Prof. Fernando Mesquita

01/08/2013 | 09:40
Compartilhar

O sucesso de A a Z - [C] Cacofonia

Cacofonia - Gram. Modo de falar ou de combinar sons, geralmente da fala, com efeito desagradável.

 

O "causo"

Não, não sou professor de português, mas na qualidade de escritor sempre me impressionei com as possibilidades do idioma. Uma dessas possibilidades é exatamente a cacofonia, que nada mais é do que a combinação de sons que tem uma qualidade desagradável aos ouvidos. São exemplos:

- Ela tinha medo de ser feliz (latinha)

- Vi ela passando pelo comércio ainda há pouco (viela)

- Nosso hino foi cantado repetidas vezes na Copa (suíno)

Claro que isso é a acepção puramente gramatical do termo. Minha preocupação, entretanto, é com um caráter mais psicológico-neurológico-pragmático da prática: aquele que envolve a sua pessoa.

Não foram poucas as vezes que, diante de um desafio mal-sucedido ouvi:

 

Sou incapaz de...

Não bom o suficiente para...
Minha vida é muito difícil porque...
Vou desistir...
Não consigo...
 

Não preciso completar as frases. Esses trechos apenas já carregam todo o potencial nocivo que a linguagem pode ter.

 

O problema

Pesquisas na área da neurolinguística mostram consistentemente que a forma como você se comunica reflete-se na forma como você se sente.

Isso foi muito abordado no filme O Segredo (que, se você não viu, recomendo que veja - não pela magia, mas sim pelo comportamento e pelo foco). Pense no que você quer, não naquilo que não quer. Diga o que você pretende, não aquilo que quer evitar. "Quero passar em um concurso" é muito diferente de "quero me livrar da iniciativa privada". Muito diferente.

Ouço pessoas dizendo o tempo todo "Não tenho dinheiro"; "Não consigo fazer nada"; "nada do que faço dá certo". Isso é muito, muito triste, porque essas pessoas não percebem que o próprio fato de dizer isso as faz reforçar o comportamento.

A solução

Se fosse só na vida em geral, menos mal, mas esse tipo de conduta se expande para os estudos e provoca problemas sem precedentes. Uma pessoa que, após uma prova mal-sucedida diz que "nunca será capaz de passar" ou que "concurso é muito difícil" certamente não conseguiu capturar a essência da coisa: tudo que vale a pena é difícil. Não queria ser eu a dizer isso, mas se você se encaixa nessa categoria, escreva essa frase na parede e leia-a diariamente:



Se fosse fácil, qualquer um faria

 

Cacofonia, em nosso significado com licença poética, então, torna-se qualquer tipo de afirmação que "soe mal", não no sentido do som necessariamente, mas no significado.

"Fernando, mas eu sou uma pessoa naturalmente realista. Como lidar com isso?" Bom... a primeira dica, acompanhada da segunda e da terceira é:

 

 

  1. Sua realidade é aquilo que você escolhe para si - É claro que nem sempre nossa vida está como gostaríamos, mas é fundamental reconhecer a diferença entre ser (permanente) e estar (transitório). Se você me disser que é uma pessoa pessimista (não me venha com eufemismos de 'realidade'), não há nada que eu possa fazer, a não ser lamentar o futuro sombrio que te espera. Por outro lado, se você reconhece que isso é uma falha que pode ser consertada, vamos ao próximo tópico:
  2. Reconhecer o problema é a primeira etapa - Muitas pessoas não conseguem ao menos chegar à constatação de que têm um problema, o que dizer de resolvê-lo adequadamente. Se você entende que isso é um problema e que há saídas, ótimo! Vamos ao próximo ponto:
  3. Mude seu comportamento de dentro para fora - Ao longo do dia, comece a prestar atenção à forma como você se expressa e procure, primeiro, evitar afirmações negativas. Isso não quer dizer que você precise virar uma espécie de Poliana em coma, mas procure observar qual o peso (positivo ou não) que sua negatividade tem ao longo de seu dia. Paulatinamente, pondere se isso tem lhe trazido algum benefício, além de uma estranha sensação de que as conversas são abreviadas quando você chega. Por fim, substitua aquelas afirmações negativas por afirmações de caráter mais positivo. Posso garantir que em pouco tempo você começará a ver mudanças significativas em seus relacionamentos e, mais tarde, em seus resultados.
 

 

Comece a perceber a relação entre a forma como as pessoas se comunicam e o resultado que vêm obtendo na vida. O impacto disso é impressionante.

Evite a cacofonia nos estudos e mude seus resultados. 

 

Bons estudos e sucesso,

Fernando Mesquita

Coach | Ponto dos Concursos

fernando.mesquita@pontodosconcursos.com.br


Este artigo faz parte do grupo "Sucesso de A a Z", meu compromisso estabelecido com a grande comunidade do ponto em 29/07/2013. Um artigo por dia, cada um com uma letra do alfabeto no título. Sugestões? Comentários? Ansiedades? Deixei seu recado e faça parte de nossa crescente comunidade.

 

Se você perdeu a enquete que pedia sugestões quanto ao tópico a ser abordado na letra D, acesse o resultado aqui e veja a emoção que teremos amanhã. Um artigo bem bacana, que está sendo bem legal de escrever.


Comentários

  • 02/08/2013 - Anderson de Araujo
    Professor, poderia facilmente discorrer sobre esse texto porque é excelente. Porém, todos os outros são, também, de grande valia a nós
    todos como cidadãos e concurseiros - acima de tudo como pessoas. Portanto, de coração aberto, muito obrigado pela boa-ação.
  • 03/08/2013 - Prof Fernando Mesquita
    Anderson, obrigado por ler e por comentar. O objetivo aqui é que ajude a clarear um pouco essa bagunça dos estudos e da preparação para os concursos. Se tem auxiliado nesse ponto, continuarei fazendo. Abraço e sucesso.
  • 01/08/2013 - Christian Machado
    Parabéns pelo texto Prof., realmente interessante o resultado de pensamentos e palavras positivas, parece que o mundo passa a conspirar a nosso favor.
  • 01/08/2013 - Prof Fernando Mesquita
    Fala, Christian. Obrigado pelo comentário. O que falamos realmente é importante - e precisamos atentar a isso. Fique firme na luta e bons estudos.
  • 01/08/2013 - jean lopes de azeved
    Realmente como dizem que as palavras tem poder! nós concurseiros sem querer nos deparamos em falar essas frases que tem um peso negativo em nosso comportamento sem querer. Excelente texto!
  • 01/08/2013 - Prof Fernando Mesquita
    Jean, é muito comum usarmos palavras e expressões aquém do ideal quando estudamos. A tarefa é árdua, mas bastante recompensadora. Precisamos nos focar nos benefícios, nas vantagens, no aprendizado - trocar o foco ajuda a reenquadrar o problema e a cuidar da linguagem. Obrigado pelo comentário e bons estudos.
  • 01/08/2013 - Francimary
    Professor, seus artigos tem feito a diferença na minha preparação, só tenho a agradecer por cada um deles. Grande abraço!
  • 01/08/2013 - Prof Fernando Mesquita
    Francimary, que bom! Fico feliz em saber que posso estar ajudando. Fique por aqui, ainda temos um longo caminho pela frente, ok? Abraço e sucesso,
  • 01/08/2013 - VIRGINIA FELIPE
    Tenho acompanhado os seus textos e gostado muito, o de hoje é espetacular, nossas palavras e pensamentos são responsáveis pela nossa realidade....Parabéns
  • 01/08/2013 - Prof Fernando Mesquita
    Virgínia, é uma grande satisfação saber que você gostou e poder criar atenção para a importância das palavras na nossa vida como um todo. Obrigado pelo comentário e fique firme aí. Abraço e sucesso,
  • 01/08/2013 - Viviane
    "Cuidado com os seu pensamentos ; eles se transformam em palavras. Cuidado com as suas palavras; elas se transformam em ações. Cuidado com as suas ações; elas se transformam em hábitos. Cuidado com os seus hábitos; eles se transformam em caráter. Cuidado com o seu caráter; ele se transforma no seu destino.
    Leia a Bíblia em Filipenses 4:8 que diz: Finalmente, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é respeitável, tudo que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se alguma virtude há e se algum louvor existe, seja isso o que ocupe o vosso pensamento." O Senhor nos ensina na Bíblia a escolher os pensamentos e a tomar cuidado com o que sai da nossa boca.
    O assunto do seu texto hoje é CLÁSSICO e foi escrito de forma bastante CRIATIVA associando a cacofonia.
    Abs
  • 02/08/2013 - Prof Fernando Mesquita
    Viviane, estamos caminhando bem, não? Mais emoções estão por vir. Se de cada dia tirarmos uma pequena lição, chegaremos bem ao final.
  • 01/08/2013 - Ana Zilda
    Mais uma vez parabéns pelo excelente texto. De fato, por vezes nos deparamos com pensamentos negativos e acabamos tirando o foco daquilo que realmente queremos. Textos e comentários como esses que vejo aqui só me motivam a continuar a jornada e não desistir do meu sonho e, também, me faz perceber que não sou a única nessa luta. Abraços!
  • 02/08/2013 - Prof Fernando Mesquita
    Ana, mais uma vez, muito obrigado. Com certeza, saber que não somos os únicos e que somos parte de uma comunidade que busca juntos seus objetivos nos ajuda a colocar as coisas em perspectiva. Ainda temos um bocado por conversar. Bons momentos ainda virão. Abraço e bons estudos,
Comentar este artigo
MAIS ARTIGOS DO AUTOR
Compartilhar: