Prof. Fernando Mesquita

04/09/2013 | 08:42
Compartilhar

Curto? - DPRF+Enquete+...

Atualmente? Fragmentado. Atenção? Nem pensar. Hiperlink? Agora!

Nossa atenção anda mais curta do que nunca. Se você já abriu um artigo meu e pensou "Nossa, é enorme. Depois eu leio", acaba de confirmar meu ponto.

 

Para ser aprovado em concursos, não basta estudar. É preciso se concentrar, persistir e criar casca (lembra do artigo sobre resistência?). Aumente sua capacidade de persistir, vá até o fim das coisas. Se você é um dos 344 participantes da enquete de ontem e de hoje, parabéns. Você tem 98,9% de chance de crer que acreditar em sua aprovação é necessário (e obrigado por participar).

 

Aprovação? Da forma certa.

 

1. Faça um compromisso de finalizar as tarefas que começa;

2. Faça algum planejamento de logo prazo (pessoal ou profissional - filhos, a construção de uma casa, uma viagem, preparar-se para ser professor, etc.)

3. Desenvolva a paciência e a resistência fazendo algo todos os dias (de preferência, estudando).

 

Semana que vem, vou publicar um artigo sobre distância da massa. Confira. Aproveite e responda à enquete: Você fez o último concurso da Polícia Rodoviária? Vou usar esse caso como exemplo. Me diga como foi a prova - fácil, difícil, diferente. Vai me ajudar muito com uma breve análise.

 


[ENQUETE CONCURSO PRF]

 


 

O que você acha das provas do cespe? Vamos falar sobre isso. Você gosta? Não gosta? Acha fáceis, difíceis? Por quê? Deixe um recado abaixo. 

Bons estudos e sucesso,

 

Fernando Mesquita

fernando.mesquita@pontodosconcursos.com.br




Comentários

  • 07/09/2013 - Guilherme
    Eu NÃO gosto das provas do CESPE porque,além de, principalmente para cargos de nível superior, eles cobrarem conteúdos que extrapolam o edital, muitas vezes, eles elaboram editais tão confusos que perde-se preciosos minutos tentando "entender o raciocínio do elaborador".
  • 05/09/2013 - Caroline Araujo
    Eu prefiro a Cespe do que outras bancas, só não gosto dessa metodologia de uma errada anular uma certa, acho injusto. Mas as provas, pra mim, parecem mais fáceis, as afirmativas cobram o conteúdo de forma mais objetiva, o que facilita a identificação de possíveis erros na questão.
  • 05/09/2013 - LAZARO RENAN
    Confirmo que muitas vezes a banca cria sua jurisprudêncai sobre o assunto e erra feio. Por outro lado, exige que o candidato seja assertivo. Porque pode ficar devendo depois da prova.
  • 04/09/2013 - TARCISIO TEIXEIRA TO
    Prof Fernando Mesquita, Bom-Dia

    Já faz um tempo que não participo das provas do CESPE-UNB. Sei que todas as bancas de concursos Federais são muito difíceis. No caso do Cespe o fato de você perder um ponto a cada erro, isto torna mais difícil ainda.
    Atenciosamente,

    Tarcísio T Tolentino
  • 04/09/2013 - Simone
    Sim. Eu gosto das provas da Cespe. É uma linguagem de "fácil acesso" e beneficia quem estuda. O que não gosto é da anulação de questão: uma errada anula uma certa. Mas já vi prova em que esse quesito não é cobrado.
  • 04/09/2013 - Kellen Zapparoli
    Bom dia.
    Eu gosto das provas do Cespe. Elas valorizam quem estuda. Mas esse quesito de uma errada anula uma certa é bastante complicada. Fico sempre com receio de "chutar" uma questão. Mas é uma banca que eu gosto, apesar de ter um tempo que não faço provas dela.
    Um abraço.
  • 04/09/2013 - Josecleide
    olá, professor!
    Sobre o CESPE, já prestei algumas provas e ratifico aos que meus colegas falaram a respeito do requisito de 1 errada anula uma certa. Outro problema que me atormenta é que a maioria das questões que eu faço, tenho a impressão que algumas respostas se tornam subjetivas para a Banca, ou será que "viajo" muito ? (rss). Por favor, teria algum método específico para isso? Grata.
  • 04/09/2013 - Marcelo Calandrini
    As provas do cespe, no geral, são boas e valorizam quem estuda. Sempre tem alguma novidade nas questões. Mas, não gosto da forma de julgamento de cada item em c ou e, é difícil. Qualquer falta de atenção na leitura perde-se o item, e por vezes fica a dúvida de marcar ou não. Na minha opinião é a banca mais difícil.
  • 04/09/2013 - GABRIEL
    De um modo geral eu acho as provas bem elaboradas, o problema é quando a banca não abre mão de certos posicionamentos, mesmo estando errada. Outra coisa é quando a banca usa de muita subjetividade em provas objetivas, nesse tipo de questão eu prefiro nem marcar, pois qualquer resposta pode estar certa... loteria. Mas ainda prefiro o CESPE.
  • 04/09/2013 - Fabio
    Bom, penso que o CESPE, de maneira geral, é até justa na cobrança dos conteúdos. Já fiz várias provas da Banca - aprovação em breve. Penso, também, que a Banca busca candidatos que tenha uma visão mais holística sobre aquilo que é cobrado, pois, ela induz o candidato ao erro. E isto, num cenário em que há cada vez mais candidatos preparados, faz muita diferença.
  • 04/09/2013 - Thiago
    O único problema dessa banca é esse sistema de avaliação, em que, uma questão errada anula a certa. Que dizer, então, que o meu conhecimento é anulado pela falta de atenção ou por desconhecimento. Acho isso ridículo, a prova é feita para medir seu conhecimento e não anulá-lo. Já passou da hora dessa banca rever esses conceitos.
  • 04/09/2013 - Alessandra Venturi
    Bom dia Professor. Gosto muito do estilo de prova do CESPE. Apesar de uma questão errada anular uma certa, ela costuma privilegiar o conteúdo e menos "letrinha de lei". Obrigada pelos seus artigos. Eles fizeram a diferença para mim.
  • 04/09/2013 - Lobaton
    Acho que eles são muito prepotentes. Não aceitam recursos com fundamentação, e fazem muitas questões com PEGADINHAS tendenciosas, que não cobram a matéria e conhecimento do aluno e somente o induzem ao erro.
  • 04/09/2013 - Roberto
    Gosto da maneira que o conteúdo é cobrado e da metodologia de uma errada anular uma correta, privilegia quem realmente sabe o conteúdo, dificultando os chutes e favorecendo o conhecimento.
Comentar este artigo
MAIS ARTIGOS DO AUTOR
Compartilhar: