Prof. Albert Iglésia

09/08/2013 | 09:35
Compartilhar

Vírgula entre STF e Congresso aumenta a tensão entre concurseiros

“STF muda entendimento, e Congresso vai decidir cassação de políticos condenados”. A manchete publicada na página do jornal O Globo (http://oglobo.globo.com/, acesso em 9/8/2013) chama nossa atenção não só pelo impasse que o assunto tem gerado entre os Poderes da República, mas também pelo emprego da vírgula antes da conjunção aditiva “e”. Isso tem incomodado muitos concurseiros.

Aprendemos desde cedo que o último elemento de uma série aparece introduzido pela conjunção aditiva “e”, o que dispensa a vírgula normalmente empregada para separar os elementos anteriores (Pedro chegou, sorriu e foi logo embora. Comprei maçã, banana, morango e mamão.). Por isso surge a dúvida na mente de muitos estudantes, que passam a se perguntar: “Será que o jornal errou ao empregar a vírgula e a conjunção lado a lado? Não bastaria apenas uma delas?”.

Devemos reconhecer que o jornal acertou ao empregar aquela vírgula. Quando existem orações com sujeitos diferentes, a vírgula pode aparecer ao lado da conjunção aditiva sem que isso configure erro. A primeira oração (“STF muda entendimento”) tem o termo “STF” como sujeito. Já o sujeito da segunda oração é o termo “Congresso”.

Portanto, prezado leitor, nada de ficar abalado por causa da vírgula. Relaxe, estude e deixe os Poderes da República decidirem quem vai cassar os políticos condenados.


Comentários

  • 09/08/2013 - FABIO ARAGAO MORAIS
    Engraçado, professor! Eu li a matéria do senhor no Ponto e quando fui acessar o link do Globo.com a manchete foi alterada para: STF volta atrás e Congresso vai decidir cassação de políticos condenados. Vai entender os redatores da imprensa jornalística, rsrs!
  • 09/08/2013 - Prof Albert Iglésia
    Pois é, Fábio! Se fosse no jornal impresso, o registro não poderia ser mudado. Ainda bem que essa vírgula não é rigorosamente obrigatória, embora ela seja normalmente utilizada com a finalidade que apontei.
Comentar este artigo
MAIS ARTIGOS DO AUTOR
Compartilhar: