque senão seu tempo de vida útil diminui.
  • 17/09/2013 - Prof Bruno Fracalossi
    Olá Thiago, tudo bem?
    O problema é que como a ESAF já lançou o resultado, o ranking perderia um pouco o seu propósito, mas vou analisar, tudo bem? Um abraço.
  • 17/09/2013 - Denise Nascimento
    Olá Prof. Bruno,

    Obrigada por mais um texto muito positivo e útil para quem está na luta.

    Abraço,
    Denise
  • 17/09/2013 - Paulo
    Não vai fazer uma avaliação do ponto de corte do AFT? Obrigado
  • 17/09/2013 - Maria Mendes
    professor poste com mais frequência. Seus post são sempre ótimos

  • 17/09/2013 - Luis Claudio Pinto
    Bruno, obrigado pelos textos sempre objetivos, esclarecedores e motivadores! E parabéns pelo casamento!!!
Comentar este artigo
MAIS ARTIGOS DO AUTOR
Compartilhar: