Prof. Igor Oliveira

10/07/2013 | 13:40
Compartilhar

Conciliando os estudos com filho pequeno

Seu filho só tem uma infância. Isso é fato. Esse período mágico na vida da gente infelizmente não volta. E seu filho não quer um Juiz ou um Auditor da Receita. Ele não quer saber se você estuda 6 horas líquidas por dia ou se você foi mal no simulado. Ele quer você na sua essência mais simples e bruta.

De outro lado, você quer estudar para melhorar a vida de sua família, incluindo a dele. Se você está batendo cabeça e não está conseguindo conciliar sua vida de pai/mãe com a de concurseiro, o primeiro conselho que te dou é: perdoe-se. Quando nasce um filho, nasce um pai e uma mãe. Você, assim como ele, também está aprendendo. Um dia perguntaram a uma criança o que era paz. Ela respondeu, numa sabedoria profunda: paz é quando a gente se perdoa. Não brigue com você mesmo. Simplesmente ache um caminho. E isso vai ser bem mais fácil se você estiver com a cuca fresca.

Dedique-se aos estudos, mas cuide de sua família também. Você não quer ser aquele pai/mãe carregado de culpa, porque não possui lembranças boas de seus filhos. Já dizia Theodore Roosevelt: "nenhum sucesso na vida compensa um fracasso no lar". É melhor demorar passar num bom concurso que ver sua família arruinada porque você não soube dar a devida atenção a eles. Eu sei, não é fácil. Todos apanhamos, mas, se quisermos vencer, no significado completo da palavra, temos que encontrar nosso ponto de equilíbrio.

Em tudo que fizer seja sempre calmo e proativo, focado. Não seja o "mais ou menos", seja o melhor que você pode ser em todas as searas de sua vida: no trabalho, como pai/mãe, como concurseiro. Eu acredito que um bom soldado é um bom chefe de família. Uma coisa não exclui a outra. Aprenda a compartimentalizar os problemas dentro de sua cabeça: quando estiver com seus filhos, seja o pai/mãe. Ao sentar para estudar, seja o estudante dedicado. Sempre calmo. Sempre focado.

Ao levar o livro para o parque ou ao sentar para estudar o fazer com arrependimento, você vai acabar não sendo coisa alguma: o pai/mãe frustrado e o concurseiro que não passa em nada.

Não existe curso que te ensine a ser pai/mãe. Tem certas coisas na vida que a gente aprende mesmo é na porrada. No entanto, quero deixar algumas dicas práticas que podem te ajudar na jornada:

- antes de estudar, reserve 30 minutos do seu dia para se dedicar exclusivamente ao seu filho. Tente fazer uma imersão no mundo dele. Você vai se surpreender como isso é bom. Seu filho, assim como os estudos, não quer quantidade, ele quer qualidade. Não tenha pressa, olhe nos olhos dele, escute o que ele tem a dizer. Quando for levantar para estudar, explique com cuidado que "brincar com ele é a coisa mais importante e legal do mundo, mas o papai/mamãe precisa fazer uma coisa sozinho".

- nesse período de 30 minutos, faça a opção por brinquedos mais simples como jogo de varetas, dama, desenho livre, massinha, quebra cabeça e bola. No final da brincadeira, assine os desenhos e os cole na parede, como se fosse uma exposição. Deixe lá uma semana. Toda vez que a criança olhar para os desenhos ela vai lembrar de vocês juntos.
 
- se ele aparecer no quarto na hora em que você estiver estudando, pare de estudar e explique novamente, com calma, que você está lendo e precisa ficar um tempinho sozinho. Ele vai insistir. Nos primeiros dias pare e brinque com ele uns 10 minutos, vivendo só naquele momento, e depois volte com tudo para os livros. Com o passar do tempo ele vai se acostumar e não vai te procurar mais quando você estiver estudando.

- celebre! Valorize seu fim de semana. Eu NUNCA estudei sábado e domingo à tarde. Nesse período de tempo se dedique ao seu pequeno. Leve ele ao parque, jogue bola descalço, brinque de boneca, vista-se de super homem, ensine ele a nadar, andar de bike, solte pipa, pinte o sete. Entregue-se! Vai te fazer bem e a ele também.

- reserve uma noite no fim de semana para o momento família. Pode ser um filme infantil em casa com pipoca ou então um jogo de tabuleiro, tipo jogo da vida ou banco imobiliário. O que interessa aqui é a cerimônia. Avise ele que esse é um momento da família, faça cartazes, arrume a mesa ou o sofá. Prepare o momento. Faça a festa da pizza, do pijama, da pipoca, dos bonecos e bonecas, etc.

- vá aos compromissos da escola. Isso tem um efeito psicológico positivo absurdo na criança.

- aprenda a fazer uma comida que ele goste. Tem que ser simples e gostoso tipo macarrão ou panqueca. Avise ele que domingo você vai cozinhar pra ele. Peça ajuda ao seu filho pra cozinhar o prato favorito dele. Coloque-o para mexer a massa da panqueca.

- faça ao menos uma refeição diária junto com ele. Mesmo que você não acredite em Deus, agradeça pela vida que vocês tem, pela sua família e por ter um filho legal e obediente...hehehe. Pergunte sobre o dia dele, sobre a escola, os amigos. Escute com atenção.

Bom, isso aí é para tirar 10. Nem sempre vai ser possível, mas busque a perfeição. Lembre-se do que disse o pequeno princípe: "você se torna eternamente responsável por tudo aquilo que cativas".

Espero que tenha ajudado. Dedico este artigo a todos pais e mães que dão um duro danado para cuidar de sua família.

Muita luz!

Igor Oliveira.

Email: igor@pontodosconcursos.com.br

COACHING BÁSICO: http://goo.gl/ihbSn



 


Comentários

  • 22/10/2013 - Rejane
    Boa noite, professor. Seu texto foi um bálsamo para esse meu coração de mãe que vive angustiado! Obrigada pelas sábias palavras! Abs.
  • 22/10/2013 - Prof Igor Oliveira
    Que bom Rejane! Fico feliz! Conte sempre comigo! Abs!
  • 21/10/2013 - Adriano Vidal
    Professor Igor, ao ler este texto meus olhos se encheram de lágrimas, só quem tem filhos sabe explicar como é difícil conciliar o tempo, ainda mais quando é filho de pais separados (meu caso). Quantas coisas que você diz aí, que são simples, e não fazemos, mas como disse também: "é na porrada que se aprende". Tentamos muitas vezes impressionar nossos filhos, porém é nas coisas simples que eles se apegam e mais gostam... Tentarei colocá-las em prática.. Obrigado e fique com Deus.
  • 21/10/2013 - Prof Igor Oliveira
    Olá meu filho. Eu confio em vc e sei que será apenas uma questão de tempo. Aos poucos, com jeitinho, vamos caminhando rumo ao sucesso! Abs!
  • 12/09/2013 - Marina
    Muito bom ler esse artigo! Só quem tem filho pequeno entende o que passamos. Obrigada pela força!
  • 13/09/2013 - Prof Igor Oliveira
    Com certeza Marina! Conte sempre comigo! Abs!
  • 13/07/2013 - Silvana Abreu
    Nossa, nem sou mãe e esse texto me emocionou bastante, e se aplica demais a nossa vida de estudos. Todos temos vida familiar afinal! Sou madrinha de duas meninas lindas e isso me dá uma idéia vaga do q deve ser ser mãe...rs. Tb sinto culpa por não estar mais com elas devido ao estudo.. Bom, eh isso, vc nos deu a fórmula: qualidade eh o q precisamos em tudo q fazemos! Muita luz p vc Prof.!!
  • 13/07/2013 - Prof Igor Oliveira
    Bacana Silvana! É isso aí: qualidade e paciência. Conte sempre comigo! Abs!
  • 13/07/2013 - Ionara
    Estou visitando o site pela primeira vez e logo de cara recebo este presentão... muito obrigada! Minha princesinha de 1 ano e 5 meses foi muito desejada e me sinto muito mal nessa situação... procuro estudar nas horas em que ela dorme... afinal, para q servem as madrugadas rsrsrsrs. Bjs no seu coração
  • 13/07/2013 - Prof Igor Oliveira
    Obrigado Ionara e bem vinda! Conte sempre comigo. Tenha muita calma. Não desista e curta a filhota! Abs!
  • 12/07/2013 - rogerio bubola
    esse é o tipo de texto que vale a pena a gente parar pra ler... muitas coisas passam pela cabeça nesse caminho que escolhemos seguir. Eu mesmo rebolo pra dar conta de tudo; trabalho á noite, ajudo com ás crianças ( 2 pequenos ), casa e tudo mais...e arrumo um tempinho pra estudar, DEUS sabe. O que importa mesmo é a familia e todo sacrificio é pelo bem deles.Obrigado DEUS, sou feliz.
    parabens pelo texto professor. muita luz pra vc
  • 12/07/2013 - Prof Igor Oliveira
    Bacana demais Rogério. Desejo que você seja uma rocha dura pra aguentar todas as provações. Muita luz!
  • 12/07/2013 - Junia Mara
    Adorei suas palavras professor Igor. Olha, meu pequeno grande filhão também se chama Igor. Continue com suas mensagens, pois elas ajudam muito. Abraço.
  • 12/07/2013 - Prof Igor Oliveira
    Olá Junia, ele tá feito, pois todo Igor é gente boa...hehehe...brincadeiras a parte, tente encontrar seu equilíbrio: cuide de sua família, mas estude bastante. Faça tudo com qualidade e sabedoria. Abs!
  • 12/07/2013 - Claudinei
    Olá Igor... Meus olhos marejaram lendo o seu texto... Talvez concurseiros sem filhos achem que tudo isso não passa de desculpa e mera demagogia... Felizmente para nós (pais concurseiros) aqueles não têm a mínima dimensão do preciosíssimo tempo que eles têm a mais para estudar... De uma coisa eu tenho CERTEZA absoluta: O "gênio" de um concurso NÃO É o 1º colocado, sem filho(s)... O GÊNIO é o que passou em ÚLTIMO lugar (nem que seja nas vagas excedentes!) e que também tinha um filho para amar e dar a atenção que ele merece! Parabéns pelo seu texto!
  • 12/07/2013 - Prof Igor Oliveira
    Olá Claudinei. Eu sei o que vc está passando e concordo com tudo que vc disse. Tente viver a vida intensamente, com qualidade. No primeiro dia você já vai notar a diferença! Conte sempre comigo! Abs! Igor.
  • 12/07/2013 - vinicius henrique da
    Excelente texto. Tenho 24 anos, com dois filhos pequenos de 6 e 5 anos. Eu sei, começei cedo demais.rsrs. Mas graça a Deus, aprendi a colocar foco nas atividades, conciliando trabalho, faculdade, concurso e família. Muito difícil, mas consegui. Hoje sou técnico do Banco Central, e tomarei posse como Analista da Câmara. O caminho é esse aí. Abraço professor
  • 12/07/2013 - Prof Igor Oliveira
    Olá Vinicius! É o que eu sempre digo: com boa vontade sempre dá para achar um caminho. Parabéns mesmo! Você merece! Abs!
  • 11/07/2013 - jakeline
    Texto muito inteligente, me vi nele. Não é fácil, mas estou nessa batalha, Deus ajudará certamente!
  • 11/07/2013 - Prof Igor Oliveira
    Com certeza Jakeline...sempre vai ajudar. Abs!
  • 11/07/2013 - Martha Venturini
    Thaaaaaank yoooouuu! Como é bom ver que alguém, enfim, nos entende. Sim, porque quando se trata de mulher... se vc estuda pra concurso, é uma mãe desnaturada. Se não estuda, está usando os filhos como álibi para a preguiça! É bom ouvir conselhos de alguém que se preocupa em mostrar que podemos simplesmente organizar o tempo e conciliar tudo!
  • 11/07/2013 - Prof Igor Oliveira
    Eu é quem agradeço Martha. Siga seu coração. As respostas estão aí. Abs!
  • 11/07/2013 - Gilse
    O-B-R-I-G-A-D-A! Estava precisando mesmo desse artigo! Forte abraço!
  • 11/07/2013 - Prof Igor Oliveira
    Valeu Gilse!
  • 11/07/2013 - Jorge Orion
    Simplesmente emocionante. Quando estudamos, passamos como um rolo compressor em momentos da vida familiar que não voltam nunca mais. O texto é um espelho no qual nós, pais, vimos nossas imagens refletirem. Obrigado pelas palavras Prof.
  • 11/07/2013 - Prof Igor Oliveira
    Olá Jorge, obrigado pelas palavras. Busque sempre o caminho do equilíbrio. Abs!
  • 11/07/2013 - Rodrigo Silveira
    Igor Oliveira, este texto me emocionou! Parabéns!!! Você tem razão, esses momentos passam e não voltam mais... Abração.
  • 11/07/2013 - Prof Igor Oliveira
    Fala Burigas! Quem bom meu amigo!! Fico feliz que tenha ajudado! Abs!
  • 11/07/2013 - Claudio Mafra
    Professor Igor,
    Muito Obrigado pelas palavras.
    O Equilíbrio nesse momento é fundamental.

    Um abraço,

    Claudio.
  • 11/07/2013 - Prof Igor Oliveira
    Com certeza Cláudio. Vc tem toda razão. Abs!
  • 11/07/2013 - maria do socorro
    professor você foi iluminado por Deus para passar essa mensagem, pois hj mesmo eu estava sentindo uma angustia por não ter ido ao cinema com os meus filhos, apesar deles terem ido com o meu esposo, mas com suas dicas irei ficar mas tranquila e me organizar melhor nessa batalha de estudos e filhos, grata socorro.
  • 11/07/2013 - Prof Igor Oliveira
    Olá Maria, desejo a vc muita luz e muito equilíbrio! Conte sempre comigo! Abs!
  • 11/07/2013 - Lidianne
    Parabéns pelo texto, prof! É assim msm a vida de quem tem q conciliar estudo e família, principalmente com filhos pequenos! Não é fácil, mas é muito gratificante ver a felicidade deles quando damos nossa atenção integral, estando ali de corpo e alma naquele momento!!!! Obrigada pelo incentivo!!!
  • 12/07/2013 - Prof Igor Oliveira
    Olá Lidianne. É muito bom mesmo. Quando a gente se entrega e vive o momento, tanto nos estudos, quanto com os filhos, a vida fica muito mais doce. Abs!
  • 11/07/2013 - ANTONIO DONIZETE
    TENHO UM ANO E MEIO QUE TERMINEI O CURSO SUPERIOR E DE LÁ PARA CÁ SÓ ESTUDO E NADA DE BRINCAR COM AS CRIANÇAS, ELES COBRAM MAS EU SINTO-ME NA OBRIGAÇÃO DE ESTUDAR E ACABO POR OPTAR PELO ESTUDO A BRINCAR COM ELES, SINTO CULPADO E MUITO MAL. SEU ARTIGO SERVI COMO UMA LUVA NA MINHA HISTÓRIA. VOU TENTAR SEGUI-LO PARA O BEM DE MEUS DOIS LINDO FILHOS.
    VALEU AS DICAS- MUITO OBRIGADO.
  • 12/07/2013 - Prof Igor Oliveira
    Olá Antônio, tente dar qualidade a sua vida, tanto nos estudos, quanto com as crianças. Aproveite o fim de semana. Quando eu chegava o sábado e o domingo a tarde eu dava o maior gás para compensar os dias de semana. Teve uma vez que eu fiquei na piscina com ele de 13:00 às 19:00 brincando sem parar. Saímos mortos...hehehe...desejo a vc muita sabedoria nessa caminhada! Abs!
  • 10/07/2013 - Messias Brito
    Belo texto!!! Parabéns! Estou à espera do meu pequeno e ainda estudando pra concursos. Mas, assim q ele nascer, não haverá outra prioridade. Continuarei estudando, porém, qdo ele estiver dormindo...
  • 10/07/2013 - Prof Igor Oliveira
    Parabéns Messias! Filho é um grande presente. Abs e boa sorte!
  • 10/07/2013 - GUSTAVO VIVAS DAVID
    Sábias palavras, Professor!!!
  • 10/07/2013 - Prof Igor Oliveira
    Obrigado Gustavo! Muita luz! Abs!
  • 10/07/2013 - DANIELLE RODRIGUES J
    Nossa! até chorei. Na busca do tão sonhado cargo público, não conseguimos enxergar coisas tão básicas, que podemos fazer com os nossos filhos. Ficamos estudando e se culpando ao mesmo tempo. Vou começar a colocar em prática essas dicas hoje mesmo, coma minha pequenina, muito obrigada professor Igor.
  • 10/07/2013 - Prof Igor Oliveira
    Olá Danielle, a prioridade é a família. Os pequenos precisam de muito pouco. Eles só querem qualidade, como disse no texto. Siga firme! Abs!
  • 10/07/2013 - Flavio Migon
    Professor, muito obrigado pelas sábias palavras! Estava precisando ler este artigo. Boa tarde.
  • 10/07/2013 - Prof Igor Oliveira
    Olá Flávio! Eu é quem agradeço pelo comentário. Vá e vença! Abs!
  • 10/07/2013 - Igor Borher
    Excelente Igor. Este artigo caiu como uma luva na minha vida atualmente e mudou completamente o meu jeito de estudar. Obrigado.
  • 10/07/2013 - Prof Igor Oliveira
    Que bom Igor. Fico muito feliz mesmo. Muita luz!
  • 10/07/2013 - Charles
    Obrigado pela dica professor pois tenho uma filha de um ano e estava preoculpado em conciliar o horario. Me ajudou muito valeu!
  • 10/07/2013 - Prof Igor Oliveira
    Olá Charles. Pode ver que é simples. Antes de estudar se dedique à sua filha de coração e depois parta como um bicho para os livros. Viva intensamente! Abs!
  • 10/07/2013 - Prof Igor Oliveira
    Olá Charles. Pode ver que é simples. Antes de estudar se dedique à sua filha de coração e depois parta como um bicho para os livros. Viva intensamente! Abs!
  • 10/07/2013 - Joseane
    Muito lindo seu texto. Não é nada fácil, conciliar, trabalho, estudo e filhos. Mas essa fase deles não volta nunca mais.
  • 10/07/2013 - Prof Igor Oliveira
    Olá Joseane. Se fosse fácil não precisa da gente, certo? hehehe...tenha paciência e muita determinação! Abs!
  • 10/07/2013 - Paulo Henrique Amara
    Um dos melhores artigos que já li. Muito bom mesmo. Não sou pai, mas sou filho, e vou aplicar isso a minha realidade. Parabéns!
  • 10/07/2013 - Prof Igor Oliveira
    Valeu Paulo! Muita força! Abs!
  • 10/07/2013 - Luiz Pozes
    Grande Mestre, parabéns! Saudades do amigo! Espero que tudo esteja muito bem com você e família. Adsumus. Abraço.
  • 10/07/2013 - Prof Igor Oliveira
    Caraca! Que saudades meu velho! Como o tempo passa! Forte abraço! ADSUMUS!
  • 10/07/2013 - Sara Lacerda
    E quando sua filha só tem 1 ano e 5 meses, não tem ng além de vc para cuidar dela? Ela n vai entender que estou estudando, vai querer colo, daí já viu, adeus concentração. É complicado demaaais!
  • 10/07/2013 - Prof Igor Oliveira
    Olá Sara, sempre há um caminho. As respostas estão dentro de você. Abs!
  • 10/07/2013 - Cristiane
    Tenho uma dificuldade absurda de conciliar os estudos com minha filha de 6 anos. Ela me requer demais, interrompe inúmeras vezes e isso me deixa muito angustiada. Vou tentar seguir algumas dicas para ver se melhora em alguma coisa. Abçs.
  • 10/07/2013 - Prof Igor Oliveira
    Olá Cristiane, tente dar o máximo de atenção a ela no momento em que estiver com ela. Foque no momento presente! Abs!
  • 10/07/2013 - saulo gomes di napol
    Artigo em excelente hora. Lukinhas de 03 M
  • 10/07/2013 - Prof Igor Oliveira
    Valeu Saulo! Boa sorte! Abs!
  • 10/07/2013 - Luana
    Lindo texto! Comigo foi exatamente assim, meus filhos eram pequenos, passei 1 ano estudando só no período da tarde, nao dava nem tres horas por dia, mas era o que eu conseguia... depois que o mais novo começou a ir para escolinha, consegui estudar um pouco mais e em dois anos de estudo passei para técnico judiciário no STJ. Valeu a pena? Ô, se valeu! Continuo estudando, aos poucos para analista de tribunal... Os meninos estão maiores, mais ainda requerem minha atenção. Então, aos poucos com calma chegarei lá de novo. Há, tambem tem o marido que deu todo o suporte que eu precisava! Beijos!
  • 11/07/2013 - Prof Igor Oliveira
    Bacana demais Luana. O mais legal não é nem o passar em si, mas ver que você conseguiu achar seu ponto de equilíbrio e atender a todas as demandas...continue firme na busca! Abs!
  • 10/07/2013 - Deborah
    Era tudo o que eu precisava ler! Já estava começando a sentir as consequências de "abandonar" meu filho. Mas tudo vai mudar! Foco, força e FÉ!
  • 11/07/2013 - Prof Igor Oliveira
    Que bom Deborah! Muita fé e força! Conte sempre comigo! Abs!
  • 10/07/2013 - Silvia Karla Costa S
    Adorei!!!! Muito obrigada pelas sábias palavras e conselhos!
  • 11/07/2013 - Prof Igor Oliveira
    Eu é quem agradeço Silvia! Abs!
  • 10/07/2013 - reghina singh
    nossa, que texto mais reconfortante!! tenho 2 filhos pequenos, de 2 anos e 6 anos e sinto que ELES são minha prioridade. Não dá para abrir mão da maior dádiva q Deus me deu. Nenhum concurso do mundo vale isso. Sei q minha hora vai chegar. É um teste de paciencia e perseverança. Suas palavras aliviam minha alma e me fazem ver q este é mesmo o caminho!!
  • 11/07/2013 - Prof Igor Oliveira
    Com certeza Reghina, não vale a pena abrir mão. Muita paciência e planejamento focado. Abs!
  • 10/07/2013 - Luciana Castro Macie
    Olá Igor!
    Quando vi o tema,pensei: Ele leu os meus pensamentos!! Estou grávida de 5 meses e o bebê veio na minha fase de estudos para concursos. Divido meu tempo entre os estudos, trabalho e preparativos para o bebê. Com certeza, irei considerar o seu conselho para me perdoar! Ótimo texto,obrigada pelos conselhos!
    Saudações,
    Luciana
  • 11/07/2013 - Prof Igor Oliveira
    Olá Luciana, que legal! Meus parabéns. Filho é a melhor coisa do mundo. Tenho certeza que com muita força de vontade e planejamento vc vai conseguir conciliar tudo. Muita luz!
  • 10/07/2013 - Aline
    Professor obrigada por essas palavras! Precisava ler seu artigo.
  • 11/07/2013 - Prof Igor Oliveira
    Olá Aline, eu é quem humildemente agradeço tantas manifestações de carinho. Siga no caminho do bem. Muita luz!
Comentar este artigo
MAIS ARTIGOS DO AUTOR
Compartilhar: